Pranchas PU, EPS e CarbonFlex. Como são as suas características?

Palex FerreiraJaneiro 5, 20202min0

Pranchas PU, EPS e CarbonFlex. Como são as suas características?

Palex FerreiraJaneiro 5, 20202min0
O que difere as pranchas feitas em PU, Epoxy ou CarbonFlex? Numa breve explicação mencionamos alguns elementos de cada material e as suas vantagens!

O boom do surf continua a crescer com nunca (em termos de população a surfar, e não em termos financeiros- que desconheço), e com isso a inovação e as marcas procuram desde do início encontrar as melhores práticas e materiais para que os surfistas no geral se divirtam dentro de água, e almejarem um melhor nível. Mas como diferem as pranchas, porque umas são mais leves, porque umas parecem mais rápidas, entre outros factores? Explicamos aqui as vantagens e características de cada tipo de material utilizado para construir pranchas!

 

Um dos diferentes modelos disponíveis na MattaShapes. Fonte: https://www.matta.surf/

PU – forma clássica de criar pranchas com Poliester de Uretano, a PU que permite um surf dito normal, mas que cria mais resistência ao material, logo torna-se mais pesada. Permite um surf de linha, onde é permitido que o surfista desenhe as suas linhas de forma normal.

Indicadas para todos os tipos de ondas.

As pranchas de ondas grandes são em PU, por serem mais resistentes.

Epoxy – ou EPS – bloco de esferovite – estas pranchas já são fabricadas de outra forma, diferente das de PU, geralmente mais leves, e não tão resistentes como as de PU. Permitem surfar ondas mais pequenas com muita velocidade.

Geralmente utilizada pelos “Pros” quando as condições de surf é em ondas que permitam muitas manobras de velocidade e aéreas.

Precaução que quando tem um “Ding” a água entra de forma veloz.

CarbonFlex – podem ser totalmente em carbono, ou só nos rails, ou no deck da prancha.

O carbono, é um material que não perde memória, e do mais resistente que há atualmente, contudo os shapers têm vindo a desenvolver modelos que utilizam carbono nos rails, e no stringer quando feitas de EPS.

Quiver – LUFISURFCO

Como em tudo, cada prancha é uma prancha, e difere de surfista para surfista.

Cada surfista tem o seu próprio estilo de desenhar linhas nas ondas, sendo normal observar os melhores e pensar que aquilo é fácil, por eles o fazerem de forma tão natural. Os melhores do mundo, surfistas no geral (incluindo longboard), têm procurado ajudar os shapers para melhorar as performances das pranchas em geral.

Daí a inclusão constante de novas formas de fabrico de pranchas para o consumo em geral.

Bom 2020, boas ondas e aloha!

Artigo feito em parceria com:  Lufisurfco, Surfers Store Caparica, Ahoy Coffee Bar – Caparica e NF Photography.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter