ELF: Barcelona é o 8º franchise da European League of Football

Miguel Veloso MartinsDezembro 4, 20203min0

ELF: Barcelona é o 8º franchise da European League of Football

Miguel Veloso MartinsDezembro 4, 20203min0
A European League of Football anunciou que Barcelona será o 8º franchise da liga. Sabe mais sobre a sua influência nos planos da ELF.

Os representantes da European League of Football (ELF), CEO Zeljko Karajica e o comissário Patrick Esume estabeleceram o próximo marco nos planos para a temporada de 2021: Barcelona assinou contrato com a ELF para se tornar no seu 8º franchise.

Em Julho de 2021, pelo menos, oito equipas de 3 países europeus darão início à primeira temporada do European League of Football. Anteriormente, já teria sido anunciada a participação na primeira temporada por Estugarda, Breslávia (Polónia), Ingolstádio, Berlim, Hamburgo, Frankfurt e Hannover/Hildesheim. A ELF, para já, apenas confirmou 3 nomes: Stuttgart Scorpions (mantendo o mesmo nome desde 1982), os Ingolstadt Praetorians (novo nome mas com bases nos Ingolstadt Dukes) e os Wroclaw Panthers (mesmo nome desde a sua fusão em 2013).

Agora Barcelona torna-se no mais recente franchise a juntar-se à nova liga profissional. Bart Iaccarino será o general manager de Barcelona, tendo vindo a exercer a função de treinador e diretor desportivo na equipa catalã L’Hospitalet Pioners. Iaccarino falou sobre a oportunidade de poder representar a European League of Football em Espanha: “A ideia e o conceito convenceu-nos, as discussões com os representantes da liga foram muito positivas e incentivaram confiança. Este desporto merece estar num nível profissional na Europa. Estamos fortemente convictos de que a ELF terá sucesso neste objetivo e temos orgulho em fazer parte da liga desde o início”.

A alegria é mútua, como confirma o comissário Patrick Esume: “A escolha das nossas localizações é, claro, um fator chave para a ELF – e Barcelona estava na nossa wishlist desde o início. Este franchise cumpre todos os critérios relativos à cidade e possíveis estádios, assim como ao poder económico. Barcelona foi um membro fundador da NFL Europe com os Barcelona Dragons, é uma cidade histórica no futebol americano e, portanto, tem um grande potencial de atrair mais adeptos. Estamos felizes por termos chegado a um acordo”.

A cidade catalã foi a casa dos Barcelona Dragons na NFL Europe entre 1991 e 2003. Fonte: www.estadiolimpic.ca

No início de Novembro, a Sports & Entertainment Holding (SEH) anunciou que iria financiar a criação da nova liga profissional de futebol americano. O plano é que esta seja gerida por um sistema de franchises profissionais e oferecendo um produto altamente atraente para um crescente número de adeptos da modalidade. A ELF irá jogar durante a offseason da NFL, entre Julho e Setembro. A liga garante que estará acessível internacionalmente através de streaming online, estando neste momento a decorrer negociações com canais televisivos. Segundo Zeljko Karajica, CEO da SEH e da ELF, “o feedback que recebemos logo após o anúncio dos planos da ELF foi esmagador e mostrou o quão atrativo é o conceito de uma liga europeia de futebol americano”.

No seu comunicado em Novembro, a European League of Football apresentou os seu planos em 2021 para começar com pelo menos 8 franchises. Barcelona é a 8ª equipa apresentada pela ELF, mas poderá não ser a última anunciada para a época de 2021: “Com a Alemanha, Polónia e Espanha, temos agora franchises em 3 países, mas é apenas o começo. Tem existido grande interesse por parte de várias nações. Estamos posicionados para adicionar novos franchises muito rapidamente e procuramos constantemente estabelecer o nosso objetivo a médio prazo de ser uma liga com mais de 20 equipas em 10 países diferentes”, confirma o CEO da SEH e da ELF.

Cortesia: European League of Football/ELF

Onde será o próximo franchise da ELF?


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter