Bellator, uma organização de MMA, crescendo como um gigante!

Renan BrunacciAgosto 29, 20186min0

Bellator, uma organização de MMA, crescendo como um gigante!

Renan BrunacciAgosto 29, 20186min0
O Bellator MMA, considerado por hora a segunda maior organização de MMA do mundo, ao passar dos anos, busca saltos cada vez maiores. E ao que tudo indica, estão no caminho certo!

O desporto das artes mistas provavelmente vive o seu melhor momento e a base de fãs está cada vez maior com as competições melhorando de nível a cada ano que passa. Os telespectadores estão ficando mais informados sobre técnicas e estilos das diferentes lutas que englobam a modalidade.

Hoje, iremos abrir espaço para uma organização que vem crescendo muito, tanto em qualidade de show, quanto de produção. O Bellator MMA é uma organização de lutas mistas, assim como o UFC. Fundada e localizada nos Estados Unidos, California, o Bellator começou suas atividades em 2008, quando o até então presidente e CEO Bjorn Rebney deu inicio a uma nova era.

Fonte: Cagepotato.

Um começo com passos de um gigante.

No início, os eventos tinham um formato de torneio onde o vencedor da noite era declarado o desafiante ”número 1” pelo título em sua respetiva categoria de peso e premiado com um cheque de US$100.000. Hoje,  não seguem mais essa linha e o que você encontra é basicamente o mesmo sistema de lutas da maioria dos eventos de MMA que temos pelo mundo: 3 rounds de 5 minutos ou 5 rounds de 5 minutos, caso a disputa seja por título.

São inevitáveis as comparações entre UFC e Bellator e, com certeza, ainda falta muito para o Bellator superar o UFC (é bem provável que isso não aconteça), mas não temos como fechar os olhos para o crescimento dessa empresa, que hoje é comandada por Scott Coker. Desde que Scott assumiu a presidência, a organização vem alcançando algumas marcas importantes em seu crescimento.

O Bellator conta com algumas estratégias para aumentar seus números em audiência e patrocinadores, aproveitando-se de algumas brechas dadas pelo rival UFC como forma de pagamento e lutadores desvalorizados ou até mesmo ”reformados”. Nomes como Wanderlei Silva, Quinton Rampage Jackson, Fedor Emelianenko, Chael Sonnen, Roy Nelson, Ben Henderson e o showman Tito Ortiz fazem parte desse grupo de astros que já renderam muito dinheiro para as organizações de MMA, tanto americanas quanto japonesas. E que pelo visto até hoje agregam valores positivos, trazendo telespectadores apaixonados do mundo inteiro.

Fonte: FloCombat

PATROCÍNIOS E BOLSA FIXA.

Um grande diferencial entre as duas organizações é que, ao contrário do UFC, os patrocínios pessoais ainda são liberados no Bellator. Ou seja, na semana da luta e até mesmo dentro do cage os lutadores estão livres para usar as roupas com marcas e patrocínios que quiserem. Já o UFC, assinou um contrato milionário com a Reebok em 2014 e, desde então, os atletas devem ficar presos à marca oferecida pela organização.

Outra mudança que agrada os lutadores que migram do UFC para o Bellator são as bolsas fixas. No Ultimate, a maioria dos atletas recebem um valor pela luta que disputa, já na organização comandada por Coker, os lutadores assinam um contrato e passam a receber uma bolsa fixa, tendo ou não lutas a fazer.

2017 UM ANO HISTÓRICO.

Em Junho de 2017, o Bellator fez sua primeira transmissão com vendas pelo sistema PPV (Pay-per-view). Considerado o maior evento de sua história até então, o Bellator 180 foi realizado no lendário Madison Square Garden, em Nova York. Um curiosidade sobre este evento ficou por conta da pesagem, pois os lutadores se pesaram na mesma balança usada por Muhammad Ali e Joe Frazier na icônica ”Luta do Século”, em 1971. A balança está em um museu dentro do Madison Square Garden.

Ainda em 2017, o Bellator anunciou a formação de um Gran Prix entre seus principais lutadores, com fases eliminatórias (Quartas de Final, Semifinais e Final) e que coroará o novo campeão das categorias Peso Meio Médio e Peso Pesado.

A abertura do torneio ocorreu em Janeiro de 2018, no Bellator 192, que aconteceu na Califórnia. Na ocasião, o Peso Pesado Quinton ”Rampage” Jackson foi derrotado por Chael Sonnen, que agora encara na Semifinal o ícone pesado Fedor Emelianenko, que derrotou Frank Mir. Na outra Semifinal, encontraremos Ryan Bader VS Matt Mitrione, que derrotaram King Mo e Roy Nelson respetivamente. O torneio dos Médios só começa em Setembro desse ano. Seguem as chaves dos confrontos:

Fonte: Bellator
Fonte: Bellator

André Fialho!

O Bellator, que vem do latim ”guerreiro”, já teve transmissões em direto em meados de 2015 pelo canal Sic Radical e hoje tem um representante de alto calibre português, André Fialho. O atleta é peso-médio e está muito bem cotado para sua próxima luta, que acontece no próximo dia 12 de Outubro, em Connecticut, contra Brennan Ward. A disputa vai ser boa, pois Fialho encontra-se em grande fase. Mesmo perdendo sua penúltima luta, André Fialho tem um histórico invejável com 9 vitórias e apenas 1 derrota.

Fonte: Twitter.

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter