[Bisca da Primeira Divisão Masculina] Clube de Futebol “Os Belenenses”

João BastosMarço 7, 20184min0

[Bisca da Primeira Divisão Masculina] Clube de Futebol “Os Belenenses”

João BastosMarço 7, 20184min0
Analisamos o naipe da equipa masculina do Clube de Futebol "Os Belenenses" para ir a jogo na 1ª divisão nos próximos dias 17 e 18 de Março em Coimbra

O Campeonato Nacional de Clubes da 1ª divisão realiza-se em Coimbra nos dias 17 e 18 de Março. O Fair Play faz a análise das 12 equipas masculinas e das 12 equipas femininas que disputarão o título de clubes mais importante da natação nacional


Aí está o vice-campeão da 2ª divisão masculina do ano passada à procura da melhor classificação na 1ª divisão. Com um misto de juventude e experiência, mas também com algumas baixas desde o ano passado, a equipa orientada pelo técnico Fernando Couto continua a ter muitas boas cartas na mão.

Conhece-as:

Ás – Nuno Quintanilha

É dos nadadores com maior currículo de entre todos os que estão no activo. Aos 30 anos, Quintanilha continua a ser dos melhores nadadores nacionais de mariposa e bruços mas, como Os Belenenses têm outra grande referência no estilo de bruços, Nuno deverá fixar-se na técnica de mariposa. No ano passado mudou-se para Belém e nos nacionais de clubes conseguiu três segundos lugares nas suas provas individuais e foi determinante na subida do CFB à primeira divisão. Este ano voltará a ser determinante no objectivo dos azuis do Restelo se manterem junto da elite nacional.

Foto: Luís Filipe Nunes

Rei – Francisco Quintas

A tal referência do clube no estilo de bruços. Se Quintanilha foi preponderante na subida do Belém com três segundos lugares, Quintas não foi menos, com duas vitórias (50 e 100 bruços) e um terceiro lugar (200 bruços). Apesar de subir uma divisão, não impede que Quintas seja candidato a vencer as provas de bruços também na primeira divisão, até porque foi o campeão nacional absoluto de Verão nos 100 bruços, no final da época passada.

Foto: Nadar CFB

Valete – Bruno Ramos

Tem sido uma época em cheio para Bruno Ramos. Este ano renovou a sua lista de recordes pessoais praticamente na totalidade e é um nadador de extrema importância porque basicamente pode nadar qualquer prova e sempre bem. Os seus tempos de maior valia são nas provas de estilos mas também em livres e costas tem estado muito bem. Numa competição como os nacionais de clubes, ter um nadador com estas características no plantel vale ouro.

Foto: Aqualoja

Manilha – Diogo Correia

O nadador de 23 anos não nadou no último nacional de clubes mas, daí para cá, tem evoluído bastante em todas as distâncias de mariposa e posiciona-se para fazer dupla com Nuno Quintanilha nas provas dessa técnica, passando a ser um nadador importante na equipa, este ano.

Foto: Nadar CFB

Joker – João Padrela

Ficará encarregue de nadar as provas de 50 e 100 livres e de completar as estafetas. Os Belenenses têm maiores aspirações na estafeta de estilos, com Bruno Ramos a costas, Francisco Quintas a bruços e Nuno Quintanilha a mariposa. A evolução de Padrela no último ano (ficou próximo dos 52 segundos em estafeta) é garantia que o CFB vai ficar bem classificado nesta estafeta.

Foto: Nadar CFB

Trunfos – Rafael Jacinto, Rodrigo Cabrito, Afonso Ribeiro e Nuno Rola

Rafael Jacinto é um juvenil que recentemente representou a selecção portuguesa de juvenis no X Meeting Internacional de Lisboa e trouxe do Jamor três recordes pessoais em provas de livres por larga margem. Será, por isso, um nadador a considerar para nadar provas dessa técnica. Rodrigo Cabrito poderá ser o complemento a Francisco Quintas em bruços e a Bruno Ramos em estilos. Afonso Ribeiro ainda não nadou esta época mas é um nadador muito útil, sobretudo para as estafetas. O veterano internacional angolano Nuno Rola completa 35 anos este ano mas continua a ser um nadador com quem Os Belenenses podem contar para nadar provas de mariposa.

Prognóstico Fair Play

Os Belenenses perderam nadadores importantíssimos na subida do clube à 1ª divisão, como André Gonçalves e Fábio Figueira (e também Filipe Silveira), o que dificulta a tarefa do clube do Restelo de chegar ao objectivo da manutenção. Por outro lado, continua a ter argumentos para conseguir ficar nas nove primeiras equipas: em primeiro lugar tem três nadadores que conseguirão muitos pontos e em segundo lugar tem 2/3 nadadores que têm evoluído bastante este ano e que podem surpreender com fortes melhorias dos seus recordes pessoais.

Posto isto, o Fair Play acredita no sucesso d’Os Belenenses e antevê que a equipa do Restelo se classifique no 8º lugar.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter