Sporting Clube de Portugal: os reforços de que se fala (e serão úteis?)

José DuarteJulho 12, 20195min0

Sporting Clube de Portugal: os reforços de que se fala (e serão úteis?)

José DuarteJulho 12, 20195min0
Brekalo e Thiago Almada são os últimos rumores de mercado no Sporting Clube de Portugal e fomos analisar a valência dos dois. Estará o Sporting Clube de Portugal activo no mercado de Verão?

O Sporting iniciou já a época 2019/20, tendo já realizado o primeiro jogo no seu estágio na Suíça. Jogo esse que, como se sabe, foi decepcionante, em particular para a larga multidão de emigrantes que acorreu de todos os lados para ver a sua equipa perder com um grupo de amadores. Talvez não se justifique grande alarmismo, mas a verdade é que deu para perceber que Keizer tem ainda um grande trabalho pela frente. É para isso que este período existe.

PRÉ-ÉPOCA E COMO ESTÁ A EQUIPA COMPOSTA

Os próximos jogos deverão permitir uma análise mais fina quer das ideias que Keizer pretende implementar, quer da resposta que o plantel pode dar. Se bem que um jogo como o primeiro não sirva para grande aferição, deu para perceber que Luís Neto representa um acréscimo de qualidade às opções do treinador sempre que um dos componentes da dupla de centrais titular esteja impossibilitado de dar o seu concurso à equipa. O outro lugar de segunda linha permanece ainda em aberto.

Enquanto os possíveis titulares descansam (Borja) ou estão impedidos por lesão (Ristovski e Rosier) os miúdos aproveitaram para se mostrar ao treinador. Pela forma cautelosa, quase conservadora, como pautaram o seu desempenho, Thierry Correia e Nuno Mendes levaram a sério a chamada. Mas quem acabou por recolher as atenções foi Eduardo Luís, mesmo apesar de ter sido chamado a uma posição que não é a sua habitual. Há ali muito potencial para se tornar um caso sério.

Do rol de regressados Ivanildo, Matheus Pereira e Rafael Camacho requerem novas oportunidades. Dos reforços, além do já citado Luís Neto, Eduardo passou quase despercebido, optando por arriscar quase nada nas saídas de bola. Vietto e Gonzalo Plata deixaram, esses sim, apetite para o que podem vir a oferecer. Jogando a partir da ala para o interior o argentino pode oferecer quer qualidade de definição do último passe no apoio a Dost, quer mesmo na finalização, incluindo a média distância. Plata é talento puro apoiado num físico que já impõe respeito e requer cautelas aos opositores.

Ainda sem deslumbrar, quer o capitão e consagrado melhor jogador do torneio transacto Bruno Fernandes e Raphinha disseram presente. O brasileiro, algo irregular na época passada e vitima de lesão arreliadora, tem quase pela certa a ambição de elevar o seu registo de performance que lhe consolide o estatuto na equipa. Do capitão sabemos bem que, salvo alguma anormalidade ou saída para o estrangeiro, continuará a ser determinante para o sucesso do Sporting e no rol dos melhores da Liga mais uma vez.

Talvez possa ser uma afirmação muito precoce, mas a observação atenta do actual plantel continua a evidenciar um dos maiores problemas que contribuíram para a irregularidade da equipa Keizer. Mesmo deixando de fora uma questão tão determinante como a análise da movimentação da equipa nos diferentes momentos do jogo – até porque é preciso mais e melhores observações – parece claro que falta ainda neste plantel algum talento com imprevisibilidade.

BREKALO E THIAGO ALMADA… QUEM SÃO?

Talvez não seja por isso estranho que tenham surgido nomes de potenciais reforços com o selo de cooperação com o colosso Manchester City.  Brekalo, Abdulkadir Omur e, mais recentemente Thiago Alamda têm em comum precisamente as características mencionadas. Falta ainda descodificar se esta procura existe de facto e se destina ao reforço da equipa com Bruno Fernandes, ou caso ele tenha guia de marcha em elaboração. O primeiro e último dos atletas mencionados são capazes de desempenhar várias posições no campo, entre as quais o 10 e o extremo. Por isso mesmo os elegemos para a apreciação mais detalhada.

Josip Brekalo é um wonderkid com uma história curiosa. A sua ascensão a internacional croata foi meteórica, tendo saltado rapidamente das bancadas, onde era fiel seguidor, para jogar no relvado em frente aos seus antigos companheiros de bancada. O croata é ambidextro e senhor de excelente passada, capaz de quebrar linhas com muita facilidade, a que associa, num cocktail venenoso, um drible demolidor e remate poderoso e certeiro.

Tem uma capacidade de manobra extraordinária em espaços curtos, de onde resultam amiúde faltas perigosas. Remata, muita vezes com sucesso, de qualquer posição, é excelente a colocar a capacidade de criar oportunidades ao serviço dos colegas melhor colocados. Apesar de ser apontado ao Sporting via Manchester City, tem muitos clubes no seu encalço. Tem 21 anos, é oriundo das escolas do Dínamo de Zagreb, sendo actualmente jogador do Wolsburgo, antigo clube de Bas Dost.

Thiago Almada faz entretanto o pleno nos jornais da especialidade nacionais apontado como futuro leão. Foi uma das revelações do campeonato argentino, joga no Veléz Sarsfield e tem apenas 18 anos. Jogador criativo, com grande capacidade de aceleração e mobilidade aliadas a uma facilidade estonteante mudança de direcção, drible curto e excelente a definir. Um excelente parceiro para um jogador como Bas Dost.

Senhor de uma velocidade excepcional, é mortal a contra-atacar. A sua baixa estatura faz dele quase inútil para o jogo aéreo. Mas o baixo centro de gravidade que lhe proporciona, junto com uma técnica imprevisível, que lhe cola a bola à bota, torna o roubo de bola quase uma miragem. Um projecto de grande jogador já em plena execução, à espera do clube e enquadramento certo para vingar.Aquilo que se chama um autêntico abre latas, terrível nos jogos com espaços ou para desmontar autocarros.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter