Russell Westbrook: overrated ou incompreendido?

Rui MesquitaAbril 10, 20196min0

Russell Westbrook: overrated ou incompreendido?

Rui MesquitaAbril 10, 20196min0
Russell Westbrook é um MVP e, agora, considerado overrated por outros jogadores da NBA. Afinal em que ficamos? Westbrook é overrated ou incompreendido? Descobre aqui!

Russell Westbrook está na sua terceira época com média de triplo duplo. Apesar disso, o base dos Thunder foi considerado um dos mais overrated da NBA. Afinal em que ficámos? Westbrook é overrated ou incompreendido? Vamos por partes.

Os recordes e a história

O que Westbrook faz em campo é nunca antes visto. Um base capaz de ganhar qualquer ressalto, fazer o melhor passe e criar para si próprio é inédito. Podem ser feitas comparações com Magic Johnson mas a lenda dos Lakers não era (apesar da altura) tão bom nos ressaltos. É nesta estatística que cai grande parte da crítica. Afinal os ressaltos de Westbrook são oferecidos?

Há (e isso é notório) uma facilitação por parte dos companheiros para que West ganhe os ressaltos fáceis. Apesar disso, nunca vi os Thunder perderem um ressalto por tentarem que fosse o seu base a fazê-lo. Para além disso, os quase 2 ressaltos ofensivos de Russell nas últimas três épocas mostram bem a sua capacidade em ganhar ressaltos.

Será este o ano do sucesso para os Thunder? (Foto: The Sports Daily)

As assistências são, para mim, o mais incrível. A capacidade de passe de Westbrook é subvalorizada. O passe chega aos colegas sempre nas melhores condições e com uma dose de confiança para o colega lançar. A sua capacidade de atacar o cesto ajuda imenso nisto, colapsando várias vezes a defesa adversária.

Para além do recorde de 3 temporadas com média de triplo duplo, Westbrook fez história esta temporada. Contra os Lakers, Russell fez 20 pontos, 20 ressaltos e 21 assistências. 20-20-20, algo só feito por Wilt Chamberlain em 1968. Um marco histórico e mais um recorde que se pensava que nunca seria batido. Apesar de tudo isto, Westbrook ainda é, por vezes, considerado overrated. Porquê?

As limitações e fraquezas

Nem tudo é um mar de rosas. Por algum motivo Westbrook não tem nenhum título de campeão e tem “apenas” um prémio de MVP. O base dos Thunder tem como kryptonite o seu lançamento. Inúmeras vezes vemos Westbrook a tentar a chamada “hero ball” tentando resolver o jogo sozinho lançando de todo o lado.

A verdade é que, olhando para estas 3 temporadas, apenas na primeira Westbrook lançou acima de 30% de triplo. Números baixos para quem lança 5 ou 6 vezes por jogo. O que impressiona mais é isto acontecer apesar da capacidade de ataque ao cesto que o base tem. Com postes como Adams e Noel, exímios a fazer screens e com o espaço que Paul George, Ferguson e até Grant dão, atacar o cesto devia ser a prioridade.

Paul George tem sido um excelente complemento a Westbrook (Foto: Loud City)

Esta época, até os lances livres pioraram. Westbrook sempre lançou acima de 80%, na época passada baixou para 74% e esta época desceu ainda mais para 66%. Uma percentagem ridiculamente baixa para um jogador que vive do contacto e, por isso, para muitas vezes na linha de lance livre.

Outra das críticas é, claro, o elevado número de turnovers do base. Westbrook tem apontado aproximadamente 5 turnovers por jogo nestas 3 últimas temporadas. Mas é um número verdadeiramente elevado? James Harden esta época tem mais turnovers por jogo. LeBron James teve, nas duas últimas temporadas, 4 por jogo. Para um jogador com a bola na mão tanto tempo, não são números escandalosos. E acima de tudo o rácio assistências/turnovers é bastante apelativo.

A crítica mais justificada é a falta de sucesso nos playoffs. Sem Durant, os Thunder ainda não conseguiram ganhar uma série na postseason. Westbrook desilude sempre um pouco, principalmente no ano passado frente aos Jazz. A essa crítica, Westbrook pode responder melhor que ninguém nos playoffs que se aproximam.

Conclusão: Westbrook é overrated ou incompreendido?

Para mim, a resposta curta é simples: incompreendido. Para além do MVP ganho, Westbrook não tem recebido muitos louvores, quer nos media quer no público. Os adeptos dos Thunder aceitam os seus defeitos e adoram as suas virtudes. A maioria dos adeptos adversários só vê um base que lança muito e mal numa NBA onde só o lançamento parece importar.

O Senhor Triplo Duplo tem, cada vez mais, que se reinventar. É notório que o lançamento exterior não é a sua praia. O seu ataque ao cesto é do melhor que há na Liga e a sua capacidade de passe também. É nisso que Westbrook tem que apostar e deixar o lançamento exterior para George e companhia. Isso e continuar a apostar na transição ofensiva que continua a ser uma das duas melhores armas.

O ponto decisivo nesta discussão prende-se com a defesa já que no ataque West tem prós e contras. Defensivamente o caso muda de figura. Não há dúvida que Westbrook é dos jogadores mais competitivos da NBA e a sua defesa é subestimada. 2 roubos de bola por jogo são apenas um dos dados que o comprovam. Para além disso, é muito comprometido com a defesa e aguenta bem trocas para jogadores mais altos e fortes.

Votados os mais overrated da NBA. Justo? (Foto: USA Today’s FTW)

Com tudo isto podemos dizer que Westbrook não é o melhor jogador da Liga. Mereceu o seu prémio de MVP pela época fantástica que fez, mas já não é esse jogador. Apesar disso, não é, de todo, overrated. É um dos melhores bases da Liga e muitas vezes incompreendido naquilo que dá à sua equipa.

Como disse Steph Curry sobre Westbrook e Draymond Green serem votados os mais overrated da NBA: “Quem são os jogadores que votaram??? Não pode ser ninguém que tenha jogado e estado em frente a esses 2! Boa sorte!”. Veremos como responde Westbrook nos playoffs.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter