Mundial: Factos e curiosidades que ficam para a história

Daniel FariaJulho 18, 20187min0

Mundial: Factos e curiosidades que ficam para a história

Daniel FariaJulho 18, 20187min0
O Mundial terminou, ficando para trás diversos factos e curiosidades eternizados na memória.

CURIOSIDADES SOBRE AS FINAIS

Kylian Mbappé tornou-se o quarto jogador com menos de 20 anos a discutir a final do Mundial, depois de Rubén Morán (Uruguai, em 1950), Pelé (Brasil, em 1958) e Bergomi (Itália, em 1982). Curiosamente, os três anteriores sagraram-se campeões.

Mandzukic apontou o primeiro autogolo de toda a história das finais do Campeonato do Mundo.

• A França tem o quarta selecção mais jovem a conseguir sagrar-se campeã do mundo, com uma média de idades fixada em 26 anos e 11 dias. Mais jovem só o Brasil, em 1970, com 25 anos e 70 dias, o Uruguai, em 1950, com 25 anos e 224 dias, e novamente o Brasil, em 1958, com 25 anos e 308 dias.

A equipa que marcou primeiro na final de um Mundial sagrou-se campeã em nove das últimas 11 ocasiões. Só a Alemanha (1974) e a Itália (2006) foram as exceções.

• O França-Croácia foi a primeira final de um Campeonato do Mundo com três golos na primeira parte desde 1974.

Final do Mundial foi intensa, com três golos na primeira parte. (Foto: CM)

• Há 88 anos que nenhuma equipa conseguiu vencer um Mundial, depois de chegar ao intervalo da final a perder. A última seleção a consegui-lo foi o Uruguai, em 1930.

Didier Deschamps tornou-se no terceiro homem a conseguir vencer um Mundial como jogador e como treinador. Antes, só o brasileiro  Mario Zagallo e o alemão Franz Beckenbauer.

• A França é a primeira selecção a vencer um Mundial sem que o seu ponta-de-lança (Giroud) tenha conseguido um remate à baliza em toda a prova. 

• Barcelona (15) e Real Madrid (13) são os clubes com mais jogadores a disputarem finais de Mundiais. Neste Mundial, tiveram dois cada: Umtiti e Rakitic (Barcelona);  Varane e Modric (Real Madrid).

ESTATÍSTICA

GERAIS

Jogos:. 64
Golos marcados: 169
Golos por jogo: 2,6
Cartões amarelos: 219
Cartões vermelhos: 4

• Dos 64 jogos, 63 tiveram golos. Apenas o Dinamarca-França terminou a zero.

Encontro entre França e Dinamarca foi o único que terminou a zeros. (Foto: MF)

• Foi batido o recorde de jogos consecutivos com golos. (36 jogos consecutivos com golos).• Ronaldo e Kane foram os únicos a fazer hat-trick.

• Honda (Jap), Cavani (Uru), Messi (Arg), Suarez (Uru) e J. Hernandez (Mex) entraram na galeria de jogadores que marcaram em 3 Mundiais consecutivos (2010, 2014 e 2018). Messi não marcou em 2010, mas marcou em 2006.

• Foram batidos os recordes de grandes penalidades assinaladas e auto golos.

• O Brasil chegou aos 229 golos em Mundiais. Ultrapassou a Alemanha (226) e passou a ser a selecção com mais golos em Mundiais.

RECORDES BATIDOS

• Rafa Márquez (Mex) – igualou Matthaus, Carvajal, Buffon em número de Mundiais. 5 presenças.

• Essam EL-Hadary (GR Do Egito) tornou-se no jogador mais velho de sempre em Mundiais com 45 anos.

• Óscar Tabárez tornou-se no 2.º treinador mais velho em Mundiais. 71 anos e 3 meses (só atrás de Otto Rehhagel).

• Há 60 anos que a Argentina não perdia um jogo da fase de grupos por 3 ou mais golos. (0-3 com Croácia)

Croácia “cilindrou” a Argentina por 3-0. (Foto: Impala)

• Ronaldo (85) passou Puskas (84) na lista dos marcadores pelas respectivas selecções.

• Cristiano Ronaldo tornou-se o jogador mais velho a conseguir fazer três golos num jogo do mundial. Entrou ainda para o grupo de jogadores que marcaram em quatro edições seguidas, ao lado de Pelé, Klose e Uwe Seeler.

FACTOS INÉDITOS

• Japão pela 1ª vez na sua história fez 1 golo nas fases a eliminar em jogos de Mundiais, Haraguchi frente à Bélgica.

• Finnbogason – fez o 1º golo de sempre da Islândia em Mundiais,

• Baloy – fez o 1º golo de sempre do Panamá em Mundiais.

• A Islândia conseguiu os seus primeiros pontos de sempre em Mundiais (1-1 à Argentina)

• Pela 1ª vez os primeiros 36 jogos de Mundiais tiveram golos em todos os jogos.

• A Rússia chegou pela 1.ª vez aos quartos de final

• A Croácia esteve pela 1.ª vez na final.

• Ocorreu um 5-0 no jogo inaugural de um Mundial, o resultado mais dilatado de sempre.

Selecção russa entrou forte no mundial, aplicando o resultado mais desnivelado de sempre. (Foto: DR)

• Pela 1ª vez, em 78 anos de Mundiais, o Mundial chegou às meias finais sem Alemanha, Itália, Brasil e Argentina. Pelo menos uma delas tinha chegado sempre às meias finais.

OUTRAS CURIOSIDADES

• Foi estreado o VAR, muito interventivo nos encontros.

• Pela 1.ª vez na história passou a haver 4 substituições, quando o jogo vai para prolongamento.

• O Peru regressou aos Mundiais 36 anos depois, o Egito 28 anos depois e Marrocos 20 anos depois.

• Suécia atingiu os ‘quartos’ 24 anos depois.

• Foi a 14.ª fase final de Portugal

• Desde Pauleta (2002) que ninguém fazia hat trick por Portugal em Mundiais. (Ronaldo fê-lo frente à Espanha).

• Portugal-3 Espanha-3, pela 5ª vez na história dos Mundiais houve um 3-3.

Encontro entre Portugal e Espanha foi dos mais emotivos do Mundial. (Foto: NM)

• Suécia voltou a vencer o jogo inaugural 60 anos depois.

• Só 3 selecções caseiras não chegaram aos quartos de final. A Rússia cumpriu a regra.

• Irão conseguiu a sua segunda vitória de sempre em Mundiais.

• Pela 6.ª vez em mundiais, o campeão do Mundo não passou a fase de grupos.

SELECÇÕES MAIS FINALIZADORAS

Bélgica: 16
França: 14
Croácia: 14
Inglaterra: 12
Rússia: 10

SELECÇÕES COM MAIS GOLOS SOFRIDOS

Panamá: 11
Argentina: 9
Croácia: 9
Tunísia: 8
Inglaterra: 8

SELEÇÕES MENOS BATIDAS

Irão: 2
Peru: 2
Dinamarca: 2
Coreia do Sul: 3
Colômbia: 3
Uruguai: 3
Brasil: 3


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter