A Acrobática Portuguesa nos Jogos Europeus de Minsk 19’

Sofia GoulartJunho 12, 20193min0

A Acrobática Portuguesa nos Jogos Europeus de Minsk 19’

Sofia GoulartJunho 12, 20193min0
Os Jogo Europeus de Minsk 2019 estão a chegar e a Ginástica Acrobática vai estar presente com algumas representantes de qualidade. Fica a conhecer quem e em que "palcos" vão actuar!

Irá decorrer, entre os próximos dias 21 e 30 de Junho, na cidade de Minsk, na Bielorrússia, a 2.ª edição dos Jogos Europeus.  Nesta segunda edição da prova, a comitiva portuguesa será composta por 98 atletas, distribuídos por 13 modalidades diferentes.

No âmbito da competição de ginástica acrobática que se irá realizar em Minsk, teremos no praticável os grupos femininos (“Trios”) e os Pares Mistos.

A representar a ginástica acrobática portuguesa, irá o grupo feminino do Acro Clube da Maia, composto pelas ginastas Bárbara Sequeira, Francisca Maia e Francisca Sampaio Maia. É um grupo totalmente novo, em que a base voltou a treinar e a competir passados 4 anos e no qual a volante se estreou esta época no escalão sénior. Não obstante, são ginastas que individualmente possuem uma longa experiência, com participações em campeonatos da Europa e do Mundo. (De destacar que a Bárbara conquistou uma medalha de prata e duas medalhas de bronze no Europeu de 2013, realizado em Portugal, e a Francisca Maia alcançou o bronze no Mundial de 2014 e a medalha de ouro no Europeu de 2015).

Na presente época, o trio competiu nas várias etapas do Circuito das Taças do Mundo, tendo apresentado exercícios consistentes e com ótimas pontuações.

Nesta prova que se avizinha, no qual estarão presentes 8 grupos femininos de 8 países diferentes, apurados na sequência no Campeonato do Mundo de 2018, numa primeira fase de qualificações, a competição terá início com a execução dos exercícios de equilíbrio, de dinâmico e de combinado. Depois, faz-se o somatório daqueles exercícios, obtendo-se, assim, a classificação geral final (também denominada “All-Around”).

Posteriormente à fase de qualificações, os 6 grupos femininos (num total de 8), e que obtiverem as 6 melhores notas nos exercícios de equilíbrio e de dinâmico, irão fazer uma nova apresentação dos mesmos, na chamada “competição final por exercício”.

Na edição de 2015, a seleção portuguesa de ginástica acrobática contou com a participação de um grupo feminino, também do Acro Clube da Maia (7.º lugar), e de um par misto, da Associação Académica de Coimbra (o melhor resultado foi o 5.º lugar na final de equilíbrio).

O secretário de Estado do Desporto e da Juventude, João Paulo Rebelo, assumiu que há uma grande expectativa em torno da participação portuguesa nesta competição. Numa entrevista ao Diário de Notícias, revelou que,

“As expectativas estão elevadas, temos uma representação que augura uma boa representação do ponto de vista das medalhas. Sobretudo, que entreguem o melhor que têm, é isso que se exige neste momento e exige-se também por conta de o Estado ter feito nos últimos anos uma aposta muito grande, seja no aumento do financiamento, na criação de apoios aos treinadores ou na criação das unidades de apoio ao alto rendimento”.

Ficamos a aguardar o desenrolar da competição!


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter