Pedro Carvalho e Domingos Barros fecham o ano português com chave de ouro.

Renan BrunacciDezembro 18, 20184min0

Pedro Carvalho e Domingos Barros fecham o ano português com chave de ouro.

Renan BrunacciDezembro 18, 20184min0
Com as vitórias no Bellator 211, Pedro Carvalho e Domingos O Destruidor Barros finalizam o ano português no mundo do MMA como deveria ser! Leia a seguir...

Para você que tem acompanhado o esporte de maior crescimento do planeta, o MMA, sabe muito bem que o mês de Dezembro é especial.

No começo do mês tivemos o Bellator 211 realizado na Itália, Gênova. Muitos confrontos de tirar o fôlego, porém, com um gosto especial para a nação Lusa.

01/12/2018 – uma noite histórica para o MMA nacional.

Como já foram destacados aqui no Fair Play, os lutadores de MMA Pedro Carvalho e Domingos ”O DESTRUIDOR” Barros, entraram no cage, e não foram para brincadeiras…

Oficialmente, Domingos sempre fez parte do card oficial do evento. Diferentemente de Pedro Carvalho, que entrou nos últimos dias, para preencher uma vaga aberta, por motivos de lesão de um outro competidor. Pedro, deixa claro em suas entrevistas e mesmo no seu Facebook, estar sempre pronto para lutar, a qualquer momento, e contra qualquer adversário.

E foi exatamente isso que ele fez, confirmou presença no card 10 dias antes da luta e fez bonito para nós.

Fonte: Kombat Press

Peso-pena de muito peso!

Pedro Carvalho entrou concentrado, focado, e sem muitos sorrisos. Era nítido seu preparo físico e mental. O português precisou apenas de 43 segundos para finalizar e vencer o italiano Luca Vitali por submissão com uma guilhotina.

Ainda em pé o vimaranense de 22 anos, pulou e travou uma guilhotina no pescoço de Vitali também em pé, ao tentar afastar-se de Pedro, o italiano só piorou as coisas, apertando ainda mais a guilhotina em seu pescoço. Sem conseguir respirar, Luca bateu e Pedro Carvalho sagrou-se campeão, mais uma vez.

Com isso Pedro garante sua nona vitória, com uma sequência de 4 vitórias seguidas.

Peso-pesado DESTRUIDOR.

E na mesma noite, no co-main event tivemos duas estreias da organização. Hesdy Gerges é veterano na luta, porém não no MMA. O kickboxer holandês tem passagens por eventos como K-1 e Glory, mas não teve muito sucesso em seu debute no novo esporte, sendo facilmente dominado, esmagado e nocauteado pelo também estreante Domingos Barros.

Fonte: Sportnieuws

O Destruidor luso-caboverdiano, atleta do Porto Fight Club, teve um plano e jogo muito inteligente, lutando contra um especialista em kickboxing, Barros não perdeu tempo, e logo no 1°round jogou Gerges ao solo, trabalhou o groundandpound e rapidamente obteve o controle, montando por completo no holandês que mais nada pode fazer, assim virou um passageiro da agonia, levando socos de Domingos até o juiz por um fim ao combate.

Assim a noite terminou como deveria, nossos dois lutadores vitoriosos e fechando o ano, para Portugal, como nunca. O ano de 2018 foi histórico para nós.

A terrinha no topo do mundo…

Portugal obteve 14 vitórias internacionais, englobando todos os melhores eventos de MMA do mundo. Ao total, competiram em 2018, 21 atletas portugueses ao redor do globo. O maior contributo para esta estatística é o Pedro Carvalho, totalizando 3 vitórias em 3 combates no ano. Carlos Graça obteve 2 vitórias em 2 lutas.

E para finalizar o ano, dia 29/12 o mundo vai tremer com a volta do mito Jon Jones, que enfrenta seu grande rival Alexander Gustafsson, que busca a revanche no UFC 232 na T-Mobile Arena em Las Vegas.

Fonte: Youtube

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter