As equipas que foram surpresa nos estaduais do Brasil

Rafael RibeiroMarço 29, 20206min0

As equipas que foram surpresa nos estaduais do Brasil

Rafael RibeiroMarço 29, 20206min0
Ainda paradas pelo Coronavírus, as competições a nível estadual no Brasil mostraram, até o momento, boas performances de equipas que não as consideradas grandes. Enquanto as jornadas não retornaram, fica a saber quais equipas surpreenderam.

Os campeonatos estaduais no Brasil permanecem paralisados devido à pandemia do Covid-19, e até agora seus andamentos se tornaram problemas menores perante ao esforço de contenção do vírus, como o isolamento social e outras medidas. As equipas enfrentam paralelamente à isso problemas como o pagamento de seus jogadores e staff, patrocínios e até mesmo estratégias que não envolvam o contato pessoal para manter todos em sintonia para quando as competições retornarem.

Contudo, diante do estágio em que os torneios estaduais foram interrompidos, já foi possível apontar quais equipas surpreenderam no início desta época. E não estamos falando das principais equipas, como Palmeiras, Flamengo, Atlético Mineiro, Inter e Grêmio. Estamos a citar equipas tidas como menores, mas que tiveram boas performances em seus respectivos estados a ponto de fazerem frente à equipas maiores, e aqui o Fair Play detalha uma da cada torneio estadual principal no Brasil.

Santo André (Campeonato Paulista)

A equipa da Grande São Paulo (região chamada ABC, onde se situam cidades como Santo André, São Bernardo e São Caetano) é o principal destaque do Paulistão 2020, até porque, quando a competição foi parada, o clube estava na primeira posição geral do campeonato. O Paulistão é dividido em quatro grupos, e o Santo André tanto terminou em primeiro no Grupo B, a frente de Palmeiras, Novorizontino e Botafogo-SP, quanto terminou em primeiro no geral, com 19 pontos, mais do que qualquer outro nos demais grupos. O Ramalhão (como é conhecido) fez 10 jogos, conquistou seis vitórias, um empate, e perdeu apenas três.

O treinador Paulo Roberto conta com alguns nomes experientes no plantel, como o guarda-redes Fernando Henrique, ex-Fluminense, o central Luizão, ex-Cruzeiro, e o médio ofensivo Cristian, ex-Palmeiras e Ponte Preta. O ponto forte da equipa reside mesmo na defesa, já que Fernando Henrique é um dos guarda-redes destaque da competição até aqui, foram nove golos tomados, média menor de um por jogo. Já na parte ofensiva, foram 12 golos feitos, sendo o avançado Ronaldo responsável por cinco deles.

Santo André venceu o São Paulo e arrancou um empate do Corinthians fora de casa (Foto: Marco Galvão/Fotoarena)

Boavista (Campeonato Carioca)

A equipa do Boavista chegou até a final do primeiro turno do Carioca, chamada de Taça Guanabara. Na fase classificatória, ficou a frente do próprio Flamengo, equipa que enfrentou na finalíssima. Foram seis jogos, quatro vitórias, um empate e uma derrota, mesma performance dos comandados de Jorge Jesus, porém com saldo de golos melhor (seis contra cinco). Enfrentou o Volta Redonda na semifinal enquanto o Fla passava pelo Flu, até se reencontrarem na final. O Boavista até saiu ganhando, porém tomou a virada e ficou com o vice.

Com uma equipa que mistura jogadores experientes com apostas mais jovens, o destaque fica por conta de nomes mais conhecidos como o guarda-redes Kléver e central Wellington Silva (ambos ex-Fluminense), o médio defensivo Fernando Bob (ex-Flu e Ponte Preta) e o avançado Caio Monteiro, emprestado pelo Vasco da Gama e com bom potencial. Mesmo com a ampla vantagem do Flamengo perante seus adversários, a fragilidade de Botafogo e Vasco, e a remontagem e incerteza quanto ao futebol do Fluminense podem fazer o Boavista continuar a frequentar jogos decisivos ainda neste Carioca.

O Boavista chegou à final da Taça Guanabara contra o Flamengo de Jorge Jesus (Foto: Celso Pupo)

América Mineiro (Campeonato Mineiro)

Nem Atlético Mineiro, nem Cruzeiro. Os expoentes do Mineirão 2020 são América Mineiro e Tombense. Mas citaremos o primeiro por ser o líder do campeonato até o momento e de forma invicta. São nove jogos, seis vitórias (incluindo uma contra o rival de tabela Tombense) e três empates (incluindo um contra o Cruzeiro). Ao lado do Atlético Mineiro e do Tombense, formam o trio que mais marcou golos na competição (15) e é a segunda equipa que menos tomou golos (6). Os 21 pontos o deixam na ponta da classificação até que o torneio recomece.

Citando os nomes relevantes do Coelho, não há como não começar pelo treinador Lisca (Doido, como alcunha). O jogador que dá mais equilíbrio a equipa é o central Eduardo Bauermann, assim como a artilharia dividida no Mineiro entre os avançados Ademir e Rodolfo (com quatro golos cada). Outros nomes conhecidos no América-MG são do experiente médio ofensivo Neto Berola (que sofreu grave lesão no joelho recentemente), e o central Lucas Kal (ex-São Paulo).

América-MG e Tombense são as surpresas do Mineiro. No embate entre eles, vitória do América. (Foto: Reprodução)

Caxias (Campeonato Gaúcho)

A Sociedade Esportiva e Recreativa Caxias do Sul, ou apenas Caxias, fecha nosso Top-Four com chave de ouro. Dentre os destaques dos estaduais, a equipa pode se vangloriar de já ter conquistado um título em 2020, o 1º turno do Gauchão. Terminou a fase classificatória a frente do Grêmio, com três vitórias, um empate e uma derrota. Enfrentou o Ypiranga na semifinal em vitória por 1-0, e derrotou o Grêmio na finalíssima também por 1-0. Um nome curioso da equipa é o avançado João Paulo, que já esteve em terras portuguesas pelo Belenenses e Olhanense.

Tanto o Caxias quanto as demais equipas citadas aqui demonstram o equilíbrio dos campeonatos estaduais, principalmente no início de época, onde estas equipas estão mais treinadas e condicionadas do que as equipas maiores, que por terem calendário mais longo se reapresentaram de férias posteriormente. É tanto um demérito das equipas grandes, como também mérito destas equipas menores que tem no estadual a chance de mostrar seu futebol, seus talentos, já que o disforme calendário brasileiro não os dá outra chance. Resta saber como ficarão estas equipas quando os campeonatos retornarem, se retornarem, com segurança e saúde, esperamos.

Caxias comemora o título do 1 turno do Campeonato Gaúcho (Foto: Lucas Bubols/Twitter)

 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter