Mundial de Ralis 2021

Francisco da SilvaJaneiro 24, 20215min0

Mundial de Ralis 2021

Francisco da SilvaJaneiro 24, 20215min0
Em 2021, os fãs da gravilha e do asfalto suspiram pelo regresso à normalidade para que possam viver de perto a espetacularidade dos ralis.

O Mundial de Ralis de 2020 reunia todos os ingredientes para ser um dos campeonatos mais espetaculares e imprevisíveis do Século XXI, contudo, o atual contexto pandémico que ainda vivemos, virou completamente a vida profissional, social, desportiva e cultural do avesso. O Mundial de Ralis de 2021 pretende regressar paulatinamente à normalidade, nesse sentido, o calendário para o presente ano é mais extenso do que o de 2020, porém, sujeito às condicionantes sanitárias dos vários países onde a competição estima passar.

A temporada de 2021 começou este fim de semana no Mónaco com uma vitória categórica do campeão em título, Sébastien Ogier, seguido pelo seu companheiro de equipa Elfyn Evans, que alcançaram um resultado bastante positivo individual e coletivamente para a Toyota Gazoo Racing. O pódio só não foi totalmente dominado pela formação nipónica pois Thierry Neuville da Hyundai conseguiu superiorizar-se ao talentoso finlandês Kalle Rovanperä. O último lugar dos 5 mais rápidos ficou para o experiente Dani Sordo que ficou à frente de mais um piloto da Toyota Gazoo Racing, Takamoto Katsuta. Quem teve mais um fim de semana para esquecer foi a M-Sport que continua muito atrás das formações asiáticas e permanece fiel à filosofia de apostar em pilotos jovens, talentosos e ainda sem provas dadas no Mundial de Ralis.

O Mundial de Ralis de 2021 mantém as mesmas 3 escuderias, Hyundai Shell Mobis WRT, Toyota Gazoo Racing WRT e M-Sport Ford WRT, da mesma forma que as formações procuraram manter alguma estabilidade no alinhamento dos seus pilotos. Por outro lado, a enorme legião de fãs suspira profunda e constantemente pelo regresso à normalidade para que possa viver de perto a espetacularidade e a imprevisibilidade da gravilha e do asfalto.

HYUNDAI SHELL MOBIS WRT

A formação sul coreana revalidou o título na classificação por construtores em 2020, no entanto, continua sem conseguir coroar individualmente um dos seus pilotos como campeão mundial de ralis. Em 2021, a equipa orientada por Andrea Adamo mantém Thierry Neuville, Ott Tänak, Dani Sordo e Craig Breen no seu alinhamento, sendo que tanto o belga como o estónio são sérios candidatos ao título e têm fortes possibilidade de vencer várias provas em 2021, só necessitam mesmo é de serem mais regulares e consistentes ao volante do i20 WRC.

Diretor da equipa: Andrea Adamo

Formação de pilotos: Thierry Neuville e Martijn Wydaeghe (full time); Ott Tänak e Martin Järveoja (full time); Dani Sordo e Borja Rozada (part-time); Craig Breen e Paul Nagle (part-time).

Hyundai i20 WRC 2021 (Fonte: WRC)

TOYOTA GAZOO RACING WRT

A principal novidade da escuderia nipónica foi a saída de Tommi Makinen da chefia da equipa para assumir funções mais executivas dentro da Toyota Gazoo Racing, tendo sido substituído pelo também finlandês e ex-piloto Jari-Matti Latvala. Naquela que promete ser a sua última temporada no Mundial de Ralis, Sébastien Ogier volta a ter a companhia de Elfyn Evans, Kalle Rovanperä e Takamoto Katsuta. No seio deste quarteto de pilotos bastante rápidos, há que destacar a regularidade de Ogier, a velocidade de Evans e a irreverência de Rovanperä.

Diretor da equipa: Jari-Matti Latvala

Formação de pilotos: Sébastien Ogier e Julien Ingrassia (full time); Elfyn Evans e Scott Martin (full time); Kalle Rovanperä e Jonne Halttunen (full time); Takamoto Katsuta e Dan Barritt (part-time).

Toyota Yaris WRC 2021 (Fonte: WRC)

M-SPORT FORD WRT

A equipa do lendário Malcolm Wilson continua numa verdadeira travessia do deserto que parece não ter fim. O menor envolvimento técnico e financeiro da Ford tem reduzido claramente a evolução do Fiesta WRC, nesse sentido, a M-Sport decidiu reformular a sua estratégia de pilotos para 2021, dispensando Esapekka Lappi, reforçando a aposta em Gus Greensmith, mantendo Teemu Suninen para determinados ralis e adicionando ao alinhamento o promissor Adrien Fourmaux. As expectativas para a formação britânica são extremamente baixas o que pode contribuir para retirar pressão ao trio de pilotos e permitir um desenvolvimento mais saudável e consistente.

Diretor da equipa: Richard Millener

Formação de pilotos: Gus Greensmith e Elliott Edmondson (full time); Teemu Suninen e Mikko Markkula (part-time); Adrien Fourmaux e Renaud Jamoul (part-time).

Ford Fiesta WRC 2021 (Fonte: WRC)

CALENDÁRIO WRC 2021

Prova 1: Rali de Monte-Carlo, 21 a 24 de janeiro
Prova 2: Rali do Ártico, 26 a 28 de fevereiro
Prova 3: Rali da Croácia, 22 a 25 de abril
Prova 4: Rali de Portugal, 20 a 23 de maio
Prova 5: Rali da Sardenha, 3 a 6 de junho
Prova 6: Rali Safari do Quénia, 24 a 27 de junho
Prova 7: Rali da Estónia, 15 a 18 de julho
Prova 8: Rali da Finlândia, 29 de julho a 1 de agosto
Prova 9: Rali da Bélgica, 13 a 15 de agosto
Prova 10: Rali do Chile, 9 a 12 de setembro
Prova 11: Rali de Espanha, 14 a 17 de outubro
Prova 12: Rali do Japão, 10 a 13 de novembro


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter