Valverde, sempre tu!

Davide NevesFevereiro 6, 20182min0

Valverde, sempre tu!

Davide NevesFevereiro 6, 20182min0
Os anos passam, mas Valverde fica. E sempre a ganhar. Desta vez, e novamente, em Valência.

Depois de uma lesão que o afastou do Tour e do resto da época de 2017, Alejandro Valverde está de volta, e de que maneira! O veterano espanhol, que conta já com 37 anos, vence a Volta a la Comunitat Valenciana (2.1) pela terceira vez, sendo que a primeira vitória data de 2004. Valverde é assim o ciclista com mais vitórias (3) em 69 edições da Volta.

As etapas

A primeira etapa, de sprint, foi ganha pelo jovem holandês Danny van Poppel, agora a defender as cores da LottoNL-Jumbo. O ex-Sky superiorizou-se a Luka Mezgec (Michelton-Scott) e a Jurgen Roelandts (BMC) para levar a vitória.

Sempre a vencer, Valverde, com um sorridente León Sanchez atrás.
(Foto: Movistar Team)

Na etapa 2, começa o show de Valverde. O espanhol atacou, juntamente com outros colegas, e durante vários quilómetros andou na frente com Jakob Fulgsang, juntando-se depois Luís Leon Sanchez que, tal como o dinamarquês, corre pela Astana. Mas foi Valverde quem levou a melhor, e venceu na chegada a Albuixech, com 19 segundos para o grupo seguinte, onde estavam, por exemplo, Wout Poels, Adam Yates, Primoz Roglic, David de la Cruz ou o português Amaro Antunes.

A etapa 3 foi dia de contrarrelógio coletivo (TTT). A melhor equipa, a BMC, venceu sem qualquer problema o trajeto de 23 km, com 1:08 de vantagem para a Astana e de 1:12 para a AG2R. Nas contas da geral, nada mudou, uma vez que os comissários decidiram que esta etapa não iria contar para a geral da prova, devido às más condições climatéricas.

Na chegada a Cocentaina, a etapa 4 terminou como a segunda: com vitória de Valverde. O espanhol da Movistar bateu, por 4 segundo, Adam Yates e Luís León Sanchez (excelente prova) e reforçou ainda mais o estatuto de vencedor da prova, algo que só se alteraria se houvesse alguma catástrofe na última etapa, o que acabou por não acontecer.

Jurgen Roelandts a vencer em Valência. A BMC saiu da prova com 2 vitórias.

A 5ª etapa foi vencida por Jurgen Roelandts, com van Poppel em segundo e Clément Venturini, da AG2R, a fechar o pódio.

Os portugueses

Portugal contava com 3 ciclistas na prova. Amaro Antunes, pela CCC, fechou em 10º na geral. José Mendes (Burgos-BH) ficou pelo 31º posto e Nuno Bico fez uma prova discreta, levando a Volta na bagagem do autocarro para casa.

 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter