Kalle Rovanperä Faz História No Mundial de Ralis

Francisco da SilvaJulho 25, 20213min0

Kalle Rovanperä Faz História No Mundial de Ralis

Francisco da SilvaJulho 25, 20213min0
O piloto finlandês da Toyota Gazoo Racing torna-se o mais jovem de sempre a vencer uma prova do Mundial de Ralis.

O regresso do Mundial de Ralis ao Quénia e a passagem do campeonato pela Estónia acabaram por ser extremamente positivos para o heptacampeão Sébastien Ogier e para a formação Toyota Gazoo Racing, que alargaram as suas lideranças no Mundial de Ralis.

No regresso do Rali Safari ao calendário do Mundial de Ralis, o piloto gaulês venceu no Quénia e aproveitou o abandono de Elfyn Evans para alargar a vantagem na classificação individual. Para tal, contribuiu também o facto de Sébastien Ogier ter sido 4º na Estónia, enquanto Elfyn Evans não conseguiu melhor do que o 5º lugar.

Quem tem estado azarado e com performances muito irregulares é Thierry Neuville, que após desistir no Quénia não foi além do 3º posto na Estónia. A correr em casa, Ott Tänak foi obrigado a desistir na Estónia e viu-se impossibilitado de lutar pela vitória no “seu” rali preferencial, contudo, destaque para o 3º lugar do estónio no Rali Safari somente atrás de Sébastien Ogier e Takamoto Katsuta. O piloto nipónico da Toyota Gazoo Racing brilhou no Quénia com um surpreendente 2º posto, mas não conseguiu dar seguimento a 6 provas consecutivas sempre a terminar e abandonou na Estónia.

O Rali da Estónia fica indubitavelmente marcado pela vitória de Kalle Rovanperä, que se tornou assim o piloto mais jovem de sempre a vencer uma prova do Mundial de Ralis. O finlandês da Toyota Gazoo Racing vinha de 4 provas pouco conseguidas na Croácia, em Portugal, na Itália e no Quénia, porém, surpreendeu tudo e todos com a sua velocidade e consistência. Com somente 20 anos e 290 dias, Kalle Rovanperä destronou o anterior recorde que pertencia ao seu atual diretor de equipa Jari-Matti Latvala, que vencera pela primeira vez uma prova do Mundial de Ralis quando tinha 22 anos e 313 dias.

Nota positiva para o 2º lugar na Estónia do consistente Craig Breen ao volante do Hyundai i20 WRC, bem como, para o 4º posto de Gus Greensmith e a 5ª posição do promissor Adrien Fourmaux no Quénia.

Ao fim de 7 provas disputadas do Mundial de Ralis, Sébastien Ogier lidera com 148 pontos, mais 37 do que o seu companheiro de equipa Elfyn Evans e mais 52 do que Thierry Neuville (Hyundai Shell Mobis). Quem se aproximou do piloto belga foi Kalle Rovanperä que agora tem 82 pontos, mais 8 do que o ex-campeão do mundo Ott Tänak e mais 16 do que o seu companheiro de equipa Takamoto Katsuta. Apesar de ter disputado somente 3 provas, Craig Breen tem 42 pontos, encontrando-se à frente de nomes como Gus Greensmith, Dani Sordo, Adrien Fourmaux e Teemu Suninen.

Na classificação por construtores, a Toyota Gazoo Racing cavou um fosso de 59 pontos para a Hyundai Shell Mobis e tem agora 315 pontos, enquanto a M-Sport Ford soma somente 125 pontos.

O regresso do Rali Safari foi uma lufada de ar fresco no Mundial de Ralis (Fonte: SOPHIE@RAILLON)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter