2 Ralis, 2 Vencedores

Francisco da SilvaFevereiro 18, 20203min0

2 Ralis, 2 Vencedores

Francisco da SilvaFevereiro 18, 20203min0
As duas primeiras provas do Mundial de Ralis têm demonstrado um enorme equilíbrio entre os vários pilotos da frente, o que se traduziu em 2 vencedores distintos no Mónaco e na Suécia.

As superfícies traiçoeiras do Mónaco consagraram pela primeira vez Thierry Neuville. O piloto belga da Hyundai WRT superiorizou-se aos dois pilotos da Toyota Gazoo Racing, Sébastien Ogier e Elfyn Evans, e carimbou um triunfo bastante saboroso para a escuderia sul coreana, especialmente tendo em conta a forte oposição de Ogier e Evans.  Os homens da Toyota Gazoo Racing, que se estrearam pela equipa nipónica, estiveram intratáveis nos primeiros dias de prova, contudo, deixaram-se surpreender no Sábado e no Domingo pela velocidade de Neuville e tiveram que se contentar com o 2º e o 3º lugar. Menos sorte teve Ott Tänak que se estreou ao volante do Hyundai i20 WRC com um violento acidente que o retirou ingloriamente de prova. Surpreendente foi o desempenho do duo finlandês Esapekka Lappi (M-Sport Ford) e Kalle Rovanperä (Toyota Gazoo Racing) que ficaram em 4º e 5º, respetivamente, à frente do consagrado Sébastien Loeb (Hyundai WRT).

Thierry Neuville venceu pela primeira vez no Mónaco | Fonte: WRC

Após o tiro de partida no Principado do Mónaco seguiu-se uma viagem até ao norte da Europa onde teve lugar o Rali da Suécia. O único rali de neve do calendário foi vítima do Aquecimento Global que se vive em todo o Planeta, assim sendo, devido à ausência de neve em inúmeros troços habituais, o rali foi bastante encurtado o que acabou por defraudar as expectativas de todos os aficionados. Indiferente às condições climatéricas, Elfyn Evans dominou de fio a pavio a prova sueca e não deu qualquer hipótese à concorrência. Atrás do britânico ficou Ott Tänak que mostrou um andamento bastante interessante e classificou-se como o melhor piloto da Hyundai WRT. O seu companheiro de equipa Thierry Neuville não conseguiu melhor do que o 6º lugar. A fechar o pódio ficou o sensacional Kalle Rovanperä que se tornou o mais jovem piloto de sempre, somente com 19 anos, a subir ao pódio na principal competição de ralis do mundo. O finlandês venceu inclusive a Power Stage no Domingo e ultrapassou no último dia o experiente Sébastien Ogier. No 5º posto ficou o também finlandês Esapekka Lappi que continua a mostrar serviço ao volante do Ford Fiesta WRC.

Elfyn Evans dominou completamente na Suécia | Fonte: FIA

Concluídos os dois primeiros ralis do campeonato, temos uma liderança partilhada na classificação por pilotos entre Elfyn Evans e Thierry Neuville com 42 pontos, seguidos de perto por Sébastien Ogier com 37 pontos. Logo atrás do trio mais rápido de 2020, temos o rookie Kalle Rovanperä com 30 pontos e o rapidíssimo Esapekka Lappi com 24 pontos. O campeão em título Ott Tänak soma 20 pontos mas tem ainda pela frente mais 11 provas para recuperar o trono do Mundial de Ralis. Na classificação por equipas, a Toyota Gazoo Racing lidera o mundial com 73 pontos, mais 10 do que a atual detentora em título Hyundai WRT. Na cauda da classificação por equipas encontram-se a M-Sport Ford com 40 pontos e completamente refém do desempenho do seu chefe de fila Esapekka Lappi.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter