A ginástica acrobática portuguesa nos JO da Juventude de 2018

Sofia GoulartJulho 31, 20181min0

A ginástica acrobática portuguesa nos JO da Juventude de 2018

Sofia GoulartJulho 31, 20181min0
Sabes que um dos pares mais vibrantes da Ginástica Acrobática portuguesa vai participar nos Jogos Olímpicos da Juventude? Fica a saber quando e como!

OS JOGOS OLÍMPICOS DA JUVENTUDE COM SOTAQUE NACIONAL

Entre os dias 6 e 18 de Outubro, a cidade de Buenos Aires, na Argentina, vai acolher a 3ª edição dos Jogos Olímpicos da Juventude. Este evento desportivo internacional reúne cerca de 3800 jovens atletas, entre os 15 e os 18 anos de idade, oriundos de 203 países. Realiza-se de 4 em 4 anos, e acolhe a competição de muitas modalidades não olímpicas.

A grande novidade da edição deste ano é a introdução da ginástica acrobática neste formato competitivo: na categoria de pares mistos, irão competir um total de 12 pares, encontrando-se entre eles, o par misto júnior português, composto pelos ginastas Manuel Candeias e Madalena Cavilhas, do Ginásio Clube Português.

O jovem par, a trabalhar junto há cerca de dois anos, levam na bagagem alguns resultados fantásticos, entre eles a medalha de bronze obtida no último campeonato da Europa em 2017, no escalão dos 11-16 anos. Entretanto, ascenderam ao escalão 13-19 anos, tendo participado no Mundial de 2018, onde conseguiram o 5º lugar, o que lhes valeu o apuramento para estes Jogos Olímpicos da Juventude.

A expectativa em torno desta competição é grande, tanto pelo desempenho da dupla lusitana, como também pela estreia da modalidade da ginástica acrobática em termos competitivos, podendo servir como ‘’observação’’ para uma futura inclusão nos Jogos Olímpicos.

O Fair Play deseja boa sorte, Manuel Candeias e Madalena Cavilhas e fará todo o acompanhamento da prova. Não percam

O par misto (Foto: GCP)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter