Mayhem… um marco do Crossfit mundial

Tiago OliveiraFevereiro 20, 20202min0

Mayhem… um marco do Crossfit mundial

Tiago OliveiraFevereiro 20, 20202min0
Há provas que subsistem no Crossfit como especiais caso do Mayhem Classic e explicamos o que é há de tão importante com esta prova sancionada!

Inglaterra e os EUA partilham muita coisa. Desde logo a cultura que impuseram no mundo. E neste início do ano impuseram os dois dos eventos sancionados mais aguardados com 15 dias de intervalo entre um e outro. O primeiro o Mayhem Classic em Cockville nos EUA e o segundo o CrossFit Stenght in Depth (CSID) em Londres, Inglaterra. As razões são três: Tia-Clair Toomey, Mat Fraser e Rich Froning.

Mayhem fica em Coockville, Tennessee, e é a Box de Rich Froning. Em Coockville vivem atualmente Tia-Clair Toomey e Mat Fraser. O trio dourado dos melhores de sempre do desporto. Em Mayhem competiu Tia que ganhou o evento com 6 primeiros lugares em 7 eventos. Em Londres, por outro lado, competiu Rich, com a sua equipa, que ganhou com 5 primeiros lugares em 7 eventos, e Mat, em individual, que também ganhou com 5 primeiros lugares em 7 eventos. Com o oceano Atlântico pelo meio estes três continuam a construir as suas marcas.

Interessante ver que o número de primeiros lugares entre os três é bastante semelhante. Domínio e consistência no topo é a regra. O que não é de todo a regra nos outros eventos sancionados. No Dubai Brent Fikowski ganhou com apenas 2 primeiros lugares em 11 eventos. Também Sara Sigmundsdottir ganhou com apenas 2 primeiros lugares em tantos outros eventos. Sara também competiu em Irlanda no CrossFit Filthy 150 e teve 2 primeiros lugares em 9 eventos. Também na Irlanda, Justin Mederios ganha no lado dos homens, mas sem nenhum primeiro lugar.

Há uns anos Rich Froning dizia: «It’s not that you have to be the best at anything; you just can’t suck at anything», algo como não precisas sempre de ser o melhor, apenas não podes ser o pior sempre. Consistência era a chave. Mas os tempos passaram e mudaram. Mat e Tia, principalmente, olham para a competição não só como uma competição a ganhar, mas como a marca a estabelecerem.

Constroem hoje a pressão de amanhã para os outros atletas. Estes quando entram em competição e vêm Mat ou Tia vão pensar duas vezes se conseguem mesmo ganhar E esta margem de dúvida em alta competição fará a diferença. No momento em que dúvidas de que és capaz, alguém acredita que é capaz. E essa pessoa será sempre mais forte, mais rápida e mais determinada. E Mat e Tia são sempre mais determinados. Não é à toa que são parceiros de treino. Porque um não intimida o outro, afinal competem em divisões distintas.

Mas, CrossFit são desafios:

250 metros + 20 agachamento (em pé, desces até abaixo da paralela e voltas à posição de pé) x 4 para um total de 1000 metros de remo e 80 agachamentos


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter