Taça de Portugal de Ginástica Acrobática 2019

Sofia GoulartFevereiro 28, 20192min0

Taça de Portugal de Ginástica Acrobática 2019

Sofia GoulartFevereiro 28, 20192min0
20 clubes disputaram a Taça de Portugal de Ginástica Acrobática com uma série de internacionais portugueses a marcarem presença. O nosso olhar a esta competição

Decorreu no passado dia 23 de fevereiro, em Loures, a Taça de Portugal de Ginástica Acrobática, e que coincidiu também com a primeira etapa de apuramento para o Campeonato da Europa de 2019, que se irá realizar em Israel.

Centenas de ginastas, provenientes de 20 clubes espalhados pelo país, fizeram com que as bancadas do Pavilhão Paz e Amizade se enchessem de pessoas que aguardavam, com expetativa, a performance dos atletas.

Com o início da nova época, são muitos os grupos e pares novos, compostos por ginastas que integravam antes outras formações, havendo também alguns que mudaram de um clube para outro. Havia expetativa quanto às novas coreografias que iam ser dançadas, aos exercícios que iam ser executados e também quanto aos fatos (também denominados maillots) que os ginastas iriam vestir.

A competição por equipas, que corresponde ao somatório dos exercícios de equilíbrio e de dinâmico dos grupos/pares que compõem uma equipa, também conhecida por All-Around, foi renhida, tendo a equipa C do Ginásio Clube Português vencido com 166,780 pontos, seguida da equipa W do Acro Clube da Maia com 163,460 pontos e da equipa I do Gimnofrielas que, com 161,410 pontos, conquistou o bronze.

Na competição individual, nos vários escalões, a maioria dos pódios foi encabeçado por grupos e pares do Ginásio Clube Português, mas também por ginastas do Acro Clube da Maia, da Sociedade Euterpe Alhandrense, do AcroPombal e do Gimnofrielas.

De um prisma geral, saliente-se que o nível gímnico dos ginastas portugueses, tanto na componente artística como na execução tem vindo a crescer cada vez mais, mas também no grau de dificuldade dos exercícios que apresentam em competição, numa análise transversal que se estende mais variados escalões. O resultado deste trabalho pode ser conferido tanto nas provas nacionais, como nos resultados internacionais que a seleção portuguesa tem obtido.

Aguardamos pelas duas próximas etapas de apuramento para o campeonato da Europa.

Foto: Vítor Borges / FPG Comunicação

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter