Luka Magic

João de MatosAgosto 28, 20203min0

Luka Magic

João de MatosAgosto 28, 20203min0
Antes de entrar na liga norte americana de basquetebol, Doncic já havia conquistado a Europa. O esloveno assinou com o Real Madrid aos 13 anos de idade. Desde seu começo na Espanha, Luka já decidia jogos nos em torneios em que participava.
Overview
Antes de entrar na liga norte americana de basquetebol, Doncic já havia conquistado a Europa. O esloveno assinou com o Real Madrid aos 13 anos de idade. Desde seu começo na Espanha, Luka já decidia jogos nos em torneios em que participava.
0%
Summary

Antes de entrar na liga norte americana de basquetebol, Doncic já havia conquistado a Europa. O esloveno assinou com o Real Madrid aos 13 anos de idade. Desde seu começo na Espanha, Luka já decidia jogos nos em torneios em que participava.

Overall score 0%
0 min100

Antes de entrar na liga norte americana de basquetebol, Luka Doncic já havia conquistado a Europa. O esloveno assinou com o Real Madrid aos 13 anos de idade. Desde seu começo em Espanha, o internacional pela Eslovénia já decidia jogos nos vários torneios em que participava.

Em 2017-18, temporada anterior à mudança para a NBA, ele fez tudo o que estava ao seu alcance, foi considerado MVP da temporada, da Final Four e campeão da Euro League e MVP do mesmo e por último campeão da liga ACB,  o campeonato espanhol de basquetebol. Alguns meses depois de fazer 19 anos e quando estava na entrar para a NBA, Luka era questionado pelos especialistas, que achavam que não tinha o físico de LeBron James, nem o lançamento exímio de Stephen Curry ou James Harden. Muitos comentadores norte americanos, insinuaram que jogar na Euroliga não era a mesma coisa que jogar na NBA.

Luka ao serviço do Real Madrid

Mas a realidade era simples: o domínio de um adolescente na melhor liga de basquetebol do mundo foi repentina. Luka tornou-se num dos melhores jogadores da liga e comparativamente nem Lebron James, nem Steph Curry ou James Harden se podem comparar com o esloveno no segundo ano de NBA.

O camisola 77 dos Mavs domina jogos atrás de jogos, não pelo seu imponente físico, estatura ou força, mas domina sim através do seu controle de bola e o seu QI altíssimo de basquetebol. Muito similar com Larry Bird, que não era um grande atleta, mas fez algo similar na sua passagem pelos Boston Celtics nos anos 80.

Mas a grande capacidade de atacar o cesto, mudar de velocidade e distribuir a bola é que torna Luka ainda mais especial: com 8.8 assistências por jogo, ele foi o terceiro jogador da temporada regular, e a média nos playoffs subiu para 9.8.

Estando agora na sua segunda época na NBA, os mesmos comentadores norte americanos que anteriormente disseram que Doncic nunca iria ter sucesso na NBA porque jogar na Europa não é o mesmo que jogar na maior liga do mundo, são os mesmos que agora dizem que o atleta dos Mavericks apenas joga a este nível porque já vinha rotinado com os jogos da Euro Liga, e de grandes confrontos no seu anterior clube, o Real Madrid.

Sendo extremo de origem, Luka na NBA joga a base devido ao seu grande transporte de bola e habilidade de passe fenomenal, muito semelhante ao que acontece com Ben Simmons em Filadélfia. São dois jogadores que tem estatuto e físico para extremos, mas devido à sua inteligência ímpar são o cérebro da equipa.

O que é certo é que Doncic é a a cara dos Dallas Mavericks e o futuro do franchise está assegurado com Luka. Neste momento os Mavs estão nos playoffs a perder 3-2 com os LA Clippers, mas quem tem carregado a equipa do estado do Texas tem sido o esloveno com médias de 29.6 pontos por jogo, 10 ressaltos e percentagem de acerto de lançamento na casa dos 49%, absolutamente incrível para um jovem de 21 anos.

Fonte: nba.com

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter