Os Campeões de Portugal e da Europa no Atletismo

Pedro PiresJulho 22, 20196min0

Os Campeões de Portugal e da Europa no Atletismo

Pedro PiresJulho 22, 20196min0
Já terminaram os campeonatos de Portugal de Atletismo com uma série de novos recordes e campeões! Sabes quem foram os principais galardoados?

Europeus Sub-20, Boras (Suécia)

Pelos mais novos começamos. Os mais novos que brilharam na Suécia, que trouxeram a glória para Portugal, com medalhas, grandes marcas e superação.

O primeiro a alcançar uma medalha foi Nuno Pereira, no sábado e logo um Ouro nos 1.500 metros! A marca era o que menos importava numa prova tática e até um pouco lenta (o que é normal em finais de grandes campeonatos), mas o mais fantástico foi a ponta final de Nuno Pereira fugindo de quem o perseguia na luta pelo segundo lugar, mas também ultrapassando o britânico que seguia destacado na frente, Joshua Lay, que ainda viria a ser ultrapassado também pelo holandês Robin Van Riel.

No final, Nuno Pereira disse que vinha à procura de uma medalha, mas confessou-se surpreendido pelo Ouro. É mesmo verdade, ele é o novo campeão europeu  júnior da distância!

https://www.youtube.com/watch?v=yhrTLLPCwls

No último dia de competição estavam depositadas as maiores esperanças nacionais de medalha e ainda que nem tudo tenha corrido como esperado/desejado, a verdade é que Mariana Machado esteve, mais uma vez, à altura das expectativas.

O que mais impressiona na atleta do Braga não são sequer as suas marcas, mas sim o seu espírito combativo, competitivo, aquela vontade de querer sempre mais e ir à luta. Não sabemos se com o tempo, Mariana perderá isso ou não, mas, por agora, é seguro dizer que a sua coragem e perseverança é o que faz dela uma das mais excitantes atletas para o futuro do atletismo nacional.

Em Boras, mais uma vez foi à luta, caiu, levantou-se e conquistou. Na primeira das suas duas finais de Domingo (numa aposta talvez demasiado ambiciosa), correu os 3.000 metros em 9:30.66, numa prova (mais uma vez, muito tática) em que caiu, voltou a juntar-se ao pelotão, teve a coragem de assumir a prova e arriscar o comando da mesma a cerca de 600 metros do final, vindo a ser ultrapassada apenas na reta da meta pela polaca Zofia Dudek. Alcançou a Prata, que, por incrível que pareça, mesmo nestas circunstâncias, sabe a pouco, porque sabemos que ela vale Ouro. Ao final da tarde, Mariana correu os 1.500 metros, ressentiu-se da prova da manhã e acabou por ficar fora do pódio, no 4º lugar em 4:28.57, faltando-lhe o habitual kick que em condições normais – sem a prova da manhã – teria tido numa prova tão lenta.

Antes de Mariana, Etson Barros já havia conquistado mais uma medalha internacional, com o Bronze nos 3.000 obstáculos, confirmando que é um dos valores nacionais a seguir com atenção. Correu em 9:01.85 e aos 18 anos soma a sua segunda medalha a nível continental, depois do Bronze no ano passado nos Europeus Juvenis.

Entre outros bons resultados, destacamos ainda os 10:26.45 de Bárbara Neiva nos 3.000 obstáculos (8ª na final) que representam um recorde nacional júnior e os 14:16.60 de Duarte Gomes nos 5.000, que lhe deram um 7º lugar.

No geral, foi uma prestação positiva de Portugal, com a conquista de 3 medalhas, todas diferentes,  e mais 3 presenças em finais (incluindo um 4º, um 7º e um 8º lugar). Na classificação por pontos, Portugal ficou com 29 (na 17ª posição), uma pontuação que apenas foi superada por 3 vezes na história e em anos dourados do Atletismo nacional (87,89 e 93).

Foto: DN

Campeonatos de Portugal, Lisboa

Boas marcas, recordes e algumas surpresas. Foram assim os Campeonatos de Portugal, que, ainda assim, voltaram a ficar marcadas também por algumas ausências de peso.

No primeiro dia, Irina Rodrigues voltou a demonstrar estar numa excelente forma, depois de já ter garantido marca de qualificação para os Mundiais de Doha. Lançou o Disco a 61.80 metros, numa marca que é um novo recorde dos Campeonatos.

Nos saltos, Evelise Veiga voltou a estar em grande destaque com um Ouro no Comprimento e uma Prata no dia a seguir no Triplo. No Comprimento, fez 6.61 metros, voltando a igualar o seu melhor pessoal, mostrando-se, para já, bastante regular, enquanto ainda procura qualificação nesta disciplina para Doha.

Às duas atletas do Sporting, juntamos como destaque do primeiro dia a excelente prova de Diogo Antunes nos 100 metros, que surpreendeu e sagrou-se campeão nacional em 10.24 segundos, naquele que é um novo recorde pessoal para o atleta do Benfica.

O segundo dia trouxe ainda mais surpresas na velocidade masculina. Carlos Nascimento que seria o favorito para os 100 e 200, voltou a não vencer o título dos 200, embora aqui as circunstâncias sejam um pouco diferentes. Disputando-se a final por séries (algo que já pouco se usa ao ar livre em Nacionais, muito menos nesta distância), o atleta do Sporting foi surpreendido por uma marca ventosa de Miguel Alves (JIV), que se sagrou surpreendentemente campeão em 21.17 segundos (+2.6), correndo numa diferente série. Destaque também para a excelente prova de Triplo que Patrícia Mamona (SCP) venceu em ventosos 14.40 metros (+2.6) e onde Evelise provou que já consegue ser regular acima dos 14 metros.

O último dia deu-nos ainda dois recordes dos campeonatos, com o grande lançamento de Jéssica Inchude (SCP) no Peso a 17.35 metros e com a excelente marca do benfiquista Paulo Conceição na Altura, ao voltar ao seu melhor, com 2.20 metros. Devemos ainda falar de Vera Barbosa (SCP), que regressou, viu e…venceu com autoridade os 400 barreiras em 56.82 segundos.

Irina Rodrigues (Foto: FPA)

Todos os campeões:

1º dia:

100m (M): Diogo Antunes (SLB), 10.24 PB
100m (F): Lorene Bazolo (SCP), 11.32
400m (M): Raidel Acea (SLB), 46.33
400m (F): Cátia Azevedo (SCP), 52.94
1.500m (M): Paulo Rosário (SCP), 3.55.01
1.500m (F): Salomé Afonso (SCP): 4:29.16
3.000 obs (M): André Pereira (SLB): 8:52.78
3.000 obs (F): Joana Soares (AJS): 9:58.94 PB
Salto em Altura (F): Anabela Neto (SCP): 1.80m
Salto com Vara (M): Diogo Ferreira (SLB): 4.95m
Salto em Comprimento (F): Evelise Veiga (SCP), 6.61m (=PB)
Triplo Salto (M): Tiago Luís Pereira (SCP), 16.61m (+4.2)
Lançamento do Peso (M): Tsanko Arnaudov (SLB), 20.58m
Lançamento do Disco (F): Irina Rodrigues (SCP), 61.80 CR
Lançamento do Martelo (F): Vânia Silva (SCP), 59.85m
Lançamento do Dardo (M): Tiago Aperta (SCP), 67.96m
10.000m Marcha (M): João Vieira (SCP), 40:29.72
10.000m Marcha (F): Ana Cabecinha (COP), 44:08.53
4×100 (M): Casa Benfica Faro, 42.21
4×100 (F): SC Braga, 48.25

2ºdia:

200m (M): Miguel Alves (JIV), 21.17 (+2.6)
200m (F): Lorene Bazolo (SCP), 23.63 (+1.4)
800m (M): José Carlos Pinto (SLB), 1:49.96
800m (F): Patrícia Silva (SLB), 2:07.42
5.000m (M): Hélio Gomes (SCP), 13:44.15
5.000m (F): Susana Godinho (SCP), 16:41.20
100m barreiras (F): Olímpia Barbosa (SCP), 13.53 (+1.0)
110m barreiras (M): Rasul Dabó (SCP), 13.98 (+1.3)
400m barreiras (M): Marco Ribeiro (CBF), 52.52
400m barreiras (F): Vera Barbosa (SCP), 56.82
Salto em Altura (M): Paulo Conceição (SLB), 2.20m
Salto com Vara (F): Marta Onofre (SCP), 4.31m
Salto em Comprimento (M): Ivo Tavares (SLB), 7.58m (+1.8)
Triplo Salto (F): Patrícia Mamona (SCP), 14.40 (+2.6)
Lançamento do Peso: Jéssica Inchude (SCP), 17.35m
Lançamento do Martelo: António Vital e Silva (SLB), 71.59m
Lançamento do Disco (M): Edujose Lima (SCP), 56.27m
Lançamento do Dardo (F): Cláudia Ferreira (SCP), 49.77m
4x400m (M): CBF, 3:20.08
4×400 (F): SCP, 3:54.77


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter