24 Mai, 2018

[TOP-10] 200 metros costas femininos

João BastosAgosto 18, 20171min0

[TOP-10] 200 metros costas femininos

João BastosAgosto 18, 20171min0
Francisca Azevedo lidera um top com forte influência genética. Os seus 2:15.27 constituem o record nacional feito há mais de dois anos

Durante o mês de Agosto, o Fair Play lançará a série dos 10 melhores portugueses em cada prova de natação. Serão considerados apenas os tempos obtidos em piscina longa. Conheça as 10 melhores portuguesas nos 200 costas


O top-10 dos 200 metros costas femininos pode ser explicado à luz da genética, se não repare: a número 1 do top é irmã da número 10 e ambas são primas da número 2 que é filha da número 4.

Os 200 costas femininos foi uma prova que esteve estagnada durante muitos anos (também a nível mundial). Em 3 de Agosto de 1993, Ana Barros estabeleceu nos Europeus de Sheffield um dos recordes mais duradouros da natação portuguesa. Tivemos de esperar 20 anos até que Cátia Martinheira o superasse, mas desde então já Francisca Azevedo e Rita Frischknecht nadaram abaixo do tempo da algarvia, sinal que a prova voltou a evoluir e, com estas protagonistas, ainda baixará mais, certamente.

O record actual está na posse de Francisca Azevedo com 2:15.27, realizados em Coimbra a 2 de Abril de 2015.

Algumas notas sobre o top-10 dos 200 metros costas femininos:

  • Três nadadoras já nadaram em 2’15 e oito baixaram dos 2’20;
  • Este ano, Rafaela Azevedo foi a única nova entrada no top;
  • As duas primeiras fizeram as suas melhores marcas na mesma competição: Nacionais de Absolutos 2015;
  • A mais velha do top é Ana Barros (48 anos);
  • A mais nova do top é a juvenil Rafaela Azevedo (15 anos);
  • Esta é a prova onde se nota mais a influência da piscina de Coimbra (6 melhores marcas pessoais).

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter