Campeonatos, torneios e muito mais no Touch Rugby Portugal

Lourenço MonteiroMaio 22, 20185min0

Campeonatos, torneios e muito mais no Touch Rugby Portugal

Lourenço MonteiroMaio 22, 20185min0
A Agrária levantou o primeiro troféu da temporada no Circuito de Touch Rugby português mas ainda há muito mais para discutir! O quê? Todo o roteiro aqui no Fair Play

De volta ao nosso TouchRugby, esta sub-modalidade do Rugby cada vez mais enraizada em Portugal, e que o Fairplay não podia deixar de fazer referência num momento Histórico da Modalidade como o que é vivido nestes dias entre todos os participantes o seu 1ºCircuito Nacional de TouchRugby.

Competições? Quais as equipas participantes?

É natural questionarmos a ambição do TouchRugby (Associação Touch Rugby Portugal) num segundo ano de organização oficial já apresentar equipas competitivas e motivadas para disputar qualquer evento proposto de Norte a Sul do País.

Para esta época desportiva 2017/2018 decidiu a Associação de TouchRugby Portugal, junto dos Clubes, lançar 3 competições, com várias etapas:

Circuito SUL: Ainda está a decorrer, e à semelhança do que aconteceu na época passada Com a 1ª Taça Lisboa 2016/2017 que sagrou a Equipa do Direito campeã numa boa final contra o Técnico. Com a ligeira diferença de somarmos a esta competição o Algarve (com uma muito boa dinâmica).

Circuito Norte: Foi Muito bem disputado e ganha pela Agrária de Coimbra!
Que levou os Parabéns pelos seus atletas, mas também pela organização e promoção da modalidade! Nota: As equipas Norte estão com maior dinâmica do que o Sul.

– Com etapa no passado Sábado, tivemos a 2ªetapa do 1º Circuito Nacional TouchRugby e que encerrará com a 3ªetapa no CRAV a 23Junho:
Disputam este Campeonato Histórico: Arcos de Valdevez (CRAV), O Porto Rugby, CR Lousã, Agrária de Coimbra com duas equipas, CR Moitense (Bairrada) Belenenses, Benfica, CDUL, CR São Miguel, Técnico, Nova Rugby, e Rugby do Algarve.

 Classificação geral: 1ºCircuito Nacional TouchRUGBY

Classificação

Será esta a vontade de competir parte do nosso Sangue (conforme alguns dizem)? E beneficia-nos ou prejudica-nos mais?  (Note-se o negro mês de Maio de 2018 para o Rugby e Futebol).

Opiniões à parte, se a Competição e o espírito Competitivo nos prejudicam, como alguns referem, o autoconhecimento leva-nos a acautelar e prever cenários que serão objecto de cuidado e protecção para precavermos atitudes e reacções muitas vezes irreflectidas, provocadoras/inócuas (dirão alguns) e saídas de “Futebóis”!
Mas também, este é o motivo que nos abona e tanto tem feito crescer o Touch em Portugal. Que trás os Ex-estrelas do Rugby de XV ao campo e que os leva a ajudar quem se inicia na variante!

Somando todo este sangue (que ferve) ao muito bom Ambiente que tem caracterizado os vários Torneios, com a Sã convivência das equipas adversárias nas terceiras partes que caracterizam o movimento TouchRugby, temos então a justificação para este Crescimento (des)controlado!

Foi exemplo disso mesmo o último fim de semana que foi brindado pela Agrária como anfitriã e com surpresas como a Vitória do GDM ElectroMoitense – Bairrada a ganhar uma final espetacular contra um Técnico Consistente. Ou ainda a referência à Buldogue CUP no dia 28 Abril cujo vencedor foi a Agrária (equipa) Crédito Agrícola!

Nota: O – Sangue – Nunca poderá ser justificação para os nossos maus comportamentos, para faltas de Respeito ao Árbitro ou Adversário ou ao Público, conforme nos diz a Modalidade Mãe dos princípios de jogo – Rugby – E mesmo se esta em Portugal falhar!

O que temos de novo? Vale a pena perceber os números…

Perto de 240 atletas inscritos, com muitos atletas nos Clubes por inscrever, e ainda, com 23% Senhoras (Feminino) e Super participativas nos Treinos e Torneios.

As grandes novidades são CRUAL – Universidade do Algarve (que já recebeu uma etapa do Circuito Sul – demonstrando a arte de bem receber; Mas também: Tábua, Cascais e Madeira, ou as menos firmadas: Agronomia e CPArrupe.

Esta Projeção e Crescimento é fruto de quem desde 2010 tem brincado ao TOUCH em Portugal e em Competições internacionais, e muito a quem por Carolice, ainda dedica todo o engenho e arte na divulgação, promoção e formação – Treinadores e árbitros – Para que todos possamos ter suporte neste Hobbie.

Hobbie esse que atinge o seu esplendor na Constituição de Selecções Nacionais (50, 45 Masculinos/Femininos) e que segundo a nossa Pirâmide invertida de plano de crescimento inverso, em breve atingirá os mais jovens – Universitários. E com competições para disputar já Elite Internacional – Nos Europeus 2019 – Nottingham!

Regras e Calendário!

Ou seja, dos 16 aos 66 o que não faltam são bons motivos para procurar até ao final de Junho um Clube onde inicie o gosto por este Jogo que tem juntado novos e velhos, ex-jogadores, ou Ex sedentários, com equipas Mistas e sem idades…

– 27/5 – CDUL SPONSORS – Torneio OPEN 13h30

– 23 Junho CRAV – A Touch in Paradise!

Não esquecer de acompanhar a página: @officialtouchrugbyportugal.
Não deixes passar mais tempo e junta o teu grupo de amigos, e desde que solicitado, a Associação dará todo o suporte técnico e logístico para que consigam desenvolver competências que superem os bons motivos de juntar amigos e na brincadeira e no puro gosto de fintar e passar, queiram ir mais além e disputar jogos com outros amigos! Partilhando Campo e 3ªPartes!

Desafios feitos, vamos ao Treino!

CRAV – A touch in Paradise

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter