Top50 – Melhores marcadores das últimas 8 épocas na 1ª Divisão (16º-20º)

José NevesJulho 27, 20214min0

Top50 – Melhores marcadores das últimas 8 épocas na 1ª Divisão (16º-20º)

José NevesJulho 27, 20214min0
Muito foram os craques que brilharam nos rinques da 1ª Divisão nas últimas 8 épocas. Quais foram os melhores marcadores desde 2013/14?

Sexta parte da lista de melhores marcadores do campeonato nacional da 1ª divisão nas últimas oito épocas. Aproximamo-nos a passos largos do topo desta lista, e hoje entramos dentro do top20 com mais cinco hoquistas que dispensam apresentações.

20º Marc Torra – 119 Golos (SL Benfica, UD Oliveirense)

O senhor que abre o top20 desta lista de melhores marcadores é um experiente avançado com vários títulos conquistados ao longo da carreira. Marc Torra venceu quatro ligas europeias consecutivas entre 2013/14 e 2016/17, duas pelo Barcelona, uma pelo Benfica, e uma pelo Reus, e teve papel importante em todas as elas.

No nosso campeonato, Torra leva quatro épocas, uma pelas águias, e três pela Oliveirense, e os golos sempre surgiram da ponta do seu stick. Na época de estreia em Portugal, o avançado catalão marcou 30 golos no campeonato nacional ao serviço do Benfica. No regresso a Portugal, e já com a camisola da Oliveirense, Torra marcou 30 golos em 2018/19, 29 em 2019/20, e novamente 30 em 2020/21. Maior regularidade era impossível.

Marc Torra é o homem-golo da Oliveirense (Foto: Catarina Maria / FPP)

19º Tó Silva – 123 Golos (UD Oliveirense, AJ Viana)

Com mais de 20 épocas ao serviço de equipas na 1ª divisão, Tó Silva terá muitos mais golos no campeonato que estes 123 marcados desde 2013/14. Para esta lista, o ex. Internacional português fica-se pela 19ª posição.

Entre 2013/14 e 2018/19, época em que realizou o último jogo na principal divisão, Tó Silva representou duas equipas, Oliveirense e Juventude de Viana, tendo nesta janela temporal defendido as cores da turma de Azeméis durante duas temporadas, e da formação de Viana durante quatro.

Apesar do número de épocas, o de golos foi semelhante por amblos os emblemas, Tó Silva marcou 60 golos na Oliveirense, e 63 pela Juventude de Viana, destacando-se os 42 assinados pela Oliveirense na temporada 2013/14.

18º Reinaldo Ventura – 133 Golos (FC Porto, OC Barcelos)

Um dos nomes maiores da história recente do hóquei em patins português, Reinaldo Ventura ao longo de toda a sua carreira, sempre foi uma referência no que aos golos diz respeito, e as últimas oito temporadas não foram excepção.

Com três temporadas ao serviço do OC Barcelos, mais duas no FC Porto desde 2013/14, Reinaldo, nesta fase mais final da sua carreira, destacou-se mais ao serviço dos barcelenses, onde marcou 94 golos no campeonato nacional da 1ª divisão, tendo sido dos melhores marcadores dos minhotos nas três épocas em Barcelos.

Com a saída já anunciada do OC Barcelos, veremos se continuaremos a ver Reinaldo Ventura na 1ª divisão em 2021/22.

17º Diogo Fernandes – 134 Golos (AJ Viana, AD Valongo)

Continuando na senda de avançados experientes, o 17º desta lista de melhores marcadores desde 2013/14 é Diogo Fernandes. Com passagens por Viana e Valongo, Diogo sempre se mostrou um marcador de golos regular, tendo apenas em 2019/20 ficado abaixo da marca dos 10 golos no campeonato.

Com quatro temporadas em ambos os clubes nas últimas oito épocas, a maior fatia desde 134 golos foi conseguida em Viana do Castelo, onde entre 2013/14 e 2016/17, Diogo Fernandes apontou 75 golos no campeonato.

16º Álvaro Morais “Alvarinho” – 137 Golos (AD Valongo, FC Porto, OC Barcelos, Sporting CP)

De jogadores experientes para um jogador mais jovem, ainda numa fase mais inicial da carreira. Alvarinho leva, apesar dos seus 25 anos, sete temporadas de 1ª divisão, tendo já representado quatro emblemas diferentes.

Alvarinho estreou-se em Valongo, clube onde finalizou a sua formação, e onde fez 23 golos na 1ª divisão. No FC Porto, Alvarinho fez duas épocas (2015/16 e 2017/18), onde marcou mais 23 vezes. Em Barcelos, o avançado fez três épocas, em duas passagens, e foi aqui que mais sucesso desportivo alcançou, com 79 golos. Por fim, a época 2020/21 ao serviço do Sporting valeram apenas 10 remates certeiros.

Perante estes números, e o sucesso de Alvarinho em Barcelos, é natural que o jovem jogador esteja de malas feitas para representar o clube minhoto por uma terceira vez em 2021/22.

(Foto de Capa: Catarina Maria / FPP)


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter