10 jogadores que não podes deixar fugir no FM 2020

Pedro SousaJaneiro 11, 20206min0

10 jogadores que não podes deixar fugir no FM 2020

Pedro SousaJaneiro 11, 20206min0
O FM2020 tem muitos craques, mas estes não podes mesmo deixar fugir no teu save! O Pedro Sousa do Bola na Relva diz-te quais contratar para chegares ao estrelato.

Pedro Sousa é autor do projeto Bola na Relva e colaborador do Fair Play!


Passado algum tempo a jogar FM 2020, descobrimos jogadores que têm um potencial incrível e podem, em tenra idade, fazer a diferença na tua equipa. Depois de uma temporada passada no Brentford FC, observei alguns jovens que já são uma certeza, tanto no videojogo, como na vida real.

Jan Zamburek (Brentford FC, 18 anos)

Começo com um jogador da equipa que estou a treinar. Jan Zamburek tem apenas 18 anos e foi uma peça importante no meu plantel. Na primeira metade da época, o médio que pode atuar a extremo, jogou pouco. Contudo, depois do mercado de inverno começou a ganhar preponderância. Coloquei-o, na maior parte das vezes, a jogar a médio centro, com a função de construtor de jogo avançado, e o checo ultrapassou as minhas expetativas. Peça chave para alcançar os play-off de acesso à Premier League, depois de um mau arranque de época. O valor do jogador é baixo, por isso, quem o quiser contratar pode conseguir adquiri-lo por um preço baixo. Isto, se o treinador não for como eu.

Ben White (Leeds United, 22 anos)

O mais velho desta lista. Ben White é defesa central e está emprestado pelo Brighton Albion ao histórico emblema inglês. É de um potencial incrível e foi uma peça importante no Leeds. Graças às exibições do jovem inglês, o Leeds conseguiu subir à Premier League através do 2º lugar. Forte no jogo aéreo, o jogador revelou uma boa capacidade na finalização. Marcou alguns golos durante a temporada e é considerado uma das maiores promessas inglesas tanto no videojogo, como na vida real. Uma contratação quase obrigatória, mas que vai esvaziar os cofres do clube que investir na aquisição.

(Foto: Leeds Live)

Jamie Shackleton (Leeds United, 20 anos)

Médio cheio de classe e capacidade ofensiva fora do normal. Joga no Leeds e com apenas 20 anos foi importante no centro do terreno do clube inglês. Peça essencial no processo defensivo, Jamie ainda ajudou o clube a marcar muitos golos, com algumas assistências e golos. Um atleta que pode jogar a médio defensivo, mas foi a médio centro que se evidenciou. A grande capacidade na meia distância também foi algo notável neste jovem jogador inglês. O preço dele logo no início de um save não é elevado, mas depois de uma época começa a disparar.

Yari Verschaeren (Anderlech, 18)

Talvez o jogador com maior potencial desta lista. Na vida real já é internacional pela Bélgica e no videojogo tem qualidade para ser dos melhores jogadores ofensivos do FM 2020. É um jogador que qualquer treinador gosta de ter. Pode desempenhar as funções de médio centro e jogar nas alas da frente de ataque. A percentagem de drible é alta, mas é no capítulo do passe que mais se evidência. Não é um jogador caro para o jogador que é, mas 20 milhões não chegam para o contratar. Vai ser preciso oferecer um pouco mais.

(Foto: MbS News)

Jay DaSilva (Bristol City, 21)

Defesa esquerdo inglês de alta qualidade e fidelidade. Competente na altura de defender, mas evidenciasse na capacidade ofensiva. Consegue obter classificações regulares durante a temporada, facto que, por vezes, é difícil de encontrar num defesa esquerdo. Bom no cruzamento é capaz de promover várias assistências numa temporada. Serão precisos cerca de 10 milhões, mas é dinheiro muito bem gasto.

Nathan Ferguson (West Brom, 18 anos)

Jogador versátil. Pode aturar na zona central da defesa ou no lado direito da defesa. Tem competência para as duas funções, mas é no centro que rende mais. Com apenas 18 anos, o atleta inglês é rápido para um central e é um elemento sempre muito importante na equipa inglesa. Se o quiseram na vossa equipa, vão ter de abrir cordões à bolsa porque o West Brom não o larga por menos de 25 milhões. Talvez ainda precise de evoluir um pouco para valer tanto, mas se tiveram jogadores de primeira linha, para já, Ferguson é uma boa alternativa.

Jude Bellingham (Birmingham, 16 anos)

Sim. São apenas 16 anos. Mais um médio inglês capaz de desempenhar várias funções. Pode jogar a médio centro e a médio ofensivo. É um jovem jogador de extrema importância para o clube inglês, ao ponto, de já ser um indiscutível, quer no FM 2020, quer na vida real. Destaca-se na rapidez e tem boa chegada à frente de ataque. Um bom investimento, mas que terá de ser elevado. Porém, não é um risco apostar no jovem de 16 anos porque o menino já é uma certeza. Serão precisos entre 25 a 30 milhões.

(Foto: Transfermarkt)

Karamoko Dembélé (Celtic, 16 anos)

Bellingham tem 16 anos e Dembélé é da mesma geração. Extremo de alta qualidade que representa o Celtic. Competente no drible, mas peca um pouco no passe. Apesar da tenra idade, pode encaixar, na primeira época, numa equipa do Championship e crescer para chegar à Premier League. Não é caro e 10 milhões chegam e sobram para o tirar da Escócia.

Amine Gouiri (O. Lyon, 19 anos)

Ponta de lança francês que tive no Brentford FC, emprestado pelo Lyon. Jovem, de 19 anos, Gouiri ainda tem de crescer para chegar aos patamares de excelência. Contudo, na época no Championship apontou 15 golos, o que é um registo de assinalar. Avançado que não é muito rápido, mas que tem boa capacidade de passe e finalização. Boas caraterísticas para um ponta de lança. Pode aturar a extremo esquerdo, mas o rendimento nunca foi o melhor. Consegui-o por empréstimo e o clube francês pede balúrdios pelo passe. O mais caro desta lista.

Oliver Batista-Meier (Bayern Munique, 18 anos)

Dos extremos jovens mais prometedores do FM 2020. Muito rápido e tecnicista, o alemão pode jogar nas duas alas do ataque. Para adicionar a estas características, Oliver Batista-Meier é um bom executante de bolas paradas. Dos melhores jovens do videojogo e, com sorte, pode ser comprado por uma pechincha. Para já, o melhor, é pedir empréstimo e desfrutar do futebol do jovem alemão.

(Foto: Talents Hunter)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter