28 Mai, 2018

Associação Juventude Viana – A voz da experiência

José NevesOutubro 14, 20174min0

Associação Juventude Viana – A voz da experiência

José NevesOutubro 14, 20174min0
Equipa vianense parte para a nova temporada com olhos postos no 5º posto, e volta a contar com muita experiência no plantel.

A Juventude Viana, em 2016-17, realizou uma época estável, com o sexto lugar final a ser prova disso mesmo. A equipa minhota subiu a esse posto na última jornada da primeira volta, e não mais o perdeu até à última stickada do campeonato.

Uma equipa competente defensivamente, pontificou na baliza vianense o experiente Edo Bosch, que ajudou a Juventude Viana a terminar o campeonato com a terceira defesa menos batida com apenas 77 golos sofridos, um registo melhor que o de Sporting CP (81) ou SL Benfica (92).

Nas restantes provas, o conjunto de Viana do Castelo não foi além dos oitavos de final da Taça de Portugal, caindo em Oliveira de Azeméis perante a Oliveirense (4-7), depois de ter deixado pelo caminho o FC Alverca do terceiro escalão por contundentes 12-1.

Na Taça CERS a equipa de Renato Garrido foi a primeira das três representantes portuguesas a sair de cena, também nos oitavos aos pés dos espanhóis do CP Vilafranca, depois de ter visto a vantagem que trazia da primeira mão (3-1) ser anulada em terras espanholas com uma derrota por 5-2.

Ataque ao quinto posto

A Juventude Viana será uma das equipas que tem no quinto lugar do campeonato o seu objectivo, e os reforços apresentados para esta temporada juntamente com a saída de várias das figuras do OC Barcelos, fazem da equipa vianense uma forte candidata ao lugar.

Olhando para as saídas, deixam a equipa de Viana do Castelo o veterano Nuno Félix, capitão de equipa na temporada transacta que coloca um ponto final na carreira, assim como o guardião Edo Bosch, que na última temporada se mudou para Viana depois de 18 temporadas no FC Porto onde ajudou os dragões a vencer 13 campeonatos nacionais, tendo sido pedra fulcral no histórico deca-campeonato azul e branco. Um dos guarda redes mais marcantes da história da modalidade que também ele pendura os patins.

Para além dos dois veteranos, saem também Gonçalo Suissas, avançado que ruma a Braga; e Diogo Fernandes, que depois de sete temporadas na equipa minhota, se muda para Valongo.

Para suprir estas saídas chegam à Juventude Viana, Paulo Matos, guarda redes de 42 anos que na temporada passada defendeu a baliza do Valença HC, e João Ramalho, jogador ainda jovem proveniente da AD Valongo, que também já alinhou pelo CH Carvalhos e pela Candelária.

Mas o mais sonante dos reforços é o argentino Emanuel Garcia, experiente avançado bem conhecido dos rinques portugueses, chegou ao nosso país no final da década de 90 para reforçar as camadas jovens do FC Porto onde se manteve até ao ano de 2011, com uma curta passagem pelo HA Cambra no início da carreira de sénior. Nos dragões conquistou 9 campeonatos nacionais tendo saído para Itália onde representou CGC Viareggio e Bassano. Na temporada passada defendeu as cores dos espanhóis do Igualada, onde foi uma das figuras do campeonato do país vizinho, terminando com 27 golos apontados (5º melhor registo do campeonato).

No entanto a Juventude Viana não vale apenas pelos seus reforços, da temporada passada permanecem importantes jogadores como Tó Silva, avançado de muita experiência que foi o maior artilheiro da equipa no campeonato apontando 24 golos; Nelson Pereira e Francisco Silva, dois jogadores de características mais defensivas importantes no equilíbrio da equipa em pista; André Azevedo, mais um dos jogadores que trazem muita experiência a esta equipa e que será um jogador muito importante na rotação; e Jorge Correia, guarda redes habitual titular que na temporada passada, e com a entrada de Edo Bosch, passou mais tempo no banco mas que agora regressa ao posto de titular da baliza vianense.

Fazem parte ainda do plantel os jovens Gustavo Lima e Nuno Santos, e o terceiro guarda redes do plantel, Telmo Fernandes.

Emanuel Garcia é reforço para a equipa da Juventude Viana (fonte: facebook Juventude Viana)

Uma equipa organizada em pista e bem orientada por Renato Garrido, que se apresenta esta época com maior poderio ofensivo com a chegada de Emanuel Garcia e que, apesar de perder a grande referência da baliza, continuará a ser eficiente na sua meia pista. É o que se espera desta Juventude Viana que será uma equipa difícil de bater no seu pavilhão, onde como já tem sido habitual, causará imensas dificuldades às equipa que lutam pelo titulo de campeão nacional, e que será uma das fortes candidatas à conquista da Taça CERS.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter