Jogadores sem um anel de Campeão da NBA

João de MatosAbril 18, 20203min0

Jogadores sem um anel de Campeão da NBA

João de MatosAbril 18, 20203min0
Neste artigo iremos falar de jogadores, que nunca venceram um anel, ou seja, nunca foram campeões da NBA. Entre eles, estão All-Stars e MVPs.
Overview
Neste artigo iremos falar de jogadores, que nunca venceram um anel, ou seja, nunca foram campeões da NBA. Entre eles, estão All-Stars e MVPs.
0%
Summary

Neste artigo iremos falar de jogadores, que nunca venceram um anel, ou seja, nunca foram campeões da NBA. Entre eles, estão All-Stars e MVPs.

Overall score 0%
0 min100

Neste artigo iremos falar de jogadores, que nunca venceram um anel, ou seja, nunca foram campeões da NBA. Entre eles, estão All-Stars e MVPs.

Para começar a lista, um jogador que ultimamente tem estado longe daquilo que me habituou a ver. Um jogador que poderia ser neste momento um dos jogadores mais determinantes da história do basquetebol e ter sido alguém que poderia fazer com que os fãs da NBA e mais concretamente do estado do Illinois, se esquecessem de Michael Jordan, nem que por breves instantes. Falo do jogador mais novo da história a ser coroado MVP da temporada, Derrick Rose. Na temporada 2010/2011 e com apenas 22 anos, o então jogador dos Chicago Bulls tornou-se o melhor jogador da Liga e o seu futuro parecia ser promissor. Ainda naquela temporada, chegou às Finais da Conferência Este, mas pela frente estavam os poderosíssimos Miami Heat liderados por LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh, perdendo em cinco jogos.

Depois disso, uma série de lesões atrapalharam a carreira de um dos nomes mais promissores da NBA nos últimos anos, impedindo que ele voltasse a ter uma temporada como a que fez pelos Bulls. Após deixar Chicago, Rose passou pelos New York Knicks, Cleveland Cavaliers e Minnesota Timberwolves. Atualmente joga pelos Detroit Pistons.

Rose com o Troféu de MVP

Outro All-Star que nunca conseguiu ganhar um anel, foi Carmelo Anthony. Melo chegou à NBA em 2003, depois de uma grande temporada na liga universitária americana, ao serviço de Syracuse. Foi escolhido pelos Denver Nuggets, como 3ª escolha do Draft, levou a equipa do Colorado à final de conferência em 2009 depois de 19 anos, desde a última vez. Em 2011 trocou de conferencia, juntando-se aos New York Knicks, passando a ser a cara do Franchise e com uma equipa muito engraçada à sua volta, com o six man of the year JR. Smith, o Defensive player of the Year Tyson Chandler e com uma grande estrela a seu lado, Amar’e Stoudemire.

Infelizmente com o passar dos anos em Nova Iorque, foi perdendo gás, acabando por ser trocado em 2017 para os Thunder. Apesar da grande carreira que tem, algumas más decisões nos últimos 4 anos, fizeram com que Melo perdesse a oportunidade de finalmente conquistar um anel.

Melo foi uma grande estrela em NY

Com muita pena, está Chris Paul inserido nesta lista de jogadores que nunca conquistaram um anel. Foi o primeiro jogador a liderar a NBA em assistências e roubos de bola desde John Stockton. Escolha número 4 do Draft de 2005. Foi eleito  Rookie of the Year, e foi o jogador com a mais alta média de pontos na temporada 2007/08 marcando 20,4 pontos por partida. Já foi eleito 8 vezes para o All-Star game da NBA, sendo eleito em 2013 o MVP do jogo com 20 pontos, 15 assistências e 4 roubos de bola. Em todas as suas participações até agora no jogo das estrelas, Paul possui um total de 90 assistências (3º de todos os tempos) e 22 roubos de bola (6º de todos os tempos). Atualmente joga ao serviço dos Oklahoma City Thunder, tendo levado a equipa até à paragem do campeonato a um 5º lugar na Conferência Oeste.

CP3 rei das assistências

 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter