Tudo ou nada para as equipas portuguesas na Europa

João de MatosMarço 30, 20194min0

Tudo ou nada para as equipas portuguesas na Europa

João de MatosMarço 30, 20194min0
Equipas portuguesas lutam por lugares na Europa

Foi em Helsínquia, o palco do encontro da 2ª mão, dos 1/4 de Final, da Challenge Cup, dando lugar ao duelo entre Dicken e Madeira SAD. As formações entraram bastante equilibradas, com igualdades sucessivas no marcador, e Ulisses Ribeiro a ser o primeiro a marcar para a formação insular. Mas a turma finlandesa não deu tréguas e correu sempre atrás do resultado, até que, com a aproximação ao intervalo, a turma de Paulo Fidalgo conseguiu descolar no marcador e sair para o intervalo a vencer por 10-12. 

Nos segundo tempo, o Madeira SAD entrou melhor no encontro, conseguindo ampliar a vantagem no marcador, numa diferença que chegou aos seis golos mas, o Dicken foi conseguindo recuperar e chegou mesmo ao empate nos instantes finais, com o encontro a terminar com 26-26, no placar. O melhor marcador do encontro foi Max Granlund, do Dicken, com 9 golos, mas Elledy Semedo e Elias António, com 7 golos cada, foram o destaque da equipa madeirense. 

Afonso Franco, da formação do Madeira SAD, realçou que “O estado de espírito é extremamente positivo, já estávamos à espera que fosse um jogo difícil tendo em conta a própria exibição que tiveram na Madeira, já sabíamos que eles conseguiam reagir como mostraram em nossa casa. Conquistámos a sorte e estamos muito felizes por isso e por estar nas meias-finais desta prova europeia tendo em conta a nossa dimensão.” 

A formação orientada por Paulo Fidalgo contava com uma vitória pela margem mínima, na 1ª mão, que se realizou no Funchal, por 28-27, bastando apenas o empate para transitar para as meias-finais, da Challenge Cup, o Madeira SAD irá defrontar, nas semi-finais, o Dynamo-Victor (RUS) ou o A.E.K. Atenas /GRE).

Fonte: abola.pt

Com o 1º lugar do Grupo C e apuramento já garantido para os quartos-de-final da EHF Cup, o FC Porto Sofarma termina a fase de grupos a jogar em casa, frente ao HC Dobrogea Sud Constanta. Para os romenos, no entanto, este é um jogo muito importante, já que ainda disputam com o TTH Holstebro o segundo lugar do Grupo C.

Miguel Martins conta que a equipa quer fazer o pleno de vitórias, no Grupo C: “Nós pensamos jogo a jogo e apesar de já sermos primeiros no grupo da EHF apesar de já termos cinco vitórias, vamos encarar este jogo como se fosse outro qualquer e vamos querer entrar aqui no Pavilhão, com os nossos adeptos, para ganhar o último jogo para conseguirmos o pleno”. Sobre o adversário, o central do FC Porto Sofarma lembra que “esta equipa romena vem aqui para tentar ganhar, também, porque ainda têm possibilidades de passar, por isso vai ser um jogo duro”, disse, em declarações ao Porto Canal.

Fonte: sapodesporto.pt

É com tudo em aberto, no que diz respeito à passagem aos 1/4 de final da Velux EHF Champions League, que o Sporting CP viaja até Veszprem, na Hungria.

Depois de uma derrota por 30-28 em Lisboa, no jogo da 1ª mão dos 1/8 final, em que a equipa de Hugo Canela esteve a vencer na maioria do tempo, Sporting CP e Telekom Veszprém HC disputam a 2ª mão dos 1/8 final este sábado, na Veszprem Arena.

O Sporting CP terá uma missão muito difícil: vencer a equipa da Hungria por três golos, num ambiente que se espera adverso – a Veszprem Arena tem capacidade para 5096 espectadores.

Já na Hungria, Hugo Canela esta confiante: “Queremos fazer um pouco melhor do que o que fizemos em Lisboa. Estivemos muito bem, mas falhámos alguns pormenores que agora tentaremos melhorar. Este é um adversário muito forte e que vai tentar aproveitar qualquer erro. Sabemos que temos de ser muito competentes para fazer um jogo quase perfeito. Quem viu a partida no Pavilhão João Rocha percebeu que tínhamos jogar no limite e com o máximo de foco; o Veszprém KC tem outras valências. Temos de ter muito discernimento e fazer aquilo que trabalhámos nos treinos. O jogo em Lisboa foi de muita qualidade e basta fazer um pouco melhor”, acredita o treinador do Sporting.

sporting.pt

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter