A Caminhada do Euro 2020

João de MatosJaneiro 29, 20203min0

A Caminhada do Euro 2020

João de MatosJaneiro 29, 20203min0
A caminhada de Portugal no europeu começou logo com um resultado histórico ao derrotar a seleção francesa por 25-28, no segundo jogo do grupo da fase de grupos Portugal defrontou a seleção da Bósnia e derrotou a mesma por 27-24 com uma grande exibição de Alfredo Quintana
Overview
A caminhada de Portugal no europeu começou logo com um resultado histórico ao derrotar a seleção francesa por 25-28, no segundo jogo do grupo da fase de grupos Portugal defrontou a seleção da Bósnia e derrotou a mesma por 27-24 com uma grande exibição de Alfredo Quintana
0%
Summary

A caminhada de Portugal no europeu começou logo com um resultado histórico ao derrotar a seleção francesa por 25-28, no segundo jogo do grupo da fase de grupos Portugal defrontou a seleção da Bósnia e derrotou a mesma por 27-24 com uma grande exibição de Alfredo Quintana

Overall score 0%
0 min100

A performance de Portugal neste EHF Euro 2020 foi a melhor de sempre, estando assim no Top 6 das melhores seleções europeias.

A caminhada de Portugal no europeu começou logo com um resultado histórico ao derrotar a seleção francesa por 25-28, no segundo jogo do grupo da fase de grupos Portugal defrontou a seleção da Bósnia e derrotou a mesma por 27-24 com uma grande exibição de Alfredo Quintana que foi eleito para o 7 ideal do Main Round do Europeu. No Main Round Portugal ficou em 3º com 4 pontos, menos 2 que a Eslovénia, terminando a sua caminhada em 6º lugar depois da derrota contra a Alemanha por 29-27.

Em Abril, Portugal disputará uma vaga Olímpica, no Torneio Pré Olímpico, na AccorHotels Arena, em Bercy – Paris. No caminho de Portugal estarão as congéneres França, Croácia e Tunísia, num torneio de pré-qualificação.

Quinta foi uma autêntica muralha no Euro 2020.

Portugal já sabia que iria defrontar a França e que os restantes oponentes seriam os segundos classificados das finais dos campeonatos europeu e africano.
A Croácia, campeã olímpica em 1996, terminou o Euro2020 em segundo lugar depois de ter perdido frente à Espanha, por 22-20, e perdeu a oportunidade de assegurar qualificação direta para os Jogos Tóquio2020, sendo relegada para o torneio pré-olímpico.
Já a Tunísia fechou as quatro posições no grupo do torneio Pré-Olímpico, depois de ter sido derrotada pelo Egito na final do campeonato africano por 27-23.

Apuram-se para os Jogos Olímpicos apenas as duas primeiras colocadas do grupo sendo que as quatro seleções vão defrontar-se entre os dias 17 e 19 de abril. No que aos Jogos Olímpicos diz respeito, a prova decorrerá em Tóquio entre 24 de julho e 9 de agosto.

Esta prestação de Portugal não foi um acontecimento atípico, e o Fair Play já fez referência à evolução do andebol em Portugal num artigo anterior. Portugal tem vindo a aumentar a competitividade da modalidade, com o aumento dos orçamentos das equipas, na aposta de treinadores com currículo internacional e experiência nas competições da europa. Esta geração que Portugal teve o prazer de nos brindar no Euro 2020 pode não ser a melhor, mas seguramente foi a que teve um resultado histórico na edição do euro.

O futuro de Portugal para a 1a linha está assegurado.

De agora em diante Portugal vai ser encarada com uma seleção de poderio andebolístico, não só pelos jogadores que os Heróis do Mar apresentam como os que ainda estão para brotar. O caso mais gritante é o de Salvador Salvador, lateral do Sporting Clube de Portugal que esta época está emprestado ao Boa-Hoa Futebol Clube e em 19 jogos pela equipa sénior já leva 120 golos, com apenas 18 anos de idade, Salvador foi um dos pré selecionados para o Euro 2020 pelo selecionador Paulo Pereira, acabando por ficar de fora das escolhas do timoneiro.

Salvador Salvador no Boa-Hora Futebol Clube.

Outro exemplo passa pela baliza, Gustavo Capdeville, joga no Sport Lisboa e Benfica e esteve presente no Europeu de andebol deste ano. Luís Frade e André Gomes são outros casos de miúdos prodígios do andebol nacional. Juntando estes jovens com a experiência de Fábio Magalhães, Gilberto Duarte e Tiago Rocha o futuro da nossa seleção será muito risonho.

 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter