UFC229 Khabib Nurmagomedov vs Conor McGregor, um momento épico.

Renan BrunacciOutubro 10, 20185min0

UFC229 Khabib Nurmagomedov vs Conor McGregor, um momento épico.

Renan BrunacciOutubro 10, 20185min0
Quem é amante de MMA sabe que no último fim de semana tivemos um evento de tirar o fôlego, não apenas pela luta principal, mas sim por um evento de muita pancadaria, confira.

O UFC229, que foi realizado na T-Mobile Arena, em Las Vegas, aconteceu na madrugada de Sábado (6) para o Domingo (7) e foi algo único. Até mesmo quem tinha sono, o perdeu! O nervosismo das lutas, os embates épicos, o suspense criado pela espera da grande luta, foram os ingredientes de uma madrugada de cinturão, surpresas e reviravoltas. A noite não ficou só na promessa da luta mais promovida pela organização, o card principal estava cheio de atrações, de todos os tipos e tamanhos.

Fonte: MMA Mania

O UFC229 Khabib Nurmagomedov vs Conor McGregor trouxe luta feminina resolvida ao final pelos juízes, uma virada incrível do peso-pesado Derrick Lewis, uma luta muito parelha entre Reyes e St-Preux, além, é claro, das duas lutas principais.

Na abertura do card principal…

Michelle Waterson venceu Felice Herrig em duelo no peso-palha. Apesar da pressão que Herring fez no clinch, o que prevaleceu foram os bons chutes altos e as quedas que Waterson aplicou durante praticamente a luta inteira. Com isso, a lutadora venceu por decisão unânime dos juízes.

Fonte: MMAjunkie

Logo após a luta feminina, entraram os peso-pesados, que na minha opinião fizeram o embate mais incrível da noite, Derrick Lewis vs Alexander Volkov. O norte-americano teve um desempenho fraco durante os dois primeiros rounds e apanhou bastante no terceiro round, até que ’the Black Beast’ encaixou uma ”BOMBA” de direita faltando poucos segundos para o fim e conseguiu uma improvável virada sobre o russo. Com a vitória por nocaute, Lewis chega a terceira vitória seguida e aproxima-se da luta pelo título na divisão até 120kg, contra Daniel Cormier, muito provavelmente em Novembro deste ano.

Fonte: Winners and Whiners

POLÊMICA…

O meio-pesado Dominick Reyes teve um desempenho dominante contra o veterano Ovince St-Preux. Mostrando um boxe afiado durante todo o confronto, o jovem de 28 anos dominou o americano de raíz haitiana St-Preux e conquistou sua 10ª vitória em 10 lutas no MMA. A única dúvida que permaneceu foi se a vitória foi por nocaute ou decisão dos juízes. Isso porque o resultado oficial anunciado foi de decisão unânime (triplo 30-27), mas Reyes conseguiu um knockdown no último segundo do terceiro round que o árbitro Dan Miragliotta optou por não anotar, sinalizando o fim do confronto!

EM LUTA SANGRENTA, PETTIS MACHUCA-SE E FERGUSON LEVA.

Por dois rounds, os ex-campeões leves Tony Ferguson e Anthony Pettis deram um espetáculo para o público que lotou a T-Mobile Arena. Ferguson começou melhor o embate, distribuindo socos e ponta-pés em Pettis, que logo abriu um corte próximo a sobrancelha. A situação mudou um pouco no segundo round, quando ‘Showtime’ Pettis conseguiu um knockdown. Ferguson, no entanto, mostrou resistência, fez a luta retornar em pé e seguiu protagonizando uma impressionante guerra. Infelizmente, ao retornar para o terceiro round, Pettis sinalizou ao seu treinador, Duke Roufus, que havia quebrado a mão direita. Roufus avisou ao árbitro, Jason Herzog, e a luta foi encerrada ali mesmo, com Ferguson vitorioso.

Fonte: sportsJOE.ie

LUTA PRINCIPAL TERMINA EM PANCADARIA.

Fonte: The Straits Times

A luta mais aguardada dos últimos tempos terminou em pancadaria generalizada. O tão esperado confronto entre Khabib Nurmagomedov vs Conor McGregor foi além do octógono. Após o triunfo sobre o irlandês, aplicando-o um mata-leão no quarto round, Khabib descontrolou-se e pulou do octógono em direção ao corner de Conor para brigar com Dillon Danis, preparador de jiu-jitsu do irlandês, dando início a uma confusão generalizada.

Fonte: Herald Sun

Enquanto Khabib brigava fora do octógono com o staff de McGregor, dentro da jaula era o McGregor quem brigava com o staff do russo. Muitos policiais, seguranças e organizadores do UFC tiveram que impedir que o pior acontecesse. Felizmente, conseguiram conter os ânimos das equipas e o evento terminou de maneira inéditaDana White resolveu, por segurança, não premiar o russo com o cinturão dentro da jaula, como é corriqueiro ao fim de uma disputa por título.

Rumores de que a revanche está por vir! Agora fica a dúvida, eles realmente se odeiam, ou tudo faz parte de um teatro, a fim de promover cada vez mais o ”show”?

Fonte: LowKick MMA

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter