24 Mai, 2018

Profecia do Borda D’Água #8: O Sporting vencerá a 1ª divisão masculina

João BastosJaneiro 8, 20183min0

Profecia do Borda D’Água #8: O Sporting vencerá a 1ª divisão masculina

João BastosJaneiro 8, 20183min0
Os primeiros dias do ano 2018 trazem o oráculo do Fair Play. O almanaque Borda D'Água adaptado à natação traz doze profecias para o ano em curso

12 dias, 12 profecias para o ano 2018. O Fair Play consulta o seu oráculo e faz 12 palpites sobre o que vai acontecer no mundo da natação no ano que agora dá início


Na verdade este é um prognóstico de 1X2.

O Sporting é o hexa-campeão nacional em título da 1ª divisão masculina, mas este ano adivinha-se que seja um dos mais renhidos na luta pelo título entre os três grandes.

Em anos anteriores o Sporting já teve duelos acirrados com o Clube de Natação da Amadora, com o FC Porto e com o Estrelas de São João de Brito. Em 2018, e pela primeira vez desde há muito tempo, a luta deverá ser a três.

O Sporting parte como favorito por ser o campeão em título e por ter mantido a equipa, uma equipa já consolidada desde há anos e que nas últimas épocas tem tido boas adições, como João Vital, Guilherme Pina ou Francisco Santos. Este ano contou com o reforço do espanhol Juan Tolosa que se junta a uma equipa com inúmeras opções e com nadadores tão versáteis como Alexis Santos e Igor Mogne (e o já citado João Vital) que permitirão ao treinador Carlos Cruchinho ter plano A, B e C na abordagem aos campeonatos.

O Benfica já ameaçou a hegemonia do Sporting no ano passado, mas este ano tem ainda mais argumentos para concretizar a ameaça e destronar o rival. Numa equipa onde se destacam nomes como Miguel Nascimento, Luiz Pereira ou Nélson Silva, chegaram importantes reforços como João Machado, João Gil e Guilherme Dias (ex-Sporting e por isso um duplo reforço). O sucesso do Benfica também passa muito pelos jovens nadadores que estão em acelerada evolução como são os casos de Miguel Marques, Rafael Aires (outros dois reforços) e Filipe Santo.

O FC Porto é a equipa menos previsível das três, uma vez que alinhará com vários nadadores que não nadam habitualmente em Portugal. Juan Segura e Jaime Morote já são conhecidos das piscinas portuguesas, uma vez que actuaram na época passada pelo Tavira Natação Clube e já sabemos que são excelentes nadadores, Alvaro Lopez competiu duas vezes em Portugal na época passada (Meeting do Algarve e Meeting de Lisboa) e juntam-se ao olímpico (21º nos 50 metros livres no Rio 2016) Filip Wypych. A somar aos nadadores “da casa”, o FC Porto olha para o ceptro de campeão com legítimas aspirações a levá-lo para a Invicta.

Em suma, o que é prognosticável é que os três maiores clubes do desporto português vão estar em confronto cerradíssimo pela conquista da 1ª divisão. Quanto ao vencedor só se deve conhecer no final da última estafeta da competição.

Qual é a sua aposta?


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter