As surpresas dos primeiros jogos dos playoffs da NBA

João FerreiraAgosto 20, 20202min0

As surpresas dos primeiros jogos dos playoffs da NBA

João FerreiraAgosto 20, 20202min0
Desporto é sempre rico em surpresas e os playoffs da NBA não fogem a esta realidade. Este ano já tivemos dois jogos que foram um autêntico murro no estômago para alguns adeptos. Veja aqui quais foram estas surpresas.

Desporto é feito de surpresas e a NBA não foge à regra. Na verdade, os playoffs da NBA são muito profícuos em surpreender os adeptos.

Este ano os playoffs começaram da melhor maneira, com jogos de alta intensidade, fazendo parecer que os atletas nunca pararam de jogar, com Lillard e Doncic em destaque, com grandes jogos e, claro, grandes surpresas.

1a surpresa: Milwaukee Bucks vs Orlando Magic

Primeiro da Conferência Este contra o oitavo da respetiva conferência. Um jogo realizado em “casa” de Milwaukee, com os seus adeptos virtuais, com toda a sua imagem no pavilhão e com o espírito de que o jogo estava vencido à partida. Aliás, que a série estava resolvida à partida e que viria aí uma mítica “vassourada”.

Resultado? Vitória para a equipa dos Magic, Giannis “de trombas” no banco e uma equipa de Orlando motivada por ter ganho este jogo sem jogadores importantes como Aaron Gordon, Jonathan Isaac, Aminu ou Michael Carter Williams.

Melhor jogador e marcador do jogo? Nikola Vucevic. Dominou o jogo interior, controlou os dois lados do jogo e nunca deixou, fora do normal, que Giannis se aventurasse e dominasse em demasia um jogo que era difícil do ponto de vista defensivo para os Magic.

A percentagem reduzida de lançamentos concretizados por Milwaukee e as baixas pontuações de jogadores com DiVicenzo, Connaughton, Brook Lopez e Kyle Korver explicam numa primeira instância a derrota complicada dos Bucks.

A série vai ter hoje o 2o jogo. Vamos ter mais surpresas?

Bucks ficaram a ver Magi(c)a! (Foto: ESPN)

2a surpresa: Portland Trailblazers vs Los Angeles Lakers

Não se pode olhar para esta derrota da mesma forma que se olha para a dos Bucks com os Magic.

Apesar de ser primeiro contra oitavo, Portland não é uma equipa qualquer, e apenas foi aos playoffs em oitavo porque a época regular não estava a correr de acordo com a expectativas.

Olhando bem para a equipa de Portland, neste momento, é capaz de ser das equipas mais completas da NBA. Lillard, CJ McCollum, Nurkic, Carmelo, Whiteside fazem neste momento uma equipa extraordinária que está num momento de forma assombroso e assustador para os adeptos dos Lakers.

Por outro lado, não podemos esquecer que Portland não conta com jogadores como Zach Collins ou Trevor Ariza, que ainda fariam com que a equipa se tornasse mais complicada.

Uma palavra para os Lakers que têm claramente que dar corda ao sapato para ultrapassar esta equipa.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter