FP Scouting – Gonçalo Vieira

João NegreiraOutubro 25, 20187min0

FP Scouting – Gonçalo Vieira

João NegreiraOutubro 25, 20187min0
A rubrica "FP Scouting", em parceria com a Talent Spy, está de volta para analisar mais um jovem jogador promissor! Descubram quem é Gonçalo Vieira!

Gonçalo Vieira é o próximo alvo da parceria Fair Play – Talent Spy. Analisemos o jovem defesa-central que fez toda a sua formação no Sporting CP.

O lisboeta chegou aos leões ainda no futebol lúdico, depois de começar em Odivelas, iniciando a carreira no Sporting Clube Portugal ainda em idade precoce. Desde muito cedo deu nas vistas e esteve presente em todas as seleções jovens, contabilizando 38 internacionalizações desde os sub-15 até aos sub-19.

Ainda na formação do Sporting CP, Gonçalo Vieira, chegou a jogar na Youth League, com os melhores talentos europeus, onde se mostrou a toda a Europa.

O defesa-central manteve-se na formação verde e branca até à temporada passada, onde ainda chegou a fazer parte da equipa “B”. Em Janeiro de 2018 foi emprestado ao Montalegre do Campeonato de Portugal, onde ajudou a garantir a manutenção histórica do clube.

Todavia, não se conseguiu impor, realizando somente 5 jogos o que não permitiu a sua continuação no clube nortenho. Esta situação forçou o defesa a voltar neste verão com a esperança de poder ter mais minutos na equipa de sub-23 do Sporting.

Não obstante das boas provas dadas na pré-época, o internacional português de formação volta a ser emprestado, desta feita, ao Santa Iria até ao final da corrente época, tendo já envergado a camisola da equipa do Campeonato de Portugal por 5 ocasiões.

O esquerdino tem assim a sua 2ª oportunidade fora-de-portas para mostrar a sua qualidade, sendo fundamental que se afirme a nível senior, algo que ainda não conseguiu.

Mas realmente Gonçalo Vieira tem alguma qualidade? O jogador de 1,90m faz muito uso da sua estatura, sendo muito forte no jogo aéreo, tanto defensiva, como ofensivamente.

Nos duelos aéreos defensivos é quase intransponível, apresentando-se muito difícil ganhar-lhe uma bola no ar, o que o torna uma “arma” importante a nível de defesa da sua baliza.

Ofensivamente, é um jogador que pode ajudar muito a equipa em bolas paradas, tendo também um instinto goleador, algo que ficou comprovado na sua passagem pelas selecções jovens de Portugal.

Não é um defesa muito veloz, destacando-se mais uma vez pelo seu poder físico, assumindo-se um jogador muito lutador, entregando-se muito ao jogo do confronto “agressivo”, determinado a ganhar todas as bolas (bom uso da sua postura e desenvolvimento muscular para lutar contra avançados mais rápidos).

De referir que não é um defesa que se destaca pela sua técnica e, portanto, não sendo excelente com a bola nos pés, também não podemos afirmar que coloca a equipa em causa, isto é, não arrisca em campos desconhecidos.

Gonçalo Vieira é um defesa que “chateia o avançado”. É muito assertivo na marcação e não desiste facilmente, até desarmar o adversário.

Porém, é em alguns detalhes táticos que encontramos as suas debilidades. Ainda falta alguma inteligência tática ao jovem de 20 anos, principalmente no perceber o que a equipa precisa naquele momento.

São também alguns erros de tomada de decisão, muitas vezes, sob pressão, que estão envolvidos com estes erros. Por vezes, quando é necessário pausar um pouco mais o jogo e gerir um pouco mais a posse de bola, notamos alguns erros em que acaba por oferecer a bola ao adversário, ao tentar continuar com a mesma acutilância ofensiva.

Parece que ainda faltam várias características importantes ao jovem português, principalmente, a nível tático.

Aludir também para o facto de que o tipo de jogador que é, necessita de outro que o complemente. Quer isto dizer, que precisa que jogue ao seu lado um central mais inteligente, com mais qualidade na saída e que lhe ajude a nível tático.

Apesar disso, Gonçalo Vieira, pela qualidade que apresenta, parece merecer jogar num nível mais alto do que, atualmente, joga. Quando atuou pela equipa “B”, não tinha lugar garantido, mas mesmo assim, é, claramente, um defesa-central com qualidade para a Liga Ledman Pro.

Como já dito anteriormente, cabe ao jovem esquerdino aproveitar a oportunidade num nível mais baixo, para conseguir mostrar que merece caminhos mais altos.

De mencionar que, Gonçalo Vieira, parece ser vítima da diminuição da aposta na Academia de Alcochete. Têm saído poucos talentos da Academia que dêem alegrias na equipa principal e o exemplo do jovem português, é um deles.

No presente, parece ter garantido um lugar no 11 titular na equipa de Santa Iria, tendo realizado 450 minutos (totalista).

Certamente que, uma boa temporada num escalão mais baixo, mas com boas exibições, lhe garantirá um lugar, pelo menos, na equipa sub-23 na temporada que se segue.

É importante referir que Gonçalo Vieira “já” tem 20 anos, tendo sido ultrapassado por jogadores mais novos, que já atuam ou pela “B” ou pelos sub-23. Esses jogadores, como é o caso de Tiago Djaló ou de João Silva, já têm alguma rodagem nestas equipas secundárias do Sporting CP (sendo que a “B” já se extingui), estando seguros com a camisola dos leões e, por conseguinte, mais próximos de se estrearem pela equipa principal.

Gonçalo, terá que caminhar mais aproveitando todas as oportunidades que tiver para continuar o seu crescimento e a sua evolução.

De referir, precisamente, que, apesar de todas as falhas e pontos a melhorar, o defesa-central pode evoluir bastante, no futuro, podendo ainda, aquela que será uma das suas melhores hipóteses, atuar pela equipa principal do Sporting CP.

BOA OPÇÃO PARA…

SC Covilhã – Os serranos não estão a atravessar uma época “calma” e ocupam neste momento um lugar de descida na Ledman Liga Pro. É uma das defesas menos seguras, especialmente no eixo-defensivo em termos posicionais e de luta na área nas bolas altas, consentindo uma percentagem de golos em bolas paradas. Gonçalo Vieira pode ser um nome interessante para reforçar o clube em Janeiro para dar algum “musculo” e “altura” na grande-área.

Clube Oriental de Lisboa – O Oriental ainda está em processo de reformulação com o objectivo máximo da subida a ainda ser apenas um “sonho”. Contudo, é um emblema que procura na juventude soluções e respostas, e Gonçalo Vieira pode ter aqui uma boa “casa” para se assumir como grande nome do Campeonato de Portugal e consequentemente na Ledman Liga Pro.

FC Arouca – Época que arrancou novamente mal para os arouquenses com alguns resultados imprevistos e que têm atirado o clube para o meio da tabela. O eixo da defesa não é de todo de má qualidade, mas a introdução de Gonçalo Vieira neste emblema já habituado às divisões profissionais do futebol português pode catapultá-lo para um nível superior. O Arouca gosta de primar por uma defesa pouco interventiva no ataque, mais de dureza física, controlo posicional e de simplicidade táctica, o que encaixa com perfeição no estilo de defesa que é Gonçalo Vieira.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter