Premiership 21ª Jor – Quatro equipas para três lugares… quem se apura?

Helena AmorimOutubro 2, 20204min0

Premiership 21ª Jor – Quatro equipas para três lugares… quem se apura?

Helena AmorimOutubro 2, 20204min0
Falta só uma jornada para encerrar a fase regular da Premiership e só há três vagas disponíveis para a fase a eliminar... quem vai ficar de fora entre Bath, Sale Sharks, Bristol Bears e Wasps RFC?

Na 21ª jornada, a penúltima da fase regular da Gallagher Premiership trouxe algumas surpresas e acima de tudo  colocou a pressão toda para a jornada final.

Exeter já está garantido, seguindo em primeiro lugar com 74 pontos mas a seguir temos Wasps com 66, Bath com 65, Sale com 64 e Bears com 64: qualquer um destas quatro equipas se poderá juntar aos Exeter. Wasps defrontará Exeter na derradeira jornada; Bath defrontará os Saracens , Bears jogam com os London Irish e os Sharks recebem o Worcester. Tudo em aberto!

Voltando à 21ª jornada, os Bears receberam em casa e bateram os Tigers por 40-3, num jogo com cinco ensaio para Bristol que, lembre-se, ficou apurado para a final da Challenge ao ter derrotado no fim de semana o Bordeaux Bégles de Urios por 37-20.

Neste jogo, os Tigers aguentaram 25 minutos apenas com um ensaio encaixado mas depois foi mais uma vez  domínio dos Bears, que apesar da vitória, deram-se ao luxo de estar menos assertivos e consistentes e mesmo assim, facilmente ultrapassaram um já emocionalmente comprometido Leicester.

Uma surpresa veio com o resultado do jogo entre Exeter e London Irish: 19-22, com três ensaios para cada lado. Os Exeter também tiveram jogo no fim de semana, desta feita, apurando-se para a final da Champions, tendo derrotado o Toulouse por 28-18.

Neste jogo, houve uma réplica muito boa dos “Exilados” e basicamente foi um jogo de “tu cá, tu lá”. Após nove derrotas consecutivas, os London Irish conseguiram finalmente voltar a mostrar um pouco do perfume que conseguem transmitir. Pelo Exeter marcaram ensaio Will Witty, Ollie Devoto e Tom Hendrickson.

Worcester recebeu e venceu os Saracens por 40-27. Jogo sob intensa chuva com François Hougaard endiabrado a marcar dois ensaios e a dar ensaios a outros. De referir os primeiros dois ensaios na Premiership do segundo centro dos Saracens, Charlie Watson. Saracens indisciplinados quanto baste para o Worcester se aproveitar e bem dessa situação.

Os Northampton Saints sofreram uma pesada derrota, imposta pelos Sale Sharks: 14-34. Foi pesada mas deram luta, principalmente na primeira parte. Depois, entrou o modo de atacar clínico dos Sharks e não houve muito que os Saints pudessem fazer. Os Sale continuam a falhar em certos momentos defensivos mas a nível ofensivo estão muito bem oleados. De referir o duplo ensaio do defesa Luke James.

Os Harlequins (na despedida de Chris Robshaw após 17 anos no clube) perderam frente aos Wasps por 22-32. Foi um jogo entretido mas nem sempre bem jogado, com sete ensaios no total.

Tom Willis marcou aos onze minutos e a partir daí, sucederam-se três ensaio para os Quins através do bis de Alex Dombrandt e de um ensaio fenomenal de Marcus Smith. Os Wasps só voltaram a reganhar terreno e posse a partir dos 50 minutos de jogo, onde, através de jogo rápido cá atras e fases lentas à frente assim como através da armada imparável junto à linha de ensaio, conseguiram materializar através de Gabriel Oghre, Thomas Young e Jack Willis. A expulsão de Elia Elia também tornou as coisas mais fáceis, depois de uma placagem perigosa. Este ponto de bónus foi muito importante para marcar uma posição para a derradeira jornada.

Os números do último jogo no Stoop de Chris Robshaw: 13m, 5 carries, 3 passes, 1 clean break, 2 turnovers e 15 placagens!

O Bath recebeu e bateu o Gloucester por 31-20, conseguindo também um importante ponto de bónus, principalmente relevante quando ao intervalo perdia por 3-13. O Gloucester marcou na primeira parte através de Chris Harries e na segunda aos 56 minutos através do ex-atleta do Bath, Matt Banahan. Depois  o Bath acordou e em 17 minutos marcou quatro ensaios através de Tom Dunn (bis), Lewis Boyce e Ben Spencer. Muito trabalho da avançada com um pack muito unido e combativo a não deixar escapar oportunidades. Cá atrás Jonathan Joseph a bater sempre o primeiro defesa, abria espaços importantes para os seus colegas de equipa explorarem.

Bath, Wasps, Bears e Sale, todos se perfilam para seguir com Exeter e nesta jornada, todos conseguiram vitórias bonificadas. A 22ª promete!


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter