O Zenit de Petersburgo: de “embrião” de Sadyrin à super-potência actual


O Zenit de Petersburgo: de “embrião” de Sadyrin à super-potência actual

É o clube com "mais" marca na Rússia e a Enciclopédia do Desporto em Português visitou para perceber os seus antecedentes. Conhecias o passado-recente do Zenit?

O Zenit um dos clubes de maior sucesso da Rússia no século XXI e já enfrentou o Benfica e o Porto por várias ocasiões. Vitória Sport Clube, Nacional da Madeira e Paços de Ferreira foram outros clubes que se deslocaram até ao Estádio Petrovsky para enfrentar os azuis de São Peterburgo.

A Era de Morozov e Sadyrin

Yury Morozov foi treinador do Zenit durante cinco temporadas. No final da temporada de 1982, trocou Leninegrado (atualmente São Petersburgo) pela cidade de Kiev, assumiu o lugar de Valeriy Lobanovskyi de quem foi adjunto na seleção da União Soviética. Pavel Sadyrin foi adjunto de Morozov desde 1978 até 1982, foi também capitão e líder do Zenit Leninegrado nas décadas de 60 e 70. Após a saída de Morozov assumiu o comando técnico do Zenit.

Na primeira temporada de Sadyrin, o Zenit pouco mudou a forma de jogar futebol que herdou dos tempos de Morozov. O único reforço que chegou ao clube, foi Arkadi Afanasyev vindo do Daugava Riga FC.

Se no campo o futebol houve poucas mudanças com a promoção de Sadyrin ao cargo de treinador principal, as mudanças foram mais profundas no balneário do Zenit. Ao contrário do seu antecessor, que mantinha uma distância com os seus jogadores e uma ordem quase militar, Sadyrin liderou a equipa de uma forma muito mais aberta e democrática, o que libertou alguns jogadores que eram bastante pressionados pelo estilo autoritário de  Morozov.

O novo treinador tinha o conhecimento tático sobre a modalidade, e a experiência que adquiriu ao longa da carreira de jogador foi vital para passar um espírito de vitória e de auto confiança para dentro do balneário.

O Zenit de Sadyrin utilizava com frequência os flancos para desenhar as suas jogadas de ataque, e os médios e os defesas que tinham como principal missão recuperar rapidamente a bola e lançar de imediato a bola para o ataque, a bola raramente circulava no meio campo.

Na temporada de 1983, o Zenit esteve quase sempre nos lugares cimeiros da tabela do ultra competitivo campeonato soviético de futebol. Mas o azar acabou por bater à porta da equipa de Leninegrado, no final da época vários jogadores ficaram lesionados e o Zenit acabou por cair na tabela e terminou no quarto lugar, fora do pódio.

Na primeira temporada de Sadyrin esteve perto de igualar a marca de Morozov que conduziu o Zenit até ao último lugar no pódio em 1980. No entanto, o Zenit mostrou que tinha potencial para lutar pelo título soviético, até então nunca tinha vencido qualquer campeonato e a única conquista nacional remontava ao ano de 1944 quando venceu a Taça da União Soviética.

A memória eterna de Morozov (Foto: Zenit St. Petersburg)

1984 – O ano do título de campeão de toda a União Soviética

O início de temporada não particularmente brilhante, alternando entre jogos bem conseguidos e outros não tão bons. Mas o Zenit foi se mantendo firma na parte de cima da tabela. Em simultâneo o Zenit chegou à final da Taça da URSS algo que já não acontecia desde 1944.

O caminho do Zenit até à final da taça nacional foi bastante difícil e complicado. Basta dizer que em três das quatro eliminatórias, o Zenit venceu uma vez no prolongamento, e duas vezes foi qualificado para a fase seguinte após a marcação das grandes penalidades.

O Zenit chegou à final como favorito a vencer a Taça da União Soviética, uma vez que estava entre os líderes do campeonato, ao contrário do outro finalista, o Dínamo de Moscovo, que se encontrava que se encontrava nos últimos lugares do campeonato.

Na manhã de 24 de Junho de 1984, Moscovo foi invadida por adeptos vindos do norte da União Soviética com uma confiança inabalável que a taça iria viajar juntamente com eles de volta para a Leninegrado. Apesar do clima de festa que se vivia nas bancadas, a final acabou por ser bastante lenta e monótona. O Dínamo consciente da sua inferioridade jogou bastante a defesa e o jogo acabou com um empate a zero. O Zenit voltou a jogar mais um prolongamento, mas desta vez a sorte sorriu ao adversário que venceu a Taça da União Soviética após dois remates certeiros de Biryukov.

Após a desilusão após a derrota em Moscovo, o jovem técnico, Pavel Sadyrin, contrariamente ao que alguns pensavam sobre o resto da época do Zenit, conseguiu injetar moral e confiança num balneário que estava devastado após o desaire da final da taça.

O Zenit mostrou-se invencível no restante da temporada e venceu sete jogos, no qual alguns jogos ficaram emblemáticos. A vitória em Moscovo sobre o Spartak por 3-2, esta vitória deixou a equipa de Sadyrin no primeiro lugar do campeonato.

Um dos pontos chaves para a conquista do campeonato soviético foi a vitória fora de casa sobre o Dínamo Tbilisi, a dez minutos do final do jogo, o Zenit Leninegrado estava a perder por 2-0, mas os homens do Báltico conseguiram dar a volta ao marcador e venceram por 3-2. Neste jogo a equipa do Zenit deu uma demonstração de força e carácter, este espírito de luta acompanhou os jogadores do Zenit até ao final do campeonato.

Até ao final do campeonato o Zenit voltou a derrotar outros dois candidatos ao título, o Dnipro que havia sido campeão no ano anterior e o Torpedo de Moscovo. No último jogo em casa derrotou o Metalist Kharkiv por 4-1 e conquistou pela primeira vez o campeonato da União Soviética após quase 60 anos de existência.

Os nomes dos jogadores do Zenit – os campeões de 1984 e o seu treinador estão desde então inscritos para sempre na história do Zenit.

Durante a temporada de 1984, foram utilizados 21 jogadores do Zenit e apenas três desses jogadores não eram formados em Leninegrado. O guarda-redes, Mikhail Biryukov, foi eleito o melhor guarda-redes da União Soviética em 84. A lista dos 33 melhores jogadores do campeonato soviético incluiu pela primeira vez seis jogadores do Zenit.

O Zenit apesar da sua história ter sido bastante modesta no período soviético, tornou-se o clube mais famoso da Rússia, especialmente após a vitória na Taça UEFA em 2008, na final derrotou o Rangers no City of Manchester. Andrey Arshavin e Pavel Pogrebnyak eram as principais estrelas do elenco treinado pelo holandês, Dick Advocaat.

Sadyrin , a lenda do Zenit (Foto: Zenit St. Petersburg)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter