Até onde pode ir Kean na Juventus versão 2019/2020?

José Nuno QueirósJunho 23, 20194min0

Até onde pode ir Kean na Juventus versão 2019/2020?

José Nuno QueirósJunho 23, 20194min0
Kean encantou os adeptos em Itália e na Europa no final da última temporada, mas qual o papel do recém-internacional italiano na equipa heptacampeã, consegirá o jovem meter-se no meio do lote de craques?

Kean tem apenas 19 anos, mas já anda nas bocas do mundo depois das suas prestações na segunda metade da época na Vecchia Signora.

O jovem italiano tem na Serie A uma média de 0,5 golos por jogo. Números absolutamente extraordinários para um atleta que nem sempre atuou a maior parte dos minutos, tendo estado ligado a 10% dos golos da sua equipa na Serie A, reforçando o seu estatuto de opção primordial para o ex-técnico Massimiliano Allegri no comando da Juventus.

Kean começou a dar nas vistas quando aproveitou da melhor maneira a ausência de Cristiano Ronaldo para superiorizar-se a toda a concorrência, nomeadamente a Cuadrado, Bernadeschi e Douglas Costa que viram o seu estatuto alterado com a chegada do jovem génio Italiano.

É interessante agora olhar para aquilo que Kean pode realizar na próxima época e qual o papel que o italiano pode vir a ter no plantel da equipa de Turim.

Naturalmente, o objetivo de Kean passa por melhorar os números da época passada, tornando-se um jogador com maior regularidade na equipa da Juventus e, quem sabe, começar a ser olhado como o sucessor de Mandzukic, tendo em conta a diferença de idades entre os atletas e o fim de ciclo cada vez mais iminente na carreira do croata.

Já não é estranho ver Kean festejar na Serie A (Fonte: Sportsnet)

Outro dos objectivos para Kean, prendem-se com a selecção italiana. O jogador soma até ao momento 3 internacionalizações pelos transalpinos e já apontou dois golos, e estando bem perto da marca histórica de 1 golo por jogo.

Kean tem neste momento todas as condições para ser a referência da sua selecção no futuro, podendo ter iniciado uma das mais longas carreiras internacionais, visto que são cada vez maiores as oportunidades para o jovem demonstrar o seu talento no futebol internacional.

A ida ao Euro 2020 também passa, de certeza, pela cabeça do jovem italiano, que quer garantir o mais cedo possível o seu lugar nos 23 convocados para o tão importante torneio da UEFA e assim assegurar-se definitivamente como uma das maiores promessas do futebol mundial.

Kean tem, no entanto, uma tarefa que se pode tornar complicada em mãos. Kean sabia que com Allegri seria uma aposta recorrente na equipa da Juventus, mas com a entrada de Sarri, a sua utilização pode variar.

Caso o técnico italiano olhe para o jovem da mesma maneira que olhou para Insigne no Nápoles, então Kean pode ter esperança de ter um aumento considerável de minutos em 2019/2020. Já com uma aposta mais parecida com o que se viu no Chelsea com Morata, Higuain e depois Giroud como referências ofensivas, o caso pode mudar ligeiramente de figura.

Não podia ter começado melhor a carreira de Kean na selecção italiana (Fonte: IG Esporte)

Tratando-se de um avançado móvel Kean pode ainda cair com alguma facilidade no corredor lateral, onde jogadores como Quadrado e Douglas Costas tem estado longe do rendimento necessário, fugindo da posição onde teria que rivalizar com Ronaldo, Mandzukic e Dybala (caso o argentino fique). A juntar a isto, há ainda o fator Higuain.

O Ponta de lança argentino foi aposta do técnico em Nápoles onde passou os melhores  anos das últimas épocas, chegando mesmo a ser um ídolo antes da mudança para Turim, sendo que aquando da dispensa do Milan, foi Sarri quem o acolheu no Chelsea, passando a ideia de que continua a gostar das características do avançado. Com um possível regresso depois de empréstimos, será Higuain mais um “rival” de Kean na nova Juventus?

Caso não tenha espaço, Kean tem ainda a opção de ser emprestado para não perder os minutos que foi ganhando na última temporada, mas neste caso seria um processo a ser gerido com pinças e muito pouco provável

Depois do final de época na Juventus e da estreia na Seleção, Kean não pode descer da Juventus para clubes medianos da Europa, e por esse mesmo motivo não deverá sair da equipa italiana, de modo a não regredir na sua evolução.

Pode muito bem dizer-se que o futuro de Kean, vai passar pelas mãos de Sarri que tem aqui um novo “menino” para potenciar depois de Odoi no Chelsea, mas com a pressão de ganhar a Champions e a Serie A, o jovem pode ser apenas um “abre latas” com poucos minutos numa equipa que tem avançados a mais.

Resta-nos esperar para saber quais os avançados com que Sarri vai contar para atacar 2019/2020 e se Kean estará nos eleitos do técnico.

 

 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter