PLL Final: Whipsnakes defendem título contra últimos classificados Chaos 

Miguel Veloso MartinsAgosto 9, 20205min0

PLL Final: Whipsnakes defendem título contra últimos classificados Chaos 

Miguel Veloso MartinsAgosto 9, 20205min0
Chegou o maior dia da Premier Lacrosse League! Hoje às 17:30h teremos uma verdadeira batalha de David e Golias pelo título de campeão da PLL. Fica a saber tudo sobre os Whipsnakes e os Chaos na nossa antevisão da grande final.

Se na quarta-feira reagimos às classificações finais da fase regular do torneio da Premier Lacrosse League (PLL) com enorme surpresa e entusiasmo pelo nível de competitividade, então os resultados dos playoffs rebentaram a escala. A grande final será um confronto que ninguém esperava: Whipsnakes contra Chaos. 

Os Whipsnakes já eram quase uma escolha garantida para a final. No entanto, não podemos dizer o mesmo dos Chaos. Fica a saber tudo sobre os dois planteis que vão lutar pelo grande prémio do torneio.

Whipsnakes

No passado dia 6 de Agosto, a equipa teve a oportunidade de defrontar os seus rivais e vice-campeões de 2019, Redwoods. Os Whipsnakes iniciaram o jogo com dominância, tendo garantido uma liderança de 8-2. No entanto, com a ajuda de Finn Sullivan e Garrett Epple, já no 2º quarto os Redwoods começaram a conquistar terreno parando o ataque fantástico dos Whipsnakes. Numa batalha até ao último segundo, os Redwoods conseguiram empatar no 4º quarto, mas perderam em prolongamento com um golo de Jeremy Sieverts.

Os Whipsnakes dominaram o torneio e colocaram-se mais uma vez em posição para levar o troféu para casa. Uma das características essenciais para a identidade do plantel tem sido a valorização do trabalho de equipa acima de tudo. Mesmo quando as defesas adversárias conseguem parar as suas estrelas como Matt Rambo, o ataque tem sido capaz de cobrir estas lacunas e manter o grupo com o devido estatuto de melhor da PLL. O novo ataque desenhado por Jim Stagnitta surge como resposta à saída de quatro jogadores na offseason para os Waterdogs.

A defesa manteve-se uma das melhores da liga, como seria de esperar considerando os resultados do ano passado. Neste grupo, ao contrário do ataque, não existiram grande saídas, garantindo a consistência da unidade dentro do seu esquema de jogo. A defesa dos Whipsnakes foi a unidade que permitiu menos golos na segunda temporada da PLL.

Joe Nardella é sem sombra de dúvida o melhor especialista de faceoff da competição. Nardella venceu 88 de 119 faceoffs, ou seja, 74% dos confrontos. O jogador mais próximo desta percentagem é Connor Farrell com 72 vitórias em 116 confrontos (62%). Hoje Nardella irá defrontar Thomas Kelly, que tem uma percentagem 36% de vitórias (49-136).

Apesar de terem quase “escorregado” esta semana, os Whipsnakes continuam a ser os claros favoritos para erguer a taça. Os Whipsnakes têm sido o plantel mais consistente da PLL, uma equipa que se tem mantido disciplinado e fiel ao seu sistema. Seria um choque se a equipa não conseguisse finalizar a temporada com um novo triunfo, mas tudo pode acontecer na PLL.

Chaos LC

Foi na Elimination Round onde este estranho sonho dos Chaos começou. Todas as setas apontavam para um jogo fácil para os Chrome, equipa que no passado se encontrava na mesma posição que os Chaos. No entanto, os seus adversários mostraram ainda ter muito a dizer na competição. Aqui os Chaos finalmente encontraram o seu ritmo e dominaram os segundos classificados, Chrome. Dias depois fizeram o mesmo, mas desta vez na semifinal contra os Archers e agora de forma quase inexplicável temos a suposta pior equipa da PLL na grande final.

Os Chaos começaram a temporada como um dos nossos favoritos para lutar pelo título. Rapidamente todos começamos a nos habituar a ver os Chaos em último lugar e a assumir que a equipa estava fora das contas para a final. No entanto, para surpresa de todos, a equipa parece ter “ressuscitado” a tempo de dar luta aos Whipsnakes.

Na época passada, os Chaos terminaram a época regular em 1º lugar, mas quando chegaram aos playoffs desiludiram completamente. Em 2020, vimos exatamente o oposto. Os Chaos terminaram a época regular em último lugar, mas quando chegaram aos playoffs, transformaram-se numa equipa com calibre para dominar o topo da PLL. Todos demos os Chaos como “mortos”, mas o plantel mostrou que estávamos todos errados.

Liderados por Blazer Riordan, o melhor guarda-redes da PLL, os Chaos procuram agora completar esta jornada de sonho contra a melhor equipa da liga. Uma verdadeira batalha de David e Golias. Os underdogs com a pior classificação do torneio contra os gigantes que mantêm o primeiro lugar sem muita contestação. O sucesso do plantel está agora nas mãos do seu treinador Andy Towers que, sem a presença do MVP Connor Fields, fez o impossível e poderá ter salvo o seu emprego.

 

Não percas a PLL Championship Final, hoje (9 de Agosto) às 17:30h!

 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter