E agora, senhor Popovich? O que será dos Spurs?

Rui MesquitaSetembro 5, 20185min1

E agora, senhor Popovich? O que será dos Spurs?

Rui MesquitaSetembro 5, 20185min1
A troca de Leonard por DeRozan deixa os Spurs em bons ou maus lençóis? O que esperar deste histórico franchise?

Esta offseason mostrou-se uma das mais animadas para os San Antonio Spurs dos últimos 20 anos! Desde que Popovich chegou aos Spurs que o franchise entrou numa era de calma, títulos e estabilidade. Agora, 2 anos depois da retirada de Tim Duncan, a equipa está totalmente mudada.

Num só verão, Pop perdeu Leonard, Danny Green, Tony Parker e Ginobili (o francês mudou-se para Charlotte e o argentino terminou a carreira). Mas o que mais surpreendeu foi a “novela” em torno de Leonard já que o franchise sempre conseguiu resolver os seus problemas internamente e sem grandes alaridos. Agora, com a solução resolvida, o que poderemos esperar dos Spurs?

Terminou a novela entre Leonard e os Spurs (Foto: Hoops Hype)

Os novos e renovados Spurs

Com a saída de 4 pedras basilares (uma delas a “cara” da equipa), Popovich terá que impor, cada vez mais, o seu sistema e a sua qualidade. Com peças como DeRozan, Pau Gasol e LaMarcus Aldridge, Pop conseguirá manter o seu sistema e conseguirá muitos pontos com o jogo de meia-distância de Aldridge e DeRozan. Ao mesmo tempo, o talentoso jovem Dejounte Murray poderá continuar a crescer dentro e com o sistema.

O grande desafio para estes novos Spurs será mesmo incorporar DeRozan no sistema bem delineado. O ex-Raptors não é um excelente atirador de triplo (31% de acerto) o que fará reduzir o espaço que os Spurs terão para jogar por dentro. Apesar disso DeMar é um construtor respeitável e a sua qualidade de passe (5,2 assistências por jogo) pode ajudar a equipa. Defensivamente DeRozan não é Leonard nem Green e terá que melhor muito neste aspeto. Em Toronto podia ser, por vezes, um problema para a defesa e em San Antonio isso não pode, de todo, acontecer.

DeRozan é a nova esperança em San Antonio (Foto: Toronto HQ)

Um dos problemas de DeRozan é a incapacidade de fazer a diferença nos playoffs. Na última temporada passou de 45,6% de acerto na fase regular para 43,7% nos playoffs. Popovich terá um papel crucial em trazer o melhor do jogador nestes momentos decisivos e de pressão.

O fim de uma era e… o começo de outra?

Os San Antonio Spurs não falham os playoffs desde a longínqua temporada de 1996/97! Foi a primeira época de Popovich no comando da equipa e a única em que o treinador não chegou à post-season. Uma prova da longevidade e estabilidade do franchise que atravessa agora uma fase complicada. Mas, tal como acontece com todos os franchises, acabando uma era chegou a hora de uma reconstrução, certo? Chegou a hora de os Spurs ficarem fora dos playoffs e draftarem 1 ou 2 bons jovens talentos para voltarem ao topo, certo? Não. E não.

O objetivo passa por sair de uma era e começar outra! A troca de Leonard indica isso mesmo. Ao invés de trocar por escolhas no draft e jovens talentos, os Spurs trocaram por um jogador de créditos firmados. A ideia é, como sempre foi com os Spurs, reconstruir com jovens como Murray e Poeltl (que chega na troca de Leonard) mantendo-se competitivos com DeRozan, Gasol e Aldridge. E Popovich é mestre a fazer isso mesmo!

Dejounte Murray é um dos projetos de Popovich para o futuro (Foto: Basketball Insiders)

O futuro dos Spurs não passará por um título nos próximos dois anos, mas acreditamos que passará pelos playoffs como sempre. Quem sabe os jovens se tornam jogadores de topo e, ainda com Aldridge e DeRozan possam voltar aos sucessos de outrora.

Em relação ao ano passado, os Spurs poderão até ser mais competitivos, mesmo perdendo os jogadores que perderam. Leonard apenas jogou 9 partidas e DeRozan tem sido um jogador muito constante. Defensivamente Popovich fará a sua magia e os dois jovens já falados estarão mais maduros.

O veredito: quem tem Popovich tem tudo

Esta offseason foi desastrosa para os Spurs. Perder Leonard era inevitável mas perder também Green, Parker e Ginobili torna o verão complicado. A chegada de DeMar pode minimizar os danos se for bem aproveitado.

Apesar deste furacão que passou na cidade de San Antonio, levando o que restava da equipa campeã em 2014 (dessa equipa resta apenas Patty Mills), os Spurs continuam fortes. Tudo porque, para além de Mills outra peça mantém-se: Gregg Popovich. O técnico de 69 anos continua a ser um dos melhores da Liga e é, sempre decisivo. É taticamente brilhante e excelente a gerir o balneário!

Depois da tempestade vem a bonança e será interessante ver como um histórico franchise vai dar a volta a tamanho furacão. Confiamos, tal como acontece em San Antonio, na capacidade de Popovich de, no meio da adversidade, manter a equipa competitiva e ganhadora!

As duas caras que restam dos último título dos Spurs (Foto: Hoops Hype)

One comment

  • ERIK SANTANA

    Setembro 5, 2018 at 9:16 pm

    Kaly Anderson foi para Memphis.

    Reply

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter