25 Jun, 2018

Pietro Pellegri: O próximo craque ou mais um jovem destacado precocemente?

José Nuno QueirósOutubro 11, 20176min0

Pietro Pellegri: O próximo craque ou mais um jovem destacado precocemente?

José Nuno QueirósOutubro 11, 20176min0

Apareceu como um relâmpago e em pouco tempo deixou a Serie A de olho nele, já pertence às listas de olheiros de toda a Europa e parece ter um apetite voraz para bater recordes relacionados com a sua tenra idade (apareceu com 15 anos… andava no 11º ano)! Mas afinal quem é Pietro Pellegri? Valerá o jogador todo o mediatismo que se tem criado?

Quem é Pietro Pellegri?

Pietro é um jovem jogador italiano de apenas 16 anos, mas que já atua pelos seniores do Genoa desde a época passada! Leva já 3 golos na Serie A repartidos por 355 minutos, distribuídos por 8 jogos.

O avançado fez a sua estreia na Serie A TIM com apenas 15 anos e 280 dias, num jogo contra o Torino a 22 de dezembro de 2016. Na altura, o resultado ditava uma vantagem para a equipa de Turim por 1-0 e o técnico Ivan Juric não hesitou em colocar Pellegri aos 88 minutos, sem no entanto ter o efeito desejado no resultado. De qualquer das formas, este foi um dia que ficará na história do futebol italiano, pois Pellegri tornou-se o mais jovem de sempre a atuar no campeonato transalpino.

Pietro Pellegri é um jogador dotado de uma envergadura física notável, com 1,96m e apresentando-se assim como um jogador com uma capacidade atlética muito acima da média para a sua tenra idade. Aliado a isto, Pietro apresenta também uma qualidade técnica muito elevada e mostra uma enorme maturidade na maneira como se posiciona na área.

O jovem italiano apresenta como maior qualidade, para além da força, a facilidade com que finaliza os lances. É um goleador nato, mas que consegue, também, jogar longe da baliza, sendo por isso importante a defender e muito rápido a sair para o ataque (apesar da sua estatura).

Muito forte, foi sempre aposta das seleções jovens acima da sua idade [Foto: ESPN FC]
No entanto Pellegri ainda parece ser um jogador que “desliga” com alguma frequência do jogo e baixa o seu ritmo, deixando sempre “água na boca” a quem sabe que o brilhantismo está ali escondido e devia ser mostrado ao público durante todo o jogo.

É certo que o Genoa não atravessa uma boa fase, estando em antepenúltimo na liga. Contudo, isso não ofusca a qualidade de Pietro, que nem por estar numa equipa que raramente ganha lhe tira protagonismo no ataque.

Noites de Glória

Corria o dia 28 de maio de 2017. O mundo do futebol prestava tributo a uma lenda, a um senhor nos campos do futebol, ao homem que provou que o futebol é pura e simplesmente o amor que depositamos num clube e que os milhões e os troféus são apenas secundários. Esse homem era Francesco Totti, e no seu jogo de despedida no Olimpico de Roma todos os olhos estavam no “Il Capitano”. mMs decorridos apenas 3 minutos de jogo Pellegri fez questão que olhassem para ele, marcava o primeiro golo na Serie A e com apenas 16 anos. Estava feita história no dia mais perfeito para isso.

O golo no Olimpico de Roma [Foto: IlSussidiario.net]
Tal como Totti demonstrou o seu amor pela AS Roma também Pellegri nunca escondeu a paixão que tem pelo Genoa. É o clube da sua família, o clube onde o seu pai é dirigente, e o clube onde fez toda a sua formação. Claro que sabemos que Pietro vai acabar por abandonar o Genoa e que a manter este nível a sua saída está bastante perto, mas aquele golo no “adeus” a Totti, pareceu uma passagem de testemunho, o “surgimento de uma lenda após o fim de outra”. Foi o primeiro de muitos golos com certeza.

A outra noite com a qual Pellegri nunca vai deixar de sonhar é o jogo frente à Lazio onde, aos 16 anos, apontou o seu primeiro bis na Liga Italiana. O resultado não foi o desejado pois o Genoa perdeu 3-2, mas aquele segundo golo de Pellegri colocou o seu pai banhado em lágrimas no banco de suplentes, um pai absolutamente babado com o seu filho. O resultado já não interessava, ali estava espelhado o amor de um pai e do seu filho, que mais uma vez estava a fazer história no futebol e história no Genoa. Um momento que Pellegri levará seguramente para a vida!

Será Pellegri mais uma promessa sem fundamento?

Só o futuro poderá responder a esta pergunta, mas como em todos os jovens jogadores que têm um talento natural tão elevado, o fator determinante para o sucesso está na cabeça de cada jogador. Pellegri já tem grandes clubes como o AC Milan, o Manchester United e o Chelsea de olho em si, o que faz com que tenha que perceber como se focar para não deixar que os milhões lhe “subam à cabeça”.

Parece, pela experiência em casos semelhantes, que seria um passo atrás na sua carreira a ida para Inglaterra e um campeonato bastante diferente do Italiano. Apesar de ser difícil atingir o mesmo estatuto que tem no Genoa em outras equipas do campeonato Italiano, também nos parece que caso o Genoa desça de divisão (ainda falta muito campeonato, mas para já encontra-se em local de descida), a Serie B será um retrocesso na sua carreira e que nessa altura deveria mudar para um clube do primeiro escalão que lhe garantisse a titularidade e aposta na principal equipa.

A jogar num campeonato que beneficia as suas características de jogo, devido à força e organização defensiva tradicionalmente associada ao campeonato Italiano, Pietro reúne as características físicas para “ir ao choque” e enfrentar os mais possantes defesas. Se conseguir ser mais do que um homem de área e conseguir dar mais à equipa, como tem vindo a fazer neste Genoa tem tudo para singrar no futebol italiano, devendo por agora aprender com os jogadores mais velhos e mais experientes que ele, para que possa aspirar a voos mais altos.

Achamos que Pellegri tem um futuro promissor pela frente, mas para já o mais importante é manter-se focado no Genoa e aguardar mais uns anos até à sua saída, uma vez que os grandes jogadores precisam de jogar para melhorarem e progredirem. A qualidade está lá, esperemos que Pellegri tenha a cabeça e a sorte necessária para atingir o sucesso!


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter