Quais os maiores All-Star que não são All-Star este ano?

João FerreiraFevereiro 27, 20213min0

Quais os maiores All-Star que não são All-Star este ano?

João FerreiraFevereiro 27, 20213min0
Quais são os maiores snubs deste ano na NBA? Analisamos aqui alguns desses jogadores que irão fazer falta aos All-Star.

Todos os anos chegamos aos meses de Janeiro e começamos a pensar mais seriamente no fim-de-semana incrível que vem em meados de Fevereiro: o fim-de-semana dos All-Star. Quando se fala de All-Star é inevitável vir à memória alguns grandes momentos, como Vince Carter no concurso de afundanços ou a guerra aberta entre Aaron Gordon e Zach LaVine também no mesmo concurso. A verdade é que a atenção acaba por se focar apenas no jogo que junta todas as estrelas da NBA. Mas será que junta todas as estrelas?

Este ano, tal como todos os anos, os “convocados” para os All-Star já foram conhecidos e aproveitamos para deixar aqui essa lista recheada:

  • LeBron James (capitão)
  • Kevin Durant (capitão) (substituido por Domantas Sabonis)
  • Giannis Atetokounmpo (titular)
  • Bradley Beal (titular)
  • Stephen Curry (titular)
  • Luka Doncic (titular)
  • Joel Embiid (titular)
  • Nikola Jokic (titular)
  • Kyrie Irving (titular)
  • Kawhi Leonard (titular)
  • Jaylen Brown
  • Anthony Davis (substituído por Devin Booker)
  • Paul George
  • Rudy Gobert
  • James Harden
  • Zach LaVine
  • Damian Lillard
  • Donovan Mitchell
  • Chris Paul
  • Julius Randle
  • Ben Simmons
  • Jayson Tatum
  • Nikola Vucevic
  • Zion Williamson

É, sem dúvida, uma lista tão recheada que faz tremer os adeptos só de pensar no jogo incrível que vai ser. Mas e nem é um grande mas, há jogadores que claramente tinham lugar nesta galáxia de estrelas e há aqui estrelas que pelo momento de forma não mereciam estar entre os melhores.

Jimmy Butler ou Bam Adebayo por Jayson Tatum ou Jaylen Brown

Seria troca por troca no que diz respeito a jogadores. Entravam dois de Miami e saíam dois de Boston. E é simples.

Butler e Adebayo tiveram um último ano de competição sensacional. Juntos, levaram os Heat até às finais da NBA com jogos brilhantes e terem ganho mesmo um dos jogos dessas finais e apenas não deram mais luta porque Dragic se lesionou.

Jimmy ficaram de fora dos primeiros jogos dos Heat, sendo que foi Bam que carregou a equipa que começou a época com o pé esquerdo. Assim que Jimmy voltou, voltaram as vitórias às hostes de Miami e o sentimento de invencibilidade que temos visto nos últimos tempos. A verdade é que os dois jogadores já mostraram bem mais que Tatum ou Brown.

É verídico que os casos de Covid-19 não ajudam a que os jogadores se encontrem no seu melhor mas Boston não tem estado bem e os jogadores em nada têm ajudado, sendo que Tatum tem afundado mesmo a equipa com más decisões e com lançamentos desastroso, coisa que nem mostrava na sua época de rookie.

Devin Booker

Escreveu-se direito por linhas tortas. Phoenix tem sido uma das equipas sensação desta época da NBA e em muito fica a dever Devin Booker que tem estado a um nível altíssimo já desde a bolha do ano passado em Orlando.

Quem olha para a equipa dos Suns e não reconhece que Devin Booker deve ser constantemente chamado para estes jogos, não gosta da modalidade.

Infelizmente, e escrevo infelizmente porque deve-se a uma lesão, Anthony Davis lesionou-se e Devin Booker foi o escolhido por Adam Silver para substituir o jogador dos Lakers.

Mike Conley

Conley, apesar da idade, tem demonstrado que a classe de um point god que não sabe não jogar mal, que assiste como ninguém e que defende que nem um leão. A liderança dos Jazz passa muito por este jogador e numa época extraordinária, este jogador devia ir aos All-Star.

 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter