Andebol Luso na Europa 15# Benfica monumental elimina Toulouse

Bernardo GalanteAbril 8, 20225min0

Andebol Luso na Europa 15# Benfica monumental elimina Toulouse

Bernardo GalanteAbril 8, 20225min0
FC Porto e Sporting CP estão fora da próxima fase europeia, mas o ponto positivo foi a passagem do SL Benfica em Toulouse como conta Bernardo Galante

Semana de altos e baixos para o andebol português nas competições europeias, com o SL Benfica a garantir a passagem à fase-seguinte da EHF European League, enquanto Sporting CP, depois de uma exibição valorosa e que merecia mais, e FC Porto foram eliminados, com diferentes destaques nesta jornada.

BENFICA SEGUE EM FRENTE

O Sport Lisboa e Benfica acompanhado de um pavilhão com um ambiente frenético venceu e eliminou o Fénix Toulouse, após trazer uma desvantagem de quatro golos da 1ª mão disputada em França.

Apesar do mau início, onde os encarnados estiveram com quatro golos de desvantagem, reergueram-se juntamente com o seu público e embalaram para 40 minutos de andebol de alto nível, culminando com a passagem aos quartos de final da EHF European League, onde irão defrontar os eslovenos do Gorenje Velenje, sendo que a turma comandada por Chema Rodríguez tem a possibilidade de ser a primeira equipa portuguesa a disputar a Final Four neste novo formato da competição – em 2019, o Futebol Clube do Porto esteve presente na Final Four da antiga EHF Cup, atingindo um honroso 3.º lugar.

Na segunda parte, o Sport Lisboa e Benfica entrou a todo o gás com os adeptos a protagonizarem uma atmosfera magnifica e empurrando para uns últimos 30 minutos avassaladores. Nos primeiros 4 minutos da segunda parte, as águias empataram desde logo a eliminatória e, a partir daí, os franceses vindos de Toulouse não conteram o ímpeto benfiquista, que alcançaram mesmo uma vantagem de 7 golos nos últimos dez minutos da partida. O encontro terminou com o marcador eletrónico a registar um 36-30, que deu a passagem aos quartos de final ao SL Benfica.

O lateral-esquerdo sérvio Petar Djordjic assinalou, novamente, uma exibição memorável ao assinalar 14 golos em todo o encontro. Defensivamente, o guarda-redes Sergey Hernandez destacou-se com 16 defesas realizadas, perfazendo um total de 37% de eficácia defensiva.

LEÕES EMPURRADOS PARA FORA DA EHF EUROPEAN LEAGUE

O Sporting Clube de Portugal após ter arrancado uma igualdade a 29 bolas, no Pavilhão João Rocha, frente ao líder do Campeonato Alemão – o SC Magdeburg -, ficou a segundos de fazer história na Alemanha. Num jogo constantemente marcado pelo equilíbrio, o 40×20 foi tendenciosamente desequilibrado pela equipa de arbitragem que foi a cara de decisões irrisórias que percorreram a europa do Andebol.

Os “leões” comandados por Ricardo Costa, viram-se obrigados a jogar os últimos segundos da partida com menos dois jogadores, devido a duas exclusões – no total, foram 3 expulsões e 10 exclusões de 2 minutos para o lado leonino. Quanto ao jogo jogado dentro de campo foi marcado pelo equilíbrio, sendo que o marcador foi marcando constantes igualdades ao longo da partida. A 7 minutos do final da partida, o ponta-direita Francisco Tavares aumentava a vantagem dos leões para dois golos, colocando a Arena Magdeburg em sentido. Após um time-out pedido pelo treinador dos alemães, Phillip Weber empata o encontro com dois golos seguidos a faltar 4 minutos para o fim do encontro.

Aos 58 minutos, dois atletas do Sporting CP são excluídos por 2 minutos, sendo que não voltariam mais à partida – decisão controversa por parte da equipa de arbitragem que decidiu (praticamente) o encontro. Lukas Mertens, a 15 segundos do final do encontro, faz o 36-35 e carimba a eliminação dos leões.

Os irmãos Costa repetiram as exibições monumentais que tinham realizado em Lisboa, mas desta feita, na casa de uma das melhores equipas do mundo. Martim Costa faturou por 8 vezes e ainda foi responsável por 4 assistências, semelhante aos números do seu irmão Francisco, que foi autor de 9 golos e 4 assistências.

A eliminatória foi equilibrada do primeiro ao último minuto, sendo que os leões poderiam ter feito história ao eliminarem o líder do Campeonato Alemão e atual detentor do Mundial de Clubes e da EHF European League. Contudo, fica a imagem diante da Europa da qualidade dos jovens leões.

FC PORTO INCAPAZ DE CONTRARIAR OS FRANCESES DO MONTPELLIER HB

Após o empate a 29 bolas no Dragão Arena, em partida a contar para a 1ª mão dos oitavos de final da EHF Champions League, os Dragões tinham a difícil missão de eliminar os franceses do Montpellier na FDI Stadium.

Os atletas comandados por Magnus Andersson nunca conseguiram suster o ímpeto dos franceses, que entraram nos primeiros 30 minutos decididos a matar a eliminatória. E assim foi. Aos 20 minutos, o FC Porto encontrava-se a perder por 5 golos, desvantagem essa que foi aumentando até à ida para os balneários, onde o placar marcava um resultado de 19-11. Na segunda parte, os dragões ainda tentaram reverter o rumo dos acontecimentos, mas nunca passaram dos seis golos de desvantagem, sendo que o Montpellier foi controlando a partida, acabando por vencer o encontro por oito golos de diferença, registando um 35-27, a seu favor.

Hugo Descat, atleta do Montpeliier HB foi o melhor marcador do encontro com 7 golos em 7 remates, acabando com 100% de eficácia. Do lado portista, Daymaro Salina faturou por 6 vezes, sendo que também atingiu os 100% de eficácia (6/6).


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter