Top50 – Melhores marcadores das últimas 8 épocas na 1ª Divisão (21º-25º)

José NevesJulho 23, 20214min0

Top50 – Melhores marcadores das últimas 8 épocas na 1ª Divisão (21º-25º)

José NevesJulho 23, 20214min0
Muito foram os craques que brilharam nos rinques da 1ª Divisão nas últimas 8 épocas. Quais foram os melhores marcadores desde 2013/14?

Continuamos a nossa contagem decrescente pelos nomes que mais fizeram abanar as redes das balizas, e mais fizeram vibrar os milhares de adeptos de hóquei em patins em Portugal. Com 25 dos melhores marcadores já desvendados, arrancamos hoje para os 25 hoquistas mais prolíficos das últimas oito temporadas.

25º André Moreira – 112 Golos (Sporting CP, Candelária SC, HC Turquel)

Entramos no top25 com um experiente avançado que leva várias épocas de 1ª divisão. André Moreira representou desde 2013/14 Sporting, Candelária e Turquel, e foi na “Aldeia do hóquei” que mais temporadas passou. Num total de quatro temporadas em Turquel, André Moreira fez quase meia centena de golos (49), depois de ter feito 35 com a camisola da Candelária, e 28 com a do Sporting.

Um marcador de golos regular ao longo de toda a carreira, nas últimas oito temporadas nunca ultrapassou a barreira das duas dezenas de golos (o melhor que conseguiu foram 19 na época de estreia em Turquel), mas em contrapartida, apenas em 2020/21 ficou abaixo dos 10 golos no campeonato, tendo marcado apenas por 4 vezes naquela que foi a sua última temporada no clube da zona centro e, quem sabe, na 1ª divisão.

24º Ricardo Barreiros – 115 Golos (FC Porto, UD Oliveirense)

Um dos grandes nomes do hóquei em patins português das últimas duas décadas, Ricardo Barreiros, é mais um dos nomes incontornáveis desta lista de melhores marcadores.

Tendo defendido as cores de FC Porto e UD Oliveirense nas últimas temporadas no escalão maior do hóquei em patins nacional, Barreiros fez o gosto ao stick por 115 ocasiões no campeonato nacional entre as temporadas 2013/14 e 2019/20. Foi em Oliveira de Azeméis que a fatia maior deste bolo foi obtida com 73 golos marcados nas cinco temporadas passadas na Oliveirense.

Ricardo Barreiros vestiu as cores da Oliveirense na temporada passada (Foto: Catarina Maria / FPP)

23º Hugo Azevedo – 115 Golos (AD Valongo, Riba d’Ave HC)

Hugo Azevedo é, nos dias que correm, treinador da Juventude Pacense da 2ª divisão, tendo a época passada estado também nos bancos da 1ª divisão ao serviço do HC Braga. A carreira de jogador já foi terminada, mas os golos foram tantos que Azevedo merece ainda um lugar de destaque nesta lista.

Foi ao serviço do Valongo, onde fez parte da histórica conquista do campeonato nacional, que Hugo Azevedo se destacou. Nas últimas três temporadas ao serviço do clube valonguense, entre 13/14 e 15/16, fez 61 golos, com destaque para os 30 da época 2013/14, onde foi um dos melhores marcadores dessa edição do campeonato. Ao serviço do Riba d’Ave foram mais três épocas no escalão maior, e os números não são muito diferentes, 54 golos apontados pela formação minhota na 1ª divisão mostram que Hugo Azevedo foi um goleador até ao último jogo da carreira.

22º Valter Neves – 116 Golos (SL Benfica)

Um dos nomes maiores da história do hóquei em patins do Benfica, que recentemente pendurou os patins, Válter Neves surge no número 22 desta lista.

O facto de ser defesa nunca impediu o histórico capitão encarnado de ser uma verdadeira ameaça às balizas adversárias, como provam, para além dos 116 golos em oito épocas, os 32 marcados no campeonato nacional de 2013/14. Até à última stickada Valter Neves foi um hoquista de confiança para os seus treinadores, como demonstram os 14 golos marcados na época 2020/21, em que deu por terminada uma grandiosa carreira.

21º Ricardo Oliveira “Caio” – 118 Golos (FC Porto, UD Oliveirense, Sporting CP)

Fechamos mais uma parte desta lista dos melhores marcadores das últimas oito épocas, com mais um veterano do nosso campeonato. Caio alinhou pelos atuais cinco candidatos ao título (Porto, Barcelos, Benfica, Oliveirense e Sporting), e aos 39 anos prepara o regresso à 1ª divisão portuguesa pela porta do SC Tomar.

Entre 2013/14 e 2019/20, época em que partiu para uma breve aventura italiana, Caio apontou 118 golos no campeonato nacional, 51 pelo Sporting, 42 pelo Porto, e 24 na única temporada ao serviço da Oliveirense. Cá estaremos para ver se em 21/22, por terras templárias, Caio voltará a campeonato português com a mesma pontaria afinada que mostrou ao longo da carreira.

Caio está de regresso à 1ª Divisão, após uma época em Itália (Foto: Catarina Maria / FPP)

(Foto de Capa: Catarina Maria / FPP)


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter