Promovidos e Campeões – Nottingham Forest e Kaiserlautern

João Ricardo PedroAbril 18, 20194min0

Promovidos e Campeões – Nottingham Forest e Kaiserlautern

João Ricardo PedroAbril 18, 20194min0
Dois exemplos da história do futebol de duas equipas que passaram de promovidos a campeões! Nottingham Forest em 1978 e Kaiserlautern em 1998!

Nottingham Forest – Promovido 1977, Campeão 1978

No início do ano cívil de 1975, Brian Clough assume o comando da equipa do Nottingham Forest após os 44 dias de pesadelo no Leeds United. O novo treinador contratou jogadores que mais tarde se viriam a revelar importantes no sucesso do clube, entre eles estavam os escoceses John O’Hare e John McGovern que fizeram parte da equipa do Derby de Clough que venceu o título inglês na temporada 1971-72.

Na temporada de estreia de Clough, o Nottingham estava no 13º lugar da segunda divisão inglesa e terminou no 16ª posição. Na temporada seguinte a situação melhorou para Brian Clough e para o Nottingham mas não conseguiu a promoção e terminou no oitava posição. O sucesso chegou na temporada seguinte quando Brian Clough e Peter Taylor voltaram a trabalhar juntos, esta dupla de sucesso havia se separado quando Brian Clough deixou o Brighton para assumir o lugar de Don Revie no Leeds United.

Com a dupla, Clough e Taylor no comando do Forest, chegou a promoção ao principal escalão do futebol inglês após cinco temporadas na segunda divisão inglesa. O Forest terminou no terceiro lugar e último lugar de promoção, nessa temporada foram promovidos também Wolves e Chelsea, primeiro e segundo classificado respetivamente.

O nome de Kenny Burns foi um dos nomes mais importantes na conquista do título de campeão inglês do Forest, inclusive venceu o prémio de melhor jogador do ano na mesma temporada. Burns tinha a reputação de alcoólico e viciado no jogo mas Peter Taylor seguiu-o durante alguns dias e chegou à conclusão que esta reputação era exagerada e Clough convenceu o presidente a pagar 150 mil libras ao Birmingham pelo seu passe. Outro aspecto curioso de Kenny Burn e Brian Clough foi que este chegou ao clube como avançado e o técnico inglês transformou-o num defesa central de qualidade.

(Foto: The Telegraph)

O Nottingham Forest venceu o campeonato inglês com uma confortável vantagem sobre o Liverpool (que havia ganho a Taça dos Campeões Europeus) e Brian Clough tornou-se no segundo treinador da história a ser campeão de Inglaterra por dois clubes diferentes. E o Nottingham entrou para restrito clube a ser campeão após ser promovido, onde apenas estão Liverpool, Everton, Tottenham e Ipswich.

O Nottingham não voltou a ser campeão inglês mas Brian Clough e Peter Taylor juntaram a conquista de duas vitórias da Taça dos Campeões Europeus e uma Supertaça Europeia ao palmarés do clube. Em 1979 venceram o Malmö FF no Olympiastadion em Munique por 1-0, golo de Trevor Francis pelo qual o Forest pagou mais de um milhão de libras. No ano seguinte a vítima foi o Hamburgo de Kevin Keegan no Estádio Santiago Barnabéu, o golo foi da autoria de John Robertson, extremo escocês que dedicou mais de uma década ao Forest.

Kaiserlautern – Promovido 1997, Campeão 1998

No final da época 95/96 o Kaiserlautern vence a Taça da Alemanha após derrotar o Karlsruher por 1-0. Mas esse feito foi assombrado pela despromoção para a segunda divisão do futebol alemão.

O treinador Eckhard Krautzun abandona a equipa e é substituído por Otto Rehhagel (Campeão Europeu ao comando da Grécia em 2004), então o Kaiserlautern começa um feito que o irá colocar na eternidade da história do futebol moderno.

No final da época de 96/97, o Kaiserlautern é promovido à Bundesliga e na época seguinte vence a Bundesliga no “photo finish” o todo poderoso Bayern Munique e sagra-se campeão alemão pela quarta vez na história do clube. Fazendo o feito histórico de vencer a Bundesliga 2 e a Bundesliga em anos consecutivos.

(Foto: Trivela)

Na época de 98/99 fez uma campanha na Liga dos Campeões bastante dignificante ao ganhar o grupo no qual estavam dois antigos campeões europeus PSV e Benfica. Ganhou o grupo com 13 pontos e apenas perdeu um jogo, no Estádio da Luz frente ao Benfica por 2-1. Acabou por ser eliminado nos Quartos de Final contra o Bayern de Munique com duas derrotas por 2-0 e 4-0.

Para eternidade fica esta equipa do Kaiserlautern recheada de talento. Onde coabitavam jogadores como o internacional suíço Sforza, o búlgaro Hristov, Kouba e Pavel Kuka dois jogadores que se tornaram famosos por conseguir levar a República Checa à final do Euro 96, e entre eles o jovem na época Michael Ballack e o veterano e avançado letal Olaf Marschall.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter