NFL: Estrelas defensivas que poderão estar disponíveis na Free Agency

Miguel Veloso MartinsMarço 13, 20213min0

NFL: Estrelas defensivas que poderão estar disponíveis na Free Agency

Miguel Veloso MartinsMarço 13, 20213min0
A NFL Free Agency começa já na próxima quarta-feira! A partir de dia 17, os franchises poderão começar a negociar contratos com jogadores disponíveis. Sabe mais sobre os jogadores defensivos que vão estar em destaque no mercado em 2021.

DB: John Johnson, LA Rams

O strong safety dos Rams teve uma temporada fenomenal em 2020-2021. Johnson foi uma peça essencial para a defesa monstruosa dos LA Rams, estando em campo durante todos os snaps da unidade. Se existiam quaisquer inquietações quanto a uma possível propensão a lesões e aos efeitos da lesão que sofreu na temporada de 2019-2020, John Johnson conseguiu comprovar este ano que esta não deve ser uma preocupação para os interessados.

Com apenas 25 anos, Johnson continua a ser um dos safeties mais subestimados da NFL. Mesmo com todos os seus sucessos, Johnson ainda não recebeu qualquer seleção para a Pro Bowl ou para a equipa All Pro. John Johnson entrou na liga em 2017 e destaca-se como um defesa versátil capaz de comandar a unidade. Em 2020, o safety recebeu a responsabilidade de ser o signal caller da equipa defensiva de LA. John Johnson será o nome mais cobiçado da sua posição durante a NFL Free Agency deste ano.

Restantes Free Agent DBs de destaque: William Jackson III (CB), Anthony Harris (S) Shaquill Griffin (CB), Patrick Peterson (CB) e Richard Sherman (CB).

LB: Jayon Brown, Tennessee Titans

Uma preocupação que surge com Brown é pelo facto que as passadas 2 temporadas do LB foram afetadas por lesões. Em 2019, ficou fora do plantel disponível para jogo em 3 ocasiões, incluindo um jogo nos playoffs. Já em 2020, durante o 11º jogo da época, deslocou e fraturou o cotovelo, ficando indisponível para o resto da temporada. Felizmente, na passada terça-feira, foi confirmado que Jayon Brown está recuperado e pronto para jogar.

Jayon Brown será o maior Free Agent disponível na posição de inside linebacker. Com apenas 26 anos, Brown está a terminar o seu primeiro contrato e esta será a sua primeira oportunidade de testar o mercado. O LB de Tennessee tem a versatilidade para jogar numa vasta gama de sistemas e esquemas. Seja a defender contra o passe e corrida ou no blitz, Jayon Brown tem a capacidade de afetar o rumo do jogo em qualquer snap. O seu novo contrato deverá rondar os 12 milhões de dólares por ano, talvez mais, dependendo de quantos franchises estiverem interessados no seu talento.

Restantes Free Agent LBs de destaque: K.J. Wright (OLB), Eric Wilson (OLB), De’Vondre Campbell (MLB), Nicholas Morrow (OLB) e B.J. Goodson (MLB).

DL: Yannick Ngakoue, Baltimore Ravens

Yannick Ngakoue tem tido uma carreira extremamente consistente, com pelo menos 8 sacks por temporada e um total de 45.5 sacks na sua carreira. A sua melhor temporada foi em 2017, quando ajudou os Jacksonville Jaguars a voltar aos playoffs com 12 sacks e causou 6 forced fumbles. Em 2020, após disputas sobre o seu futuro contrato com os Jaguars foi trocado para os Minnesota Vikings. Mais tarde, após o 5º jogo da temporada, para os Baltimore Ravens. Antes da troca, Ngakoue gerou 5 sacks e 2 forced fumbles em Minnesota.

Yannick Ngakoue está pronto para receber o contrato opulento que merece. Ngakoue não deverá ser o edge rusher mais caro da NFL depois desta Free Agency, mas muito provavelmente entrará no Top 5. Neste momento, o DE dos Ravens tem um contrato de 12 milhões de dólares por ano. Após o encerramento do mercado, Ngakoue deverá ter um contrato a rondar os 20 milhões de dólares por época.

Restantes Free Agent DLs de destaque: Matt Judon (DE), Bud Dupree (DE), Dalvin Tomlinson (DT), Leonard Floyd (DE) e Carl Lawson (DE).

Que defesas gostarias de ver adicionados ao teu franchise favorito?


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter