Resumo do mercado de transferências na Major League Soccer

Diogo MatosAgosto 17, 20194min0

Resumo do mercado de transferências na Major League Soccer

Diogo MatosAgosto 17, 20194min0
Pouco depois do fecho de marcado na MLS, a MLS Portugal e o Fair Play trazem-lhe uma lista com alguns dos melhores negócios deta janela de transferências.

Dias depois do mercado ter fechado na Major League Soccer, a MLS Portugal e o Fair Play trazem-lhe uma lista com as melhores movimentações desta janela de transferências. De regressos à competição a jogadores que simplesmente trocaram de clube dentro do campeonato, passando ainda pelo ingresso de novas estrelas, as surpresas foram muitas.

 

-Cristian Pavón (Boca Juniors – LA Galaxy)

A transferência mais sonante deste mercado de transferências na MLS. Apontado por muitos como uma das grandes promessas do futebol argentino, Cristian Pavón chegou aos EUA por empréstimo do Boca Juniors. Extremo rápido e bom tecnicamente, Pavón ingressou no conjunto californiano por empréstimo, já que os Galaxy têm três jogadores designados e não poderiam oferecer-lhe um contrato condizente com o seu estatuto. Internacional 11 vezes pela seleção argentina, Pavón apontou sete golos em 35 partidas na época anterior.

 

-Brian Rodríguez (Peñarol – Los Angeles FC)

Depois do regresso de André Horta ao SC Braga, os Los Angeles FC rapidamente trataram de contratar um novo jogador designado. À imagem do que fez com Diego Rossi, o conjunto liderado por Bob Bradley apostou no mercado sul-americano em geral e no Peñarol em particular. Dessa forma, Brian Rodríguez, extremo de apenas 20 anos, é o novo jogador dos líderes da Conferência Oeste.

Brian Rodríguez é o novo Designated Player dos Los Angeles FC (Fonte: Hoy Los Angeles)

 

-Ola Kamara (Shenzhen FC – DC United)

Os DC United acautelaram a já anunciada saída de Wayne Rooney no fim desta temporada e fizeram regressar aquele que tinha sido um dos grandes avançados da MLS nos últimos anos. Depois de duas épocas nos Columbus Crew e uma nos LA Galaxy, Ola Kamara ingressou no campeonato chinês, mas, perante a escassa utilização, retornou aos EUA. O internacional norueguês dá garantias de golos (16, 19 e 14 nos três anos em que esteve na MLS), restando agora perceber como se vai adaptar a uma nova realidade.

 

-Christian Ramírez (Los Angeles FC – Houston Dynamo)

Uma das transferências mais discretas, mas que pode ter mais impacto. Christian Ramírez vinha sendo um dos destaques do futebol norte-americano quando atuava nos Minnesota United, mas nunca conseguiu confirmar as credenciais que evidenciou em Minnesota nos Los Angeles FC. Recém-chegado a Houston, o avançado de 28 anos até já marcou pela equipa texana.

 

-Kelyn Rowe (Sporting Kansas City – Real Salt Lake)

Mais um caso de um jogador que brilhou num clube (New England Revolution), transferiu-se para outro (Sporting Kansas City), não correspondeu e agora volta a mudar de casa (Real Salt Lake). Internacional pelos EUA, Rowe tem tido algumas dificuldades em mostrar a consistência que exibia antes da lesão que teve na reta final da temporada 2017. Apesar disso, continua a ser um médio evoluído técnica e taticamente e com bom poder de decisão. Pode ser um reforço importante para os Salt Lake na luta pelos playoffs.

 

-Bojan Krkic (Stoke City – Montreal Impact)

É inegável que a carreira de Bojan Krkic nunca chegou a ser o que prometera nos tempos de Barcelona, mas o internacional espanhol pode vir a ser uma adição interessante ao plantel dos canadianos. Prestes a completar 29 anos, vem trazer experiência e polivalência, já que pode fazer qualquer posição da frente de ataque.

 

-Omar González (Pachuca – Toronto FC)

Contratação de luxo por parte dos Toronto FC. Depois de ter assegurado Laurent Cimán no início da temporada, a formação canadiana viu chegar às suas fileiras o internacional norte-americano Omar González. Com três títulos de campeão da MLS no currículo, o defesa-central tem tudo para se assumir como patrão da defesa do conjunto orientado por Greg Vanney, situação, aliás, que já se começa a verificar.

Omar González regressou à MLS pela porta dos Toronto FC (Fonte: Waking the Red)

 

-Felipe Martins (Vancouver Whitecaps – DC United)

Mais um exemplo de uma transferência de um jogador nada mediático, mas que pode ter uma influência enorme na sua nova equipa. Profundo conhecedor da Major League Soccer, ou já não tivesse passado por Montreal Impact, New York Red Bulls e Vancouver Whitecaps, Felipe Martins assume-se como um verdadeiro box-to-box e, aos 28 anos de idade, parece estar no ponto certo para liderar o meio-campo dos DC United.

 

 

Artigo escrito por Diogo Matos, administrador e fundador da página MLS Portugal.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter