Que decisões ainda há a fazer na Premier League?

Pedro SousaJunho 3, 20204min0

Que decisões ainda há a fazer na Premier League?

Pedro SousaJunho 3, 20204min0
A Premier League vai voltar! Mas o que ainda há para ver na principal liga inglesa? O Pedro Sousa do Bola na Relva conta-nos tudo!

Pedro Sousa é autor do projeto Bola na Relva e colaborador do Fair Play!


É oficial. A Premier Legue regressa no dia 17 de junho. Depois do interregno, a competição inglesa volta, mas com condições que tornam este regresso diferente. Sem adeptos nas bancadas e com muitos condicionalismos, a Liga Inglesa ainda tem muitas decisões. O campeão está praticamente encontrado, mas daí para baixo, muitas equipas têm os objetivos em aberto.

Liverpool FC: o campeão que anseia o trofeu há 30 anos

Parece que vai ser desta que o Liverpool FC vai conquistar, novamente, o grande título do futebol inglês. Desde que a Premier League foi instituída no país de Sua Majestade, os Reds nunca ganharam a competição. Contudo, o atual líder tem 25 pontos de vantagem para o segundo classificado, o Manchester City (menos um jogo). Jurgen Klopp foi contratado com esse propósito. Reerguer o clube da cidade dos Beatles e trazer de novo o cetro de campeão.

Até à paragem, a caminhada foi irrepreensível e os 82 pontos em 29 jogos traduzem na perfeição o domínio Red. Não há qualquer dúvida que, mais tarde ou mais cedo, o título vai estar em Liverpool, só falta saber em que jornada pode acontecer.

A luta pela europa está ao rubro

O Manchester City está em clara vantagem para segurar a segunda posição. Tem cinco pontos de avanço sobre o Leicester City e tem uma partida a menos. Agora, a qualificação para a Liga dos Campeões está ao rubro. Os Foxes estão a surpreender novamente – não da mesma maneira que apanharam toda gente de supressa em 2015/2016 -, mas o terceiro lugar é um grande feito para a formação liderada por Brendan Rodgers. Estão com 53 pontos e estão em posição privilegiada para garantir o apuramento direto para a competição mais importante de clubes. Na quarta posição, aparece o Chelsea FC e a recuperação fulgurante do Manchester United ameaça o lugar dos Blues. Apenas a três pontos, a luta pela última vaga na Champions League vai ser até à última.

A luta pela Europa está acesa na Premier League (Foto: The National)

A seguir, aparecem Wolverhampton e Sheffield United. Os Blades subiram de divisão e estão a realizar uma campanha acima do esperado. Têm um jogo em atraso e em caso de triunfo ultrapassam o Wolverhampton e o Manchester United, colocando-se a dois pontos da equipa de Frank Lampard. Chris Wilder está a surpreender e pode não parar por aqui. Já Nuno Espírito Santo arrancou mal na temporada, mas conseguiu recuperar terreno e está bem dentro da luta pela Europa.

Mais abaixo, aparece a equipa de José Mourinho. O Tottenham encontra-se na 8ª posição, com 41 pontos, e a Liga dos Campeões parece ser já uma miragem para os Spurs. Resta, como o treinador já admitiu, a qualificação para a Liga Europa. Atrás dos londrinos, aparece outro emblema da capital. O Arsenal desiludiu esta temporada e Mikel Arteta tenta colocar os Gunners na rota europeia.

Uma batalha pela salvação que vai ser até à ultima

Burnley, Crystal Palace, Everton, Newcastle United e Southampton só desejam o fim desta temporada. Estas formações praticamente garantiram a presença na próxima temporada na Premier League e no caso do Everton pode-se afirmar que foi uma época para esquecer, falhando, ao que tudo indica, presença nas competições europeias. Agora, na cauda da tabela, a animação está para durar. São seis equipas que querem agarrar três lugares de permanência.

O Norwich terá dificuldades em manter-se na primeira divisão (Foto: Daily Record)

O Norwich City é a que tem a tarefa mais árdua. Com apenas 21 pontos, os comandados de Daniel Farke vão ter de lutar muito para conseguirem sobreviver. Depois, Aston Villa e Bournemouth ocupam os restantes dois lugares de despromoção com 25 e 27 pontos, respetivamente. Brighton (29), West Ham (27) e Watford (27) são as equipas que estão nos lugares de permanência, mas que ao mínimo deslize podem passar para a zona vermelha da tabela. Aliás, os Hammers e os Hornets estão em igualdade com a formação liderada por Eddie Howe. Muita luta será de prever.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter