Talento escondido na Ligue: Quem é Nicolas Pepe?

José Nuno QueirósDezembro 27, 20183min0

Talento escondido na Ligue: Quem é Nicolas Pepe?

José Nuno QueirósDezembro 27, 20183min0
Nicolas Pepe surpreendeu toda a gente nesta primeira metade da época em França. Mas quem é este jogador da Costa do Marifm que atua no Lille e que leva já 12 golos no campeonato?

A Ligue 1 aproxima-se do meio da temporada e há um jogador que tem dado nas vistas no meio de todos os nomes sonantes que jogam nos relvados franceses. E não, caro leitor, este jogador não atua no Paris Saint Germain.

O destaque deste artigo vai para Nicolas Pepe, o costa marfinense do Lille e que tem sido um dos maiores sucessos desta temporada. O jogador que chegou ao Lille no verão da época passada, surpreendeu logo na época de estreia, mas é na época 2018/2019 que o extremo direito de 23 anos está a mostrar todo o seu potencial.

O jogador que começou a carreira no Poitiers não teve muito tempo para se mostrar no modesto clube francês, uma vez que cedo foi contratado para representar o Angers. Sem espaço no plantel, Pepe foi rodar nos US Orleáns, onde apontou 9 golos em 33 jogos, números que lhe permitiram ser aposta recorrente no Angers na época 2016/2017.

Os festejos de Pepe começam a ser uma constante na Ligue 1. (Fonte: Football Views)

No entanto a sua época não entusiasmou no que a número diz respeito com apenas 3 golos apontados, mas os quase 40 jogos realizados, mostram que não só de números se faz o futebol e vê-se imediatamente o quão fundamental era o jovem jogador na dinâmica da equipa.

No entanto, o Lille pagou “apenas” 3 milhões de euros pelo passe de Pepe, provando que às vezes não é preciso “esbanjar” rios de dinheiro para contratar jogadores de topo, e que a sabedoria dos olheiros está em perceber o talento escondido nestes jogadores de “saldos”.

No Lille, Pepe não sabe fazer outra coisa que não seja marcar golos, assitir para golo, desiquilibrar e apresentar um nível elevadíssimo em quase todas as partidas. É claramente o jogador com mais produtividade na equipa que milita no segundo lugar da liga francesa. Fazendo uso da sua velocidade, finalização e qualidade no 1×1, Pepe tem feito as delícias aos adeptos e colocado em àgua as cabeças dos adversários.

Leva já 12 golos e 7 assistências em 19 jogos com a camisola do Lille no campeonato o que significa que participa em 1 golo/jogo. Números que normalmente só vemos associados a Cristiano Ronaldo ou Lionel Messi, mas que, para já, Pepe tem conseguido igualar com metade dos jogos já realizados.

Conseguirá o Lille segurar o costa-marfinense? (Fonte: Goal.com)

O costa-marfinense já mais que triplicou o seu valor de mercado, estando já nos 10 milhões de euros, provando claramente que a equipa onde se atua pesa mais neste cálculo do que a qualidade apresentada em campo.

Apenas Mbappé leva mais golos na liga do que Pepe (tem 13 golos mas menos 2 jogos realizados), o que coloca o extremo direito costa-marfinense à frente de nomes com Neymar, Falcao ou Cavani. Nicolas Pepe tem passado “pelos pingos da chuva” na Ligue 1, e quem beneficia é o Lille que depois da desastrosa época que realizou na temporada passada, leva já 34 pontos, menos 4 do que em toda a época passada, tendo já alcançado o mesmo número de vitórias.

Nicolas Pepe deve ficar em Lille durante este mercado de Inverno, uma vez que apenas uma proposta estrondosa pode levar os dirigentes do clube a abrir mão de Pepe, mas será muito pouco provável que, mantendo o mesmo nível em 2018/2019, o jogador realize uma terceira época em Lille, devendo partir para vôos mais altos no futebol europeu, resta saber que clube conseguirá resgatar o extremo goleador da Ligue 1. Para já Arsenal e Manchester United seguem atentamente o jovem.

Os adeptos e jornais ingleses já idealizam uma mudança para Londres. (Fonte: The Sun)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter