Clássico jogado a 7 metros deu vitória leonina

João de MatosMarço 7, 20194min0

Clássico jogado a 7 metros deu vitória leonina

João de MatosMarço 7, 20194min0
O Pavilhão João Rocha recebeu um jogo emotivo mas por vezes jogado no físico, com a formação leonina de Hugo Canela a bater o FC Porto no final do jogo! Lê os destaques do Fair Play ao encontro

O Sporting CP enfrentou, esta noite, o FC Porto, em duelo referente à 18ª Jornada, e conquistou uma vitória por 26:23, embora continue na segunda posição com um jogo em atraso.

A CONTENDA ENTRE LEÕES E DRAGÕES… COMO FOI?

Foi com casa cheia, no Pavilhão João Rocha, que os leões receberam o seu adversário direto, para um clássico cheio de emoções. Foi Diogo Branquinho que inaugurou o marcador no reduto dos leões mas rapidamente Ivan Nikcevic estabeleceu a igualdade no placar. Decorridos 5 minutos da partida, o FC Porto ganhava com 2 golos de avanço, 2-4, com Diogo Branquinho em grande destaque, com 3 golos apontados, acabando o jogo com 4 tentos.

No entanto, a turma de Magnus Andersson demonstrou-se com bastante vontade de levar de vencida a formação leonina e, através de um parcial de 3:0, passou a liderar o encontro, o que acabou por se manter durante todo o primeiro tempo, até que o ex- FC Porto, o licenciado em Enfermagem Tiago Rocha tem um despique com Alecxis Borges, acabando ambos com exclusões de 2minutos, e Tiago continuou a protestar e acabou por levar dupla exclusão, deixando o Sporting em inferioridade numérica durante 2 minutos a mais que o Porto, que levou a uma vantagem do de 3 golos até à saída para o intervalo.

Já no segundo tempo, os pupilos de Hugo Canela foram conseguindo reduzir a margem dos dragões no marcador, chegando à diferença mínima por diversas vezes, até que, Edmilson Araújo estabelece a igualdade a 21 golos e minutos mais tarde Frankis Carol coloca a turma verde e branca na liderança, a qual o Sporting não largou até ao final do encontro, com os dragões a apresentarem muitas dificuldades no final da partida, e sentindo o bafo dos fervorosos adeptos verdes e brancos, incensáveis no apoio ao bicampeão nacional do inicio ao fim.

Valentin Ghionea foi o melhor marcador do encontro, com 8 golos marcados, todos eles de 7 metros. Do outro lado, António Areia foi o artilheiro de serviço, com 7 golos, 6 da marca dos 7 metros.

DESTAQUES… DAS APOSTAS ERRADAS DOS DRAGÕES AO ACERTO DOS 7 METROS DOS LEÕES

Tão cedo o Futebol Clube do Porto não será a potência do andebol que foi outrora, com a conquista do Heptacampeonato por parte de Obradovic. Enquanto a aposta se mantive em Rui Silva a central e em atletas de grande envergadura mas que têm problemas e sérias lacunas na leitura de jogo, dificilmente conseguirão ultrapassar equipas de outro patamar onde já se encontra o Sporting CP neste momento.

O ideal seria passar por deixar o miudo brilhar, que Obradovic apostou desde o inicio, Miguel Martins, um jovem com 21 anos que tem mais que qualidade suficiente para ser titular numa equipa como a dos dragões, que é a par de Fábio Magalhães os melhores jogadores do Porto.

Neste momento são uma equipa de Torres cubanas de força e de poderio, mas pouca cabeça como aquela que já teve com jogadores dos míticos 7 títulos consecutivos, como Gilberto Duarte, João Ferraz, Ricardo Moreira e Pedro Spínola.

Assistência: 2602 espectadores é o grande destaque deste encontro! Frankis Carol é o homem de serviço do Sporting, ao apontar 5 golos foi um dos responsáveis pela reviravolta no jogo de ontem frente ao Futebol Clube do Porto, uma congratulação a Luis Frade, Pivot de 20 anos que ontem fez um grande jogo ao apontar 3 golos e o ultimo o da vantagem, terá um grande futuro, com os ensinamentos de Tiago Rocha o experiente pivot internacional português.

Por outro lado, ontem foi um jogo um pouco abaixo do nível que tem habituado os adpetos leoninos, Carlos Ruesga, não teve um grande impacto na partida, perdendo algumas bolas e faltou-lhe eficácia no remate. Com este resultado, o Sporting assume a liderança do campeonato nacional com 70 pontos, os mesmos do FC Porto. No entanto, os leões têm um jogo a menos (frente ao Benfica) em relação aos dragões.

A FRASE CHAVE DO JOGO

Hugo Canelo no final do encontro era um treinador feliz não só pela vitória mas pela forma como os leões foram apoiados no Pavilhão João Rocha do início ao fim,

É uma grande alegria ver tanta gente a querer ver-nos. É sempre difícil vir aqui à espera de encontrar uma equipa com sete jogadores e, na verdade, estavam 2.607, pois os espectadores também ajudaram!


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter