Quem ganha a quem no Grupo H do Mundial?

Daniel CarvalhoJunho 14, 20186min0

Quem ganha a quem no Grupo H do Mundial?

Daniel CarvalhoJunho 14, 20186min0
Este é, sem margem para dúvidas, um dos grupos mais equilibrados do Mundial. Sem nenhuma ‘nação’ com princípio de vitória em competições deste calibre, o grupo H terá indecisão até ao fim e fazer qualquer tipo de previsão será de extrema dificuldade

O grupo é composto pela Polónia, Colômbia, Japão e Senegal. Anteriormente, lançámos o melhor jogador de cada país em questão, tendo sido eles: Robert Lewandowski, James Rodriguez, Jinjin Kagawa e Sadio Mané, respetivamente. Não sendo seleções consideradas de topo mundial, contêm nos seus planteis jogadores desse nível, e isso pode marcar toda a diferença na hora de decisão. Vejamos as previsões do Fair Play.

Robert Lewandowski, um dos craques deste mundial 2018 (foto: getty images)

Calendário

1ªJornada

Colômbia-Japão – 13h00, dia 19

Polónia-Senegal- 19h00, dia 19

2ªJornada

Japão-Senegal – 16h00, dia 24

Polónia-Colômbia- 19h00, dia 24

3ªJornada

Senegal- Colômbia – 15h00, dia 28

Polónia-Japão- 15h00, dia 28

Os Duelos

A Seleção da Colômbia parece agora conseguir esquecer a histórica equipa de Higuita, Valderrama e Rincón. Depois de em 2014 ter realizado a melhor prestação de sempre em Mundiais, os quatro anos seguintes demonstraram que tal feito não foi obra do acaso. Depois de uma qualificação ‘segura’ (tendo em conta as circunstâncias finais na qualificação Sul-Americana), a Colômbia quer agora mostrar ao mundo que também é um país de futebol. Tal como referido, James Rodriguez é o destaque desta seleção, mas desta vez tem a seu lado Radamel Falcão, que irá conseguir marcar presença nesta edição depois de ter falhado a de 2014 por lesão. O elenco forte da seleção colombiana não fica por aqui e aos já mencionados juntam-se o avançado Carlos Bacca (Villarreal), Juan Cuadrado (Juventus) e Carlos Sanchez (Tottenham).

A Seleção da Polónia tem sido uma das agradáveis surpresas do futebol europeu nos últimos anos. Uma das receitas do seu sucesso tem sido, inevitavelmente, o talento do seu capitão – Robert Lewandowski. Melhor marcador na fase de qualificação (com mais 1 golo do que Cristiano Ronaldo), apresenta-se agora, a dias de começar a competição, como uma das principais ‘caras’ a seguir durante o próximo mês. No europeu de 2016, os polacos mostraram um futebol de muita qualidade, tendo até causado muitas dificuldades à seleção alemã, na fase de grupos. Foram eliminados pela atual campeã da Europa, seleção portuguesa, apenas nas grandes penalidades.

A Seleção do Senegal é um dos principais destaques do futebol africano atual. O talento parece não ter fim na seleção senegalesa e a possibilidade de repetir a proeza de 2002 (chegada aos quartos de final) parece bastante possível. Com Sadio Mané num estado de forma incrível, a equipa de Aliou Cissé tem todas as condições para impor o seu futebol neste grupo extremamente competitivo. Para além do craque do Liverpool, existem nomes como Keita Baldé, Kouyaté, Koulibaly, Moussa Sow, Niang e Gueye.

A Seleção do Japão tem no rigor tático, na disciplina e na resistência física as suas maiores qualidades. Nomes como Jinjin Kagawa ou Okazaki podem fazer a diferença, mas o coletivo superioriza-se à capacidade individual. As perspetivas para esta formação não são as mais positivas, apesar de todo o investimento que tem vindo a ser feito no futebol japonês. Ainda não será desta que a formação japonesa irá conseguir chegar a uma fase avançada da competição. Veremos se terá sequer armas para passar este grupo H.

O talento de Kagawa não deverá ser suficiente para levar o Japão até à próxima fase (foto: getty images)

As Previsões

Jornada 1

Colômbia-Japão – Prevemos um arranque muito forte da Seleção Colombiana. Carlos Bacca ou James Rodríguez farão, com toda a certeza, gosto ao pé. A formação de José Pékerman irá vencer de forma confortável.

Polónia-Senegal – A disciplina e qualidade do futebol europeu não se irão superiorizar à irreverência do futebol africano. Robert Lewandowski e Sadio Mané estarão em destaque nas suas seleções com um golo cada. Prevemos um empate a uma bola.

Jornada 2

Japão-Senegal – Keita Baldé e Sadio Mané irão levar a melhor sobre Kagawa e Okazaki. O Japão irá entrar melhor no jogo, mas a qualidade individual dos africanos fará toda a diferença. Prevemos que o Senegal bata a formação nipónica por duas bolas a uma.

Polónia-Colômbia – Novamente um empate para a Seleção Polaca. Prevemos um jogo equilibrado com investidas de ataque de parte a parte. Os guarda-redes das duas formações não irão conseguir acompanhar o ímpeto dos elementos ofensivos. Robert Lewandowski voltará a fazer o gosto ao pé. Resultado final será de 2-2.

Jornada 3

Polónia-Japão – Finalmente a Polónia conseguirá a sua primeira vitória no Mundial. A precisar de uma vitória para poder estar entre os eleitos para a fase a eliminar da competição, a seleção de ‘Lewa’, Milik, Kuba e companhia irá superiorizar-se e garantir uma vitória confortável frente ao Japão. Resultado final será de 2-0.

Colômbia- Senegal – A Seleção Sul-Americana irá voltar aos triunfos e desta vez com um golo ao cair do pano de Radamel Falcão. O avançado e capitão colombiano irá dar o mote para os oitavos de final.

Quem irá passar?

Se virmos as previsões de resultados o grupo irá ser vencido pela Colômbia e pela Polónia.  A Colômbia alcançará o primeiro lugar, fruto da sua qualidade individual, a qual se espelha num bom futebol coletivo. Em segundo lugar aparecerá a Seleção Polaca, mas a precisar de muito suor para levar de vencida a Seleção Senegalesa na luta por um lugar nos oitavos de final. Se seguirmos à risca as previsões, a Polónia terminará com 5 pontos e o Senegal com 4 pontos.

A alegria do golo daquela que é a favorita a vencer este grupo (foto: getty images)

O Japão, porém, estará longe de conseguir disputar este grupo. Caso o consiga será uma das surpresas do Mundial. Os nipónicos, sendo a seleção mais fraca, dificilmente conseguirão fazer melhor do que na última edição da prova, isto é, passar a fase de grupo


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter