Os piores negócios da free agency da NBA

João FerreiraAgosto 24, 20193min0

Os piores negócios da free agency da NBA

João FerreiraAgosto 24, 20193min0
Todos os anos existem os melhores negócios, aqueles que levam os melhores jogadores para outras equipas, mas existem, também, os piores negócios, aqueles que nem sempre são para os piores jogadores mas que são exorbitâncias que são pagas pelos franchises.

Todos os anos há negócios que um adepto fica de boca aberta pelo aumento de qualidade que representam para alguns franchises. Kawhi nos Clippers, KD e Irving nos Nets ou Davis nos Lakers foram os negócios que mais deixaram água na boca dos adeptos da NBA para a nova época. No entanto, há aqueles negócios que faz com que os adeptos levantem o sobrolho. Para o FairPlay, estes são os piores negócios desta free agency.

Terry Rozier (Charllote Hornets// 58M-3anos)

Terry Rozier sempre viveu na sombra de alguns bases que tiveram passagens importantes por Boston. Tanto Isaiah Thomas como Kyrie Irving tiveram no jovem base um substituto que nos momentos certos aparecia para dar ajudar a equipa.

Este ano, Terry Rozier decidiu que procurava um novo desafio. Um desafio que fizesse dele o base principal da equipa. A verdade é que a ida de Kemba Walker para Boston, precisamente, fez com que fosse fácil para os Hornets a contratação do ex-Celtic.

Terry Rozier é considerado um dos piores negócios desta free agency pois o valor pago, ao longo dos 3 anos de contrato que assinou, é simplesmente obsceno.

Olhemos a factos:

  • Terry Rozier nunca teve uma época na qual lançasse acima dos 40%;
  • O compromisso com a equipa varia consoante o seu envolvimento com o jogo;
  • Os 58M de Dólares pagos pelos Hornets durante os 3 anos correspondem aos 58M de Dólares pago a Kemba Walker, um franchise player DURANTE 8 ANOS!!!
Resultado de imagem para terry rozier hornets
Terry Rozier: o próximo franchise player de Charlotte? (Fonte: ClutchPoints)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Al-Farouq Aminu (Orlando Magic// 29M- 3 anos)

Um daqueles casos que estranha, e que não entranha. Aminu não é um jogador fantástico, não impressiona e fica a dúvida premente sobre o GM dos Magic se não existia um free agent capaz de se juntar à equipa da Florida.

O jogador nunca convenceu em Portland, foi várias vezes preterido na rotação da equipa, e estranhamos que este jogador venha ser acrescentado à rotação dos Magic, que claramente não necessitava de um jogador com as caracteristicas de Aminu.

Não é eficaz no lançamento, atrapalha-se um pouco na defesa, e, na nossa opinião, apenas vem atrapalhar mais uma equipa que vinha tentando crescer.

Resultado de imagem para al farouq aminu magic
Vale mesmo a pena? (Fonte:NBA.com)

Existe mais algum negócio que achem péssimo nesta free agency?


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter