O Báltico que Faz Sonhar a Terra do Sol Nascente

Francisco da SilvaAgosto 18, 20193min0

O Báltico que Faz Sonhar a Terra do Sol Nascente

Francisco da SilvaAgosto 18, 20193min0
Os próximos capítulos da história da indústria automóvel nipónica podem muito bem ser escritos por Ott Tänak, um báltico discreto, focado mas ágil como um samurai.

A indústria automóvel desempenhou um papel fundamental na recuperação social e económica do Japão no período pós-Segunda Guerra Mundial, como tal, não surpreende que se tenha estabelecido uma ligação simbiótica entre o Automóvel e a Terra do Sol Nascente. Se a indústria forneceu recursos e vitalidade para superar a destruição e a queda do Império, os japoneses emprestaram a sua dedicação e a sua sabedoria milenar para construir máquinas do tempo lendárias pela sua fiabilidade.

Porém, os nipónicos sempre foram também apreciadores genuínos da velocidade e da potência, nesse sentido, não surpreende a extensa envolvência que os construtores japoneses têm nas maiores competições automobilísticas. O Mundial de Ralis é um bom exemplo desta paixão que cativou construtores do Japão como a Subaru, a Mitsubishi e a Toyota, que dominaram por completo a modalidade durante a década de 90 do Século XX e o início do Século XXI com inúmeros títulos individuais e coletivos. Carlos Sainz, Didier Auriol, Colin McRae ou Tommi Mäkinen são alguns dos pilotos míticos que foram campeões ao volante de insígnias nipónicas.

Toyota Celica GT-Four no extinto Rali Safari | Fonte: Razão Automóvel

Após um longo interregno, a Toyota regressou à competição em 2017 e encontra-se atualmente em excelente posição para reivindicar o trono do Mundial de Ralis para a Terra do Sol Nascente. Se em 2018, a Toyota conquistou com soberania o título de construtores, em 2019, Ott Tänak parece querer oferecer uma temporada de sonho ao construtor japonês.

Com 9 provas já disputadas, o piloto estónio reclamou para si 4 vitórias (Suécia, Chile, Portugal e Finlândia), um 2º lugar (México) e um 3º lugar (Mónaco), liderando a competição com 180 pontos, mais 22 pontos que o grande rival Sébastien Ogier. A Toyota só não lidera também de forma confortável o campeonato de construtores pois Jari-Matti Latvala e Kris Meeke têm tido desempenhos bastante discretos ao longo da temporada. De momento, a formação da Hyundai tem potenciado bem a rapidez do i20 WRC e apresenta 24 pontos de avanço sobre a Toyota, quando ainda faltam disputar 5 provas do Mundial de Ralis.

Ott Tänak parece ter encontrado as afinações certas para extrair o máximo rendimento do Yaris WRC e está a tornar-se um caso sério na presente temporada. A fluidez e a velocidade do piloto báltico fazem sonhar a Toyota Gazoo Racing para esta reta final que se avizinha intensa, emocionante e recheada de momentos espetaculares. O piloto nascido numa pequeníssima localidade da Estónia cresceu imenso sob a tutoria de Malcolm Wilson na M-SPORT, contudo, a mudança para a equipa Toyota Gazoo Racing, liderada por Tommi Mäkinen, ofereceu espaço e recursos para Ott Tänak vincar o seu real valor no Mundial de Ralis, independentemente do piso e da concorrência que tem pela frente.

À aceleração estonteante do Yaris WRC, Tänak adicionou a sua frieza báltica para alcançar Jinba Ittai, ou seja, a unidade perfeita entre o “cavaleiro” e o seu “cavalo”. Os próximos capítulos da história da indústria automóvel nipónica podem muito bem ser escritos por um báltico discreto, focado mas ágil como um samurai.

Ott Tänak, atual líder do Mundial de Ralis | Fonte: Autosport

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter