As 3 maiores surpresas desta edição da Liga NOS (até agora)

José Nuno QueirósJunho 24, 20204min0

As 3 maiores surpresas desta edição da Liga NOS (até agora)

José Nuno QueirósJunho 24, 20204min0
Como é hábito todos os anos há equipas que nos enchem as medidas e que superam tudo aquilo que se esperava nas casas de apostas. Aqui vamos falar de 3 dessas equipas que surpreenderam quase toda a gente no campeonato.

Todos os anos há equipas que acabam por nos desiludir e fazem campeonatos bem abaixo do esperado, mas também é certo que todos os anos há equipas que superam todas as previsões iniciais e fazem campeonatos bem acima do que era previsto e se tornam “equipas surpresas”.

Aqui vamos ver 3 dessas equipas que estão a realizar campeonatos muito positivos e que estão a superar as previsões das casas de apostas.

Gil Vicente

O Gil Vicente subiu diretamente do Campeonato Nacional de Seniores para a Primeira Liga fruto da decisão jurídica no caso Mateus, e poucos acreditavam no sucesso da equipa de Barcelos.

Com um plantel todo novo, sem qualquer rotina de jogo, é justo dizer que os galos tiveram como principal escolha a aposta em Vítor Oliveira. O experiente técnico foi a peça chave para criar uma equipa sólida e compacta e que desde cedo se percebeu que iria andar tranquila na tabela classificativa.

As vitórias caseiras contra Porto e Sporting mais o empate arrancado a SC Braga e Vitória SC são talvez os momentos mais marcantes até ao momento do trabalho gilista que chegou a ser em tempos uma das equipas mais fortes a jogar em casa em toda a Europa.

Com Kraev a demonstra toda a sua classe no meio campo, Soares como primeiro elemento na construção e Lourency no desequilíbrio cabe depois a Sandro Lima ser o homem golo do Gil Vicente neste regresso. Sem dúvida uma das grandes surpresas este ano.

Uma equipa toda nova (Fonte: O Jogo)

Santa Clara

Os açorianos estão pelo 3º ano consecutivo na Primeira Liga e por lá vão continuar, pelo menos mais uma temporada. Com João Henriques ao leme do Santa Clara pelo segundo ano consecutivo, o conjunto das ilhas pode também fazer a sua melhor prestação na Primeira Liga desde que regressou ao maior palco. Com uma segunda volta bastante mais competente, o Santa Clara está neste momento na 8ª posição a apenas 6 pontos do 5º lugar que dá acesso à Europa.

Com Fábio Cardoso a comandar a defesa, Rashid como dono do meio campo e Lincoln a fazer um regresso de campeonato em grande, o Santa Clara é uma das poucas equipas que ainda não perdeu desde o regresso da competição no pós-pandemia, tendo inclusive ganho ao Benfica e ao SC Braga, clube para o qual vai perder o seu melhor marcador, Schettine no próximo ano.

Com esta pandemia os açorianos foram obrigados a vir para Lisboa treinar e jogar, abdicando a bem do futebol português de estarem com as suas famílias durante quase 2 meses. É também de enaltecer e agradecer o esforço destes homens nesta fase.

Os açorianos acabaram de surpreender o Benfica (Fonte: Mais Futebol)

Famalicão

É certo que o Famalicão tem um plantel caro e muito bem montado com jogadores com passagens por clubes de referência nacional e internacional, mas não deixa de ser menos verdade que ninguém esperava tamanho sucesso.

Se andar longe dos lugares de despromoção era um objetivo fácil de atingir, o de lutar até ao fim pela Europa, ter estado metido na luta pelo título no início do ano e ainda ter aspirações de chegar ao pódio não são expectativas que todos tivessem antes de começar o ano.

Toni Martinez tem se demonstrado um dos melhores avançados a jogar em Portugal. Pedro Gonçalves e Racic formam uma das melhores duplas do campeonato no meio campo e Fábio Martins continua a encantar por todos os clubes que passa (excepto o SC Braga).

Muitos jovens como Alex Centelles e Nehuen Perez poderão facilmente chegar a clubes de topo europeu em poucos anos e contar como foi importante a passagem por Famalicão.

Vencer por duas vezes o Sporting, derrotar o Porto, derrotar o Benfica (ainda que insuficiente para dar a volta na Taça de Portugal), empatar duas vezes com o Braga são apenas alguns dos resultados que atestam a qualidade da equipa de João Pedro Sousa e que já não tem nada de surpresas.

Porto foi apenas a mais recente vítima do Famalicão a jogar contra os grandes (Fonte: SAPO)

 

Há mais alguma equipa que gostasse de ver aqui representada? Nomes como o Boavista ou até o Rio Ave podiam facilmente entrar caso fosse um top-5 mas estes 3 parecem ser 3 bons exemplos da qualidade da nossa liga fora dos 3 grandes e de 3 boas surpresas.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter